Menu

Com MDB dividido, família Sales segue indicando cargos no governo

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O MDB não decidiu oficialmente se será oposição ou não ao segundo governo de Gladson Cameli, mas a deputada estadual Antônia Sales, mulher do dirigente do partido, Vagner Sales, continua garantindo nomeações na gestão estadual.


Neto Vitalino e o filho dele, Cristyan Vitalino, aliados de primeira hora da família Sales, também estão no governo. Neto, que é animador de comícios e eventos políticos, no ano passado fez campanha para a ex-deputada federal Mara Rocha ao governo do Estado e está na secretaria de Comunicação. Já o filho dele foi nomeado na Fundação Elias Mansour.


Pessoas ligadas aos Sales afirmam que Neto e o filho se afastaram da família de políticos com quem convivia há décadas para ir ao governo e que o convite teria partido do próprio Gladson e do chefe da Casa Civil, Jonathan Donadoni. O próprio Donadoni já foi parceiro político da família Sales e dirigente do MDB de Cruzeiro do Sul.

Publicidade

Sobre o assunto, Vagner Sales diz que no grupo dele há pessoas competentes, o que é reconhecido pelo governo em forma de nomeações. Ele cita que há vários nomeados pelo grupo dele na gestão do primo, o governador Gladson Cameli.


“São vários, todos muitos dedicados nas suas funções. As pessoas que trabalharam comigo são competentes, são meus amigos e precisam trabalhar. Agradeço o governo por reconhecer a competência dessas pessoas e colocar no governo”, destacou.


A deputada Antônia Sales apoiou a escolha de Tanízio de Sá para a liderança do MDB na Assembleia Legislativa em detrimento de Emerson Jarude. Sá quer fazer parte do governo de Cameli enquanto Jarude quer ser indepedente.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido