Menu

Pesquisar
Close this search box.

Falta de medicamentos e poucos profissionais no Pronto-Socorro viram investigação

Recepção do PS de Rio Branco. Paciente busca por atendimento - Foto: Whidy Melo
Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O Ministério Público do Estado do Acre (MP-AC) abriu uma investigação para apurar supostas irregularidades como ausência de medicamento, número reduzido de profissionais de saúde, além de pacientes em corredores no Pronto-Socorro de Rio Branco. O documento foi publicado na edição do Diário Eletrônico de sexta-feira, 29 de setembro.


De acordo com o promotor de justiça, Ocimar Junior, a investigação iniciou em 2022 e devido a necessidade de aprofundar as investigações, é necessária a abertura de um procedimento administrativo. “A fim de acompanhar o(s) fatos noticiados no bojo da Notícia de Fato nº 01.2023.00001369-2, assinalando como objeto Irregularidades. HUERB”, diz trecho do documento.


O órgão controlador destacou que em razão de o presente procedimento possuir evidente cunho permanente, será necessário um prazo de 01 (um) ano de vigência ordinária, prorrogando-se sua vigência com a elaboração de relatório circunstanciado ao final de cada período.

Anúncios


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido