Menu

Em jantar do PL, Bolsonaro discursa online e diz que seu projeto é “imorrível”

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O ex-presidente Jair Bolsonaro discursou à distância, na noite desta segunda-feira, em jantar do seu partido, o PL, em Brasília, para promover a candidatura de Rogério Marinho à presidência do Senado.


Sem entrar em detalhes sobre as razões para continuar nos Estados Unidos, Bolsonaro afirmou que ele e seus apoiadores construíram um projeto com valores, segundo o ex-presidente, “imorrível”.


A ex-primeira dama, Michelle Bolsonaro, que compareceu ao jantar, fez ligação de vídeo com Bolsonaro para que ele pudesse falar com os convidados. A CNN obteve áudio do discurso de Bolsonaro, que reservadamente foi enviado à reportagem por participantes do evento.

Publicidade

“Quero cumprimentar todos vocês pela união e pelo espírito patriótico, pela vontade de cada vez mais resgatar os nossos valores do Brasil. Essa é a tradição do povo brasileiro, é a nossa cultura, nossa fé e a certeza de que tudo começou lá em 2019 com vocês vai continuar. Isso é imorrível. Nós realmente, cada vez mais, estaremos no futuro do Brasil. É uma honra, uma satisfação de ver ressurgir a vontade, a perseverança e o orgulho de ter político no nosso Brasil”, disse.


Ao final da mensagem, Bolsonaro manifesta apoio à candidatura do PL na disputa pelo comando do Senado. “Boa sorte a todos vocês e, se o Marinho estiver por aí, um abraço Marinho.


Vamos juntos. O Marinho representa o que o Brasil quer para o Senado, (…) a volta da democracia, da liberdade, se Deus quiser até a vitória no dia 1º (de fevereiro)”, enfatizou.


Em seguida, o senador eleito Rogério Marinho (PL-RN), que disputa o comando do Senado com o atual presidente Rodrigo Pacheco (PSD-MG) respondeu ao ex-presidente em tom elogioso e afirmou que aguarda seu “breve retorno”, também sem informações de quando Bolsonaro irá voltar ao Brasil.


“Ô presidente, senti sua falta aqui. Você está aqui em espírito, seus amigos estão todos aqui aguardando seu breve retorno e representando aqui o que você ensinou a todos nós. Abraço forte e um breve retorno”, disse.


O senador Flávio Bolsonaro e ex-ministros do governo passado também participam, como Marcos Pontes, que foi eleito ao Senado, e Walter Braga Netto, que perdeu as últimas eleições como candidato a vice-presidente.


Incentivadores de manifestações contra o resultado das urnas, filiados ao PL, também se sentaram à mesa, como Carla Zambelli, reeleita por São Paulo depois de perseguir armada uma pessoa na rua e Zé Trovão, liderança do movimento de caminhoneiros pró-Bolsonaro, que foi eleito deputado federal.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido