Menu

Socorro Neri aponta a porta, Bocalom fecha e o PP continua um saco de gatos

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

A chapa continua quente dentro do PP. O documento enviado hoje (4) ao prefeito Tião Bocalom pela presidente do diretório municipal, deputada federal Socorro Neri (PP), lhe comunicando que o partido já escolheu por unanimidade do diretório o secretário Alysson Bestene (PP) como o pré-candidato a prefeito da capital, e convidando Bocalom para deixar o partido, é só mais um capítulo da novela mexicana do PP, ao estilo da Casa de Noca – onde todos gritam e ninguém obedece.


O prefeito Bocalom não levou a sério o documento. O secretário de Comunicação, Ailton Oliveira, disse nesta tarde (4) ao BLOG que o prefeito Bocalom não reconhece a validade do documento, e lembrou que, quem tem o poder de decidir candidaturas é a convenção municipal. E que por esse motivo Bocalom não sairá do PP e continua com a sua meta de ser o candidato a prefeito do partido.


Bocalom, também, se posicionou dizendo que, pré-candidatos podem ter vários, que está tranquilo, trabalhando, e que o assunto será decidido na convenção municipal do próximo ano. Na base daqui eu não saio, daqui ninguém me tira. E assim, o clima político dentro do PP continua um saco de gatos com garras afiadas. Mas, nada de extraordinário, briga faz parte da política.


SAIU DO MARASMO


Pelas suas últimas ações de críticas ao governo, o deputado Emerson Jarude (NOVO) cumpre o que se esperava do se
um mandato, que fosse ser oposição. Sem entrar no mérito das suas acusações, seu movimento tira a ALEAC do marasmo do amém e sim senhor para tudo que vem do governo.


ALHO COM BUGALHO


Ao fazer ontem na ALEAC, a defesa do governador Gladson sobre a ilegalidade na criação da SEGOV, denunciada pelo deputado Emerson Jarude (NOVO), o deputado Tanízio Sá (MDB) confundiu o alho com bugalho, e deu como justificativa que o Gladson é bem avaliado pela população. O que tem uma coisa a ver com a outra? Nada, absolutamente, nada! O que se discutiu foi se o ato é legal ou não. E, somente isso.


MUNDO DA FANTASIA


O deputado Tadeu Hassem (REPUBLICANOS) defendeu hoje na ALEAC (4) que, a peça orçamentária do governo passe por colher informações da população para apontar prioridades na sua execução. Seria o ideal. Mas isso fica no mundo da fantasia. O orçamento enviado pelo governo já chega na ALEAC como prato feito, que a base aprova sem mexer. O governo manda piranambu, a base de apoio come e depois arrota camarão. Sempre foi o jogo.


COISA DE AMADOR


Os que assessoram a candidatura a prefeito do Alysson Bestene (PP), precisam ser mais profissionais. Agiram como amadores ao convidar um adversário, Minoru Kinpara (PSDB), para o ato político de apoio a Alysson. E mais amador ainda, foi lhe dar a palavra para falar da sua candidatura a prefeito. Assim, o boi não dança.


MUITO SIMPLES


Essa questão das terceirizadas é simples de explicar. Como o governo não pagou as empresas em dias, essas não tiveram como tirar certidões negativas para ter acesso aos créditos atrasados. A culpa inicial foi do governo, não adiantam as justificativas.


CABEÇA DURA


O problema é que o prefeito Tião Bocalom é cabeça dura, acha que todos que criticam a sua gestão querem lhe fazer oposição política. E não é assim. Se no início dessa confusão com a verba da Cultura, tivesse trazido o problema para ele, se reunido com os artistas, não estaria sofrendo desgaste nesse debate na Câmara Municipal de Rio Branco e estaria de bem com a categoria.


NAS MÃOS DO PETECÃO


Dirigentes do MDB dizem que já conversaram tudo o que tinham de conversar com o senador Sérgio Petecão (PSD), como a lealdade numa aliança para 2026. O apoio do PSD ao candidato Marcus Alexandre (MDB), está unicamente nas mãos do Petecão, dizem os emedebistas.


BANCADA DE OPOSIÇÃO


Enfim, tudo caminha para ter uma oposição mais ampla na Assembléia Legislativa. Antes tinha só a voz solitária do deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB). Agora tem no combate, também, os deputados Michelle Melo (PDT) e Emerson Jarude (NOVO).


BOA NOVA


Enfim, uma boa nova no governo do Gladson: ele anunciou a reativação do programa de alfabetização no estado. Todo desenvolvimento de um país, de um estado, passa por investimentos na Educação. Isso sim, é prioritário!


MAIS QUE ÓBVIO


Só existe furto de cabos e fios do sistema de energia, porque tem quem compre. É difícil descobrir na cidade quem está sendo o receptador desses materiais? Não é preciso ser um Sherlock Holmes para chegar aos meliantes.


COM QUE MORAL?


O Congresso aprova uma verba eleitoral de bilhões de reais para bancar a reeleição dos parlamentares, num país onde grassa a fome e o desemprego, e vem a pergunta: qual é a moral que têm os parlamentares para atacar o STF, sob o argumento de moralidade? É zero.


PRIMEIRO PASSO


Caso a presidente do diretório municipal do PP, deputada federal Socorro Neri (PP), queira decolar a candidatura a prefeito de Alysson Bestene, ela tem que primeiro ter a garantia que ele será o único candidato do governador Gladson Cameli. Mas declarado pelo Gladson.


FALANDO DE PRIORIDADES


Num estado que vive das migalhas do governo federal, desde quando a construção de um viaduto é prioridade? Prioridade é o governo gerar emprego e renda, obras portentosas podem esperar.


NÃO MEDE NADA


Pesquisa faltando um ano para a eleição não mede nada, principalmente, se feita para agradar o candidato. Pesquisa que vai medir a aceitação popular de uma candidatura a prefeito, só lá pelo meado do próximo ano.


FESTA DE LANÇAMENTO


O ex-vereador Joelso Pontes (PP) prepara um ato de lançamento da sua pré-candidatura a prefeito de Brasiléia, para o final do ano. Já teve a garantia do governador Gladson de que será o candidato do PP no município. Tem o apoio do grupo Dêda\Deputada Maria Antônia (PP).


QUEM FICAR CONTRA


O ex-presidente do PT, Cesário Braga, perguntado por uma fonte, o nome que o seu partido apoiará em Brasiléia para prefeito, foi curto e grosso: – O candidato que for oposição ao candidato da prefeita Fernanda Hassem.


OUTRA DO CESÁRIO


Em Rio Branco, o Cesário Braga defende uma chapa com Marcus Alexandre (MDB) de candidato a prefeito e Alysson Bestene (PP) como vice da chapa.


NÃO DEVE SAIR DO CENÁRIO


A disputa da prefeitura de Epitaciolândia vai ficar entre o candidato de oposição Everton Soares (PP) e o prefeito Sérgio Lopes (PL). Não deve fugir a esse cenário.


FRASE MARCANTE


“Quando a cama quebra, temos o chão para dormir”. Ditado indiano.


Participe do grupo e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.