Menu

Uma eleição aberta

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

No segundo colégio eleitoral do estado, Cruzeiro do Sul, a eleição está aberta e com o quadro de candidaturas indefinido. A única coisa concreta é que o prefeito Zequinha (PP) vai disputar a reeleição. Ponto. Quem será o seu adversário? É a grande pergunta. Até aqui a ex-deputada federal Jéssica Sales (MDB) tem dito estar disposta a enfrentar o desafio. Mas está distante do município e exercendo a Medicina em Brasília. Se a Jéssica for candidata, é um cenário, porque pelo que as pesquisas têm mostrado tem um nome bem avaliado e altamente competitivo. Se não for candidata, é outro cenário, pelo fato da oposição não ter um nome do seu porte eleitoral. O que se tem ouvido de dirigentes do MDB é que somente no próximo ano ela vai voltar a morar em Cruzeiro do Sul. Enquanto não for resolvido se a Jéssica Sales será candidata ou não, o quadro sucessório no município ficará aberto e indecifrável. E tudo que se disser agora não passará de uma ilação.


VERDADE DOS FATOS


Para deixar tudo claro, a Socorro Neri nunca dispensou o PCdoB, o queria na sua coligação. Tanto é que na sua convenção todos os dirigentes do PCdoB já estavam presentes para serem anunciados na aliança. Só que momentos antes, numa reunião no Gabinete Civil, com os partidos anicos e o PDT, foi elaborado um documento em que se posicionavam contra a presença do PCdoB na aliança. E a comunicação do veto foi feita aos dirigentes do PCdoB presentes na convenção, que se ausentaram do ato momentos antes da oficialização da chapa e da aliança. Essa é a verdade. E ninguém é criança para saber que o veto deve ter tido o aval do Gladson. A Socorro nunca rejeitou a aliança com o PCdoB.


PARALISA TUDO


O deputado Emerson Jarude (NOVO) foi sacado da Comissão de Constituição e Justiça da ALEAC, por pedido do líder do MDB, Tanízio de Sá. Foi um ato legal. Mas se for feita uma nova recomposição nas comissões, enquanto não for fechada, nenhum projeto pode ser votado. Por isso, a defesa do deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) para que haja um acordo entre os partidos e evitar o entrave. Só que o Jarude não volta mais à CCJ. Isso está definido.


OS VELHINHOS QUEREM DANÇAR


Nada do que a Fundação Elias Mansour disser sobre o atraso de três meses no pagamento dos músicos que tocam no Senadinho, vai se justificar. Não teve dinheiro para revitalização de espaços culturais? Como é que não tem para pagar pouco mais de 5 mil reais aos músicos? E virou um fato inédito: os músicos entraram em greve. Não façam isso com os velhinhos, paguem os músicos, porque isso causa desgaste para o governo. E os velhinhos querem dançar, se divertir.


FOCO FUTURO


A prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem, tem como foco futuro disputar um mandato de deputada federal, em 2026. E, como primeiro foco , tentar no próximo ano eleger a sua candidata Suly Guimarães para lhe suceder.


CAUSANDO TRANSTORNO


A interdição da ponte metálica está causando transtorno aos transeuntes. Chuva de reclamações. O líder informal do governo, deputado Pedro Longo (PDT), explicou ontem que desde a interdição foi feito um estudo técnico e pedido de orçamento para reparar a estrutura, previsto para ser concluído no próximo dia 11. Traduzindo: ainda vai levar um bom tempo para a liberação da velha ponte. Não se pode apressar um trabalho que pode incorrer em risco de vida.


NADA ESTE ANO


O presidente do diretório municipal do PSD, Eduardo Ribeiro, disse ontem ao BLOG que a decisão sobre com qual candidato o partido vai se aliar, somente acontecerá no próximo ano.


MEDIDA CAUTELOSA


Não se conhece nem como ficará o cenário das candidaturas a prefeito de Rio Branco para uma tomada de posição. O deputado Eduardo Ribeiro (PSD) está certo em não antecipar o debate sobre a PMRB. Esse monte de candidaturas que estão aparecendo, vão afunilar em no máximo quatro.


AGRADEÇO, MAS NÃO DIVULGO


Amigo de um partido me enviou ontem o resultado de uma enquete feita sobre a disputa da PMRB. Volto a agradecer, como já fiz em outras ocasiões pela deferência. Mas não divulgo enquetes. Você pode pedir á militância, funcionários de uma empresa, ocupantes de cargos de confiança, a votar em um determinado candidato. E isso descaracteriza o instrumento. Só divulgo pesquisas de institutos confiáveis, por terem base científica. Não leve a mal, bom amigo. Também não sou contra quem faz enquetes, cada um tem a liberdade de fazer e pensar diferente. Assim é na democracia. Respeito sempre o contraditório.


MAIOR VALIA


O governador Gladson pediu ao ministro da Justiça, Flávio Dino, a doação de um helicóptero para o governo do Acre usar no combate aos crimes ambientais. O estado já tem dois aparelhos. Não seria de maior valia que o pedido de ajuda fosse prioritário para que o ministério desse uma colaboração maior no combate à violência que campeia em Rio Branco?


NÃO PODE SER SACADO


É cedo para fazer uma avaliação mais precisa se o secretário Alysson Bestene (PP) é ou não um nome competitivo para disputar a PMRB. Mesmo porque nada será decidido este ano. Deve-se deixar correr um tempo maior, antes do PP decidir por uma outra candidatura do partido.


SABER SE TOPA


O Alysson Bestene não decolando, uma alternativa do grupo que domina o PP seria tentar convencer a deputada federal Socorro Neri (PP) a voltar atrás na sua decisão de não concorrer à PMRB. Além de que, ela cumpre um bom mandato na Câmara Federal. Não sei se aceitaria a missão.


JUSTIÇA SEJA FEITA


O prefeito Tião Bocalom está fazendo um bom trabalho na recuperação das ruas atingidas pela última alagação. Justiça seja feita.


CONQUISTA DO PL


A filiação de João Paulo Bittar no PL, é muito boa para o partido, por ser um jovem qualificado e que sempre viveu no meio político, nas campanhas do pai e senador Márcio Bittar. E na política tem que se procurar sempre a renovação dos quadros partidários.


DESCOBERTA DA PÓLVORA


A CPI das ONGS e do MST só conseguiram descobrir, até o momento, que as ONGS e o MST existem. Querem descobrir a pólvora, mas esta já foi descoberta há muito tempo.


DESTROÇANDO ADVERSÁRIOS


Os adversários políticos estão parando de convidar o ministro da Justiça, Flávio Dino, para sabatinas na Câmara Federal. Com sua segurança nas respostas e uma pitada de sarcasmo, conseguiu destroçar os seus inquisidores.


TÍTULO DEFINITIVO


Fala-se muito em titulações de áreas públicas pelo governo para beneficiar seus moradores. Desde que seja com Título Definitivo e não com a entrega de um documento de posse, sem valor jurídico para uma operação bancária, a luta dos deputados é válida.


FRASE MARCANTE


“Um inimigo é muito; cem amigos é pouco”. Ditado alemão.


Participe do grupo e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.