Menu

A política costuma ser uma madrasta cruel

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

QUASE passou em branco a comemoração do aniversário dos 43 anos do PT, no Acre. Apenas alguns militantes de lutas antigas se fizeram presentes. Longe do barulho e da grande afluência de público, quando o partido esteve por longos 20 anos no poder. A política pode ser uma fada das bonanças, mas também uma madrasta cruel. O PT vive a fase da madrasta má desde que perdeu a eleição para o governo. Fora do poder, o que se viu foi uma derrocada petista. Perderam em seguida a prefeitura da capital e não conseguiram eleger um vereador. Na eleição passada tentou voltar ao governo e mais uma derrota. E, com o agravante de que não conseguiram eleger ninguém para a Câmara Federal e para a Assembleia Legislativa. O PT vive hoje no estado o seu tempo de vacas magras. Fora do governo, fora do Senado, sem deputado federal, sem deputado estadual e sem um vereador na Câmara Municipal de Rio Branco. E, não se vislumbra um nome de peso para entrar com chance na eleição para prefeito de Rio Branco. O cenário mostra que a política não é estática, eternos só os diamantes.


NÃO É SUA PRAIA
ENDOSSO o comentário de colegas e alguns deputados de que, a deputada Michelle Melo (PDT) deu um passo em falso ao assumir liderança do governo, por ser uma função que impede que tenha a independência que teve como vereadora combativa. Elogios não é a sua praia.


A QUESTÃO É A LIBERDADE
SER LÍDER de governo não tira o mérito de ninguém. Na política haverá sempre os que fazem a defesa do poder e os que têm liberdade de criticar. Isso é normal. Mas no papel do líder não há espaço que não seja o de defesa.


TODO MUNDO SE ARRUMANDO
O PT tem uma série de defeitos, mas quando está no poder privilegia primeiro os dos seus quadros; e depois os aliados próximos. Os petistas Léo de Brito, Binho Marques, Jorge Viana e Sibá Machado, já estavam acomodados em cargos federais, e agora foi a vez da Perpétua Almeida (PCdoB) ser aquinhoada.


ESQUECERAM DE MIM
PARECE que ainda não se lembraram do guerreiro petista Cesário Braga, repetindo o personagem encenado por ele quando foi candidato a deputado estadual, na última eleição: Esqueceram de Mim.


NÃO DEIXOU DE SER DELEGADO
O PREFEITO de Epitaciolândia, Sérgio Lopes, comenta quem acompanha a sua gestão que, ninguém lhe pode apontar uma nódoa; por outro, ele lado fracassa como político. Administra a prefeitura como uma Delegacia.


NÃO HÁ INCOMPATIBILIDADE
UM GESTOR PODE fazer uma administração técnica e política, não há incompatibilidade. Mas sem fazer política, não há muito como pensar numa reeleição.


VAI TENTAR SE VIABILIZAR
NÃO é preciso nem conhecer muito de política para antever que, o deputado Nicolau Junior (PP) vai tentar viabilizar o seu nome para a disputa majoritária de 2026.


ESPAÇO ABERTO
O GOVERNADOR Gladson não poderá mais disputar a reeleição, o que vai deixar um campo aberto para que outros nomes trabalhem para ocupar o espaço vazio.


NOMES NATURAIS
O EX-SENADOR Jorge Viana (PT) e o senador Alan Rick (União Brasil) são dois nomes naturais, que devem ser colocadas na pauta para a eleição de 2026 ao governo.


ENVOLTO EM MISTÉRIO
PERGUNTEI ontem a uma figura do governo porque o ex-deputado Ney Amorim (PODEMOS), que perdeu para o Senado, mas foi bem votado na capital, não está no cenário do poder para a PMRB. Riu, e disse: “Está fora do apoio do governo. O motivo, pergunte ao Gladson”.


DERROTA EMBLEMÁTICA
O PT sempre teve Xapuri como um município emblemático de suas lutas. Sem um nome forte para disputar a eleição de prefeito do próximo ano, a tendência é perder a única prefeitura do partido.


FOI O QUE SOBROU
O PREFEITO Bira Vasconcelos, como prefeito de Xapuri, foi o único reduto que sobrou após a série de massacres nas urnas que o PT sofreu no estado. Os prefeitos Isaac Lima (Mâncio Lima) e Jerry Correia (Assis Brasil), foram cooptados pelo governador Gladson, na eleição passada.


QUEM FAZ OBRA É O GOVERNO
A ESTRELA da gestão tem que ser sempre quem governa, e não o secretário. Alguém precisa dizer isso ao diretor do DERACRE, Petrônio Antunes, que anunciou que, “vamos entregar” as obras do Anel Viário, de Brasiléia.


GANHARIA DE LAPADA
QUEM conhece como poucos o potencial político da ex-deputada federal Vanda Milani (PROS) em Senador Guiomard, fez ontem o comentário: “Se ela fosse a candidata a prefeita lá, não precisaria fazer campanha”.


ERRO ESTRATÉGICO
O MÉDICO Israel Milani é um dos nomes da nova geração de políticos dos mais centrados e inteligentes com quem já conversei; mas se a sua mãe Vanda Milani tivesse disputado a reeleição, por certo estaria hoje na Câmara Federal. Disputar o Senado foi pular no fogo.


A ELEIÇÃO TERMINOU, CORONEL!
A ELEIÇÃO acabou, o Bolsonaro foi derrotado, o Lula já assumiu; e o deputado federal Coronel Ulysses (União Brasil), ainda está naquela barca de radicais do bolsonarismo, em busca de vingança contra o STF, com a instalação de uma CPI. Não vingará, e este tipo de comportamento não projetará o seu mandato em nada.


NA DIREÇÃO DO FUNDO
A MÍSTICA prefeita de Tarauacá, Néia, não consegue acertar o passo da sua gestão para disputar em alta no próximo ano, a reeleição; quando não mais poderá contar com o mandato do marido Jesus Sérgio (PDT), que não se reelegeu para a Câmara Federal.


SÍNDROME DO RECRUTA
ALGUNS deputados andam pisando em nuvens embevecidos com o mandato. É a chamada “síndrome do recruta”, que chega achando ser o dono do mundo. O tempo passa, quem é competente se projeta, e quem não é vai para o ostracismo. Assim, é na ALEAC.


FORA DE COGITAÇÃO
COMPLETAMENTE fora de cogitação a vice-prefeita Marfisa Galvão, disputar a eleição de prefeita de Rio Branco. É a informação de boa fonte do PSD.


NEM UM PIO
SOBRE o ex-prefeito Marcus Alexandre ir para este ou aquele partido (deixou o PT), tudo que se falar é especulação, o que tem dito é que não será candidato a prefeito de Rio Branco. Não dá um pio sobre filiação.


CRAQUE NO PRAGMATISMO
O DEPUTADO Luiz Tchê (PDT) é um craque na arte do pragmatismo político. Esteve por cima da carne seca nos vinte anos do PT, e continua por cima da carne seca no governo do Gladson.


FRASE MARCANTE
“Qualquer espécie de palavra que você disser, a mesma você ouvirá”. Ditado grego.


Participe do grupo e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.