Menu

Ex-mulher é presa como suspeita de mandar matar agricultor em Xapuri

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

A Polícia Civil em Xapuri prendeu na manhã desta quinta-feira (1°) R.B.M., de 52 anos, ex-companheira de Francisco Campos Barbosa, de 57 anos de idade, o “Chico Abreu”, agricultor encontrado morto na zona rural de Xapuri com um tiro nas costas e marcas de espancamento e esganadura.


De acordo com a Assessoria de Comunicação da Polícia Civil do Acre, a mulher é acusada de ter tramado a morte do ex-companheiro em conluio com Benigno de Queiróz Sales, de 36 anos, que trabalhava como diarista para a vítima.


As prisões foram solicitadas pelo Delegado de Xapuri no inquérito que investiga a prática do crime de homicídio qualificado mediante pagamento ou promessa de recompensa.

Publicidade

O assassinato do colono ocorreu no dia 25 de novembro de 2022, mas o corpo só foi encontrado no dia 27 de novembro.



Segundo as investigações, a ex-mulher planejou a morte e mandou Benigno matar a vítima, que teria vultuosa quantidade de dinheiro em casa e após sua morte o valor seria dividido igualmente entre a mandante e o executor.


No dia 28, segunda-feira, Benigno foi preso por uma guarnição da Polícia Militar em Epitaciolândia quando chegava do local onde cometeu o crime.


O suspeito foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil daquele município e em seguida conduzido para a Delegacia de Polícia Civil de Xapuri, Unidade Policial que responsável pela investigação do caso, onde foi ouvido.


Após a prisão, a dupla foi transferida para o Complexo Penitenciário Francisco Oliveira em Rio Branco.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido