Menu

Advogadas de paciente que praticou racismo são impedidas de entrar no Hosmac

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O Hospital de Saúde Mental do Acre (Hosmac) foi palco de uma confusão na tarde desta quarta-feira, 8, envolvendo advogadas contratadas pela família da professora Marfiza Cardoso, 43, que foi flagrada praticando xingamemtos racistas contra um motoboy e a direção da unidade de saúde.


É que as profissionais contratadas pela família de Marfiza, afirmaram que tiveram cerceadas o direito como advogadas de acesso à cliente. A policia chegou a ser chamada até o local. “É crime a violação de prerrogativas, é crime negar o acesso ao cliente e nós teríamos que solicitar que a pessoa que estivesse negando o acesso fosse levada para a delegacia prestar explicações”, afirma a advogada Helane Cristina.

Publicidade

Um outro problema alegado pelas advogadas foi a dificuldade em ter acesso ao prontuário da mulher que está internada no Hosmac. “Tivemos uma discussão técnica sobre a procuração. Os funcionários estavam exigindo que a procuração fosse assinada pela própria cliente, o que seria impossível, já que eles mesmos não estavam permitindo o acesso à ela. Só foi resolvido com a chegada do jurídico da Sesacre e na conversa de advogado para advogado houve o entendimento”, declarou Vanessa Cavalcante, presidente da Comissão de Prerrogativas da OAB/AC.



A advogada Helane Cristina afirmou que o objetivo do acesso ao prontuário é verificar as condições de saúde da Marfiza e falou da estratégia da defesa. “Conversamos com uma médica que adiantou que é uma paciente conhecida do Hosmac e que se for preciso ela fará um laudo da paciente. Não pactuamos com o crime, o que fazemos é a defesa legal. O nosso primeiro passo é entrar com uma interdição judicial, ela vai passar por uma perícia e se o perito judicial entender, ela vai ser declarada incapaz”, afirma.


A reportagem procurou a assessoria de comunicação da Secretaria de Saúde e também do Hosmac, mas não obteve resposta até o momento. O espaço segue aberto para devida manifestação da direção da unidade de saúde, caso haja interesse.


Assista a videoreportagem de Whidy Melo:


video
play-sharp-fill


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido