Conecte-se agora

Acre abre 679 novas vagas de trabalho no mês de outubro

Publicado

em

Em outubro o Brasil registrou um saldo positivo de 159.454 postos formais criados no mês, chegando ao recorde de 42.998.607 de empregos com carteira assinada gerados no país, revela o Cadastro-Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), divulgado nesta terça-feira (29) pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

No Acre, segue-se o saldo positivo observado em meses anteriores: foram 3.845 admissões contra 3.166 demissões, resultando em 679 vagas de trabalho formal mantidas em outubro, uma variação relativa de 0,72% no período.

Apesar da sequência de saldos positivos, o emprego formal mantém aparentando perder força no Acre. Em setembro, o estoque de emprego foi de 752 vagas e em agosto, 858.

Ou seja, há uma queda ao longo dos últimos meses.

O MTE confirma: assim como em setembro, o resultado positivo foi distribuído em todo o país e em todos os setores da economia, como tem ocorrido nos últimos dados do Caged divulgados pelo governo. A geração de empregos foi percebida em 26 Unidades da Federação, com excelente desempenho em São Paulo, que gerou 60.404 novos postos (+0,46%), com destaque para serviços (+37.275) e comércio (+14.192), seguido do Rio Grande do Sul, com mais 13.853 postos (+0,52%) e o Paraná, com mais 10.525 postos (+0,36%).

Do ponto de vista regional, o destaque foi a região Sudeste, com um crescimento de mais de 80.740 novos postos de trabalho.

Numa análise por setor, destaque para o ótimo desempenho do setor de serviços, com geração em outubro de 91.294 vagas formais. Foi mantida também a aceleração do comércio com a proximidade do final de ano, um saldo positivo de 49.356 novos postos. Também a indústria e a construção civil seguiram crescendo, com mais 14.891 e 5.348 mil postos de trabalho gerados, respectivamente. Somente a agropecuária registrou saldo negativo de -1.435 postos de trabalho formais no mês.

O TEM diz que os números mostram a continuidade do bom desempenho do emprego formal no ano, acumulando um saldo 2.320.252 empregos gerados até outubro, decorrente de 19.445.198 admissões e 17.124.946 desligamentos. O setor da construção civil foi o destaque, com um crescimento de mais de 12,5% no estoque de empregos formais (288.517), mas o saldo positivo no acumulado do ano também foi verificado nos serviços, com geração de 1.263.899 empregos, e a indústria chegando 391.346 novas vagas.

Nos últimos 12 meses o saldo registrado foi de 2.340.457 novos postos de trabalho, se considerarmos janeiro de 2019 a outubro de 2022, período de gestão do governo, o saldo acumulado chega a 5.548.395 novos postos de trabalho, decorrente de 72.216.631 admissões e 66.668.236 desligamentos no ano. Somente no período de julho de 2020 a outubro de 2022, considerado o período de retomada do emprego formal, o país gerou saldo de 6.303.762 novos empregos, decorrente de 49.045.975 admissões e 42.742.213 desligamentos no período.

Acre

Criminosos invadem escola e atiram no peito de terceirizado

Publicado

em

O funcionário da Empresa Maia e Pimentel, Gilberto Oliveira Macedo, de 56 anos, foi ferido com um tiro no peito na manhã desta quinta-feira, 26, dentro da Escola Jader Saraiva Machado, situada na avenida Rui Coelho, no bairro Centro, na Vila V, no município de Porto Acre.

De acordo com informações da Polícia, Gilberto, que trabalha no Serviços Gerais prestando serviço para a escola, estava chegando pra cumprir seu expediente, quando foi abordado por criminosos armados na entrada do colégio. Ao perceber os bandidos, a vítima correu para dentro da instituição de ensino e foi perseguido até ao refeitório e ferido com um tiro no peito. Após a ação, os criminosos fugiram do local.

A ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, os paramédicos prestaram os primeiros atendimentos e em seguida saíram da escola com destino ao hospital de urgência e emergência em Rio Branco. Durante o trajeto os socorristas pediram apoio a ambulância do suporte avançado do SAMU (01) que interceptou a viatura do município no quilômetro 23 da rodovia AC-10 e encaminhou o paciente ao PS. Segundo o Médico do SAMU, Gilberto foi ferido no peito direito e deu entrada ao hospital em estado de saúde estável, porém a situação pode se agravar.

Policiais Militares estiveram no local, colheram as características dos autores do crime e em seguida fizeram patrulhamento na região em busca de prendê-los, mas eles não foram encontrados. O caso será investigado pelos Agentes de Polícia Civil da delegacia do município de Porto Acre.

Continuar lendo

Acre

Tchê anuncia ex-assessor como adjunto, mas governo nomeia Edivan

Publicado

em

A nomeação do médico veterinário Edivan Maciel para o cargo de Secretário Adjunto de Produção e Agronegócio (Seprod) pelo governo do estado nesta quinta-feira, 26, pegou muita gente de surpresa.

Ocorre que o titular da pasta, o deputado Luis Tchê (PDT), já havia anunciado em diversas reuniões, inclusive com a equipe técnica, o nome de Evilando Achaad como a pessoa que iria assumir o segundo posto de maior importância dentro da secretaria. O anúncio foi confirmado por mais de um servidor da Seprod que presenciou o anúncio de Achaad como adjunto.

A nomeação de Edivan, que foi secretário de produção em duas oportunidades na gestão passada, e nunca escondeu o desejo de permanecer no cargo no segundo mandato do governador Gladson Cameli, foi apontada por servidores como primeiro atrito político de Tchê à frente da produção acreana com o Palácio Rio Branco. Um outro fator que teria sido determinante para que Achaad não fosse nomeado seria o fato da nova equipe da Agência de Negócios do Acre (Anac), que foi presidida por Achaad até o final do ano passado, ter encontrado inconsistências em sua gestão.

“Não há nenhum problema político, Edivan foi uma escolha minha”, diz Tchê

O Secretário de Produção Luis Tchê foi procurado pelo ac24horas. À reportagem, o gestor negou qualquer problema com o governador e esclareceu que a volta de Edivan Maciel à Seprod foi uma escolha sua.

“Quando cheguei aqui a ideia era trazer o meu pessoal, mas decidi fazer uma gestão que aliasse a política com a parte técnica. Conversei com a Federação da Agricultura e com outros setores e a intenção em convidar o Edivan é reparar um erro que foi feito com ele que chegou a ser isolado, mesmo sendo um quadro muito qualificado tecnicamente”, afirmou.

Tchê disse ainda que a escolha de Edivan tem também como objetivo não entrar em confronto com os servidores da casa. “Não adianta vir aqui e confrontar os servidores, quem vai perder é o produtor rural. Hoje, metade dos cargos da secretaria é dos servidores. A decisão pelo Edivan foi minha, até porque o governador me deu total autonomia”, diz.

Continuar lendo

Acre

Homem ligado ao tráfico de drogas é executado em Rio Branco

Publicado

em

Uma área de mata e de tráfico de drogas da Rua Padre José, do bairro Triângulo Novo, no segundo distrito da capital, foi palco de mais uma morte violenta. No local, Wellington Abreu de Oliveira (25), que seria usuário de drogas e teria ligações com o tráfico na região, foi executado com vários tiros de arma de fogo, por dois homens que fugiram após a consumação da morte do infeliz na madrugada desta quinta-feira, 26.

Investigadores da Equipe de Pronto Emprego (EPE), da Divisão Especial de Investigação Criminal (DEIC) estiveram no local, fizeram os levantamentos necessários e determinaram que o cadáver fosse removido para o Instituto Médico Legal.
De acordo com um levantamento inicial, o homem assassinado seria usuário de drogas e tinha envolvimento com o tráfico na região dos bairros Triângulo Novo e Taquari, o que ainda será investigado com a família do rapaz. Por volta de 4h de hoje, Wellington Gabriel estava sentado em um banco de madeira improvisado próximo a uma área de mata da Rua Padre José, quando foi surpreendido com a chegada de dois homens armados.

Ao ser alvejado pela primeira vez, ele saiu correndo e entrou na área de mata. Ocorre que a vitima foi perseguida e executada a tiros.

Continuar lendo

Acre

Apenas 3 blocos vão disputar título do carnaval em Rio Branco

Publicado

em

Os blocos carnavalescos estão em preparação dos carros alegóricos, fantasias e ensaios para entrar na avenida no carnaval que acontece no próximo mês.

Depois de dois anos, por causa da pandemia, o desfile volta a acontecer. Este ano, a apresentação carnavalesca vai ter um novo endereço, já que ocorrerá na Avenida Getúlio Vargas, no trecho em frente ao Colégio Barão do Rio Branco e a Biblioteca Pública.

A notícia que desagrada quem é fã do desfile é que o número de blocos que vão se apresentar caiu pela metade. Apenas Unidos do Fuxico, Sambase e 6 é D + irão se apresentar.

Wellington Fraga, presidente do Unidos do Fuxico, atual campeão do carnaval em Rio Branco, diz que a pandemia é a responsável pela ausência dos demais blocos. “Com essa pandemia, as pessoas não se programaram para voltar com o desfile e infelizmente vão ficar de fora do carnaval”, explica.

Mesmo sem qualquer condição de comparação com os carnavais luxuosos e gigantescos de outros estados do país, os blocos acreanos, de acordo com Wellinton, gastam em torno de R$ 60 mil reais com a ornamentação dos carros alegóricos e figurinos.

A apresentação dos blocos está prevista para 21 de fevereiro, último dia de carnaval.

Para ajudar a custear as despesas, o bloco Unidos do Fuxico realiza uma feijoada no próximo sábado da semana que vem, dia 4 de fevereiro, no antigo Bola 15.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.