Conecte-se agora

Operação prende seis pessoas envolvidas com onda de crimes em Epitaciolândia e Brasiléia

Publicado

em

Nas primeiras horas desta sexta-feira, 25, a Polícia Civil em Brasiléia e Epitaciolândia, com apoio da delegacia de Xapuri, do Departamento de Polícia Civil da Capital e do Interior (DPCI), e da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE), deflagrou “Operação Controle”, coordenada pelo delegado Bruno Coelho, que culminou com a prisão de seis pessoas envolvidas nas ações criminosas cometidas nos últimos dias nos municípios.

De acordo com a Assessoria de Comunicação da Polícia Civil do Acre, o trabalho investigativo da Polícia Judiciária já identificou os demais envolvidos nos ataques e busca a captura desses indivíduos. “O conjunto de ações desenvolvidas pelas forças de segurança em área de fronteira permanece com o intuito de conter a violência responsabilizar seus autores. Durante a operação foi possível apreender armas, drogas, munições e anotações as quais vinham determinando os ataques”, diz a Assessoria.

Prisões feitas pela Operação Controle:

R. P. T. da C., 40 anos;

P. R. E. de C., 41 anos;

C. C. do N., 51 anos;

S. J. da S. S., 40 anos;

R.S.M, 27 anos;

D.A.A, 21 anos.

As cidades acreanas que fazem fronteira com a Bolívia vêm sendo assoladas por uma recente onda de violência. A Polícia Civil do Estado do Acre reforçou o policiamento na região, sufocando ações criminosos e obtendo êxito em apreender diversas armas de fogo, munições, além de retirar de circulação indivíduos de alta periculosidade.

O Ministério da Justiça, através da Operação Hórus, Programa Guardiões da Fronteira, vem prestando amplo auxílio a Polícia Civil do Estado do Acre.

Apreensões feitas pela Operação Controle:

– Espingarda, sem numeração aparente – R$ 3.000,00

– Pistola Taurus, modelo G2C – R$ 4.000,00

– 43 munições calibre 9mm – R$ 215,00

– Cinco aparelhos celulares – R$ 7.000,00

– 485,00 (quatrocentos e oitenta e cinco reais)

– 25g de cocaína – R$ 250,00

Cotidiano

Petrobras reduz preços da gasolina e do diesel para as distribuidoras

Publicado

em

A Petrobras anunciou hoje (6), no Rio de Janeiro, que os preços médios de venda do diesel A e da gasolina A para as distribuidoras será reduzido a partir de amanhã (7).

Para a gasolina A, o preço médio de venda da Petrobras para as distribuidoras passará de R$ 3,28 para R$ 3,08 o litro, com diminuição de R$ 0,20 por litro, equivalente a cerca de 6,1%.

Com o ajuste, a parcela da Petrobras no preço final deve ser de R$ 2,25 por litro, em média, já que o produto final vendido nos postos tem uma mistura obrigatória de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro.

Já o ajuste do diesel A vendido pela estatal às distribuidoras cairá de R$ 4,89 para R$ 4,49 por litro, uma redução de cerca de 8,2% ou R$ 0,40 por litro.

Parcela

A Petrobras calculou que, considerando a mistura obrigatória de 90% de diesel A e 10% de biodiesel antes da venda ao consumidor final, a parcela da estatal no preço ao consumidor será, em média, R$ 4,04 a cada litro vendido na bomba.

A empresa petrolífera afirmou, ainda, que as reduções anunciadas hoje acompanham a evolução dos preços de referência, sendo coerentes com a sua prática de preços. O preço da gasolina não era alterado pela Petrobras desde 2 de setembro. O do diesel permanecia inalterado desde 20 de setembro.

Continuar lendo

Cotidiano

Ministério Público realiza seminário sobre desinformação da vacinação

Publicado

em

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) promove nesta quarta-feira, 7, o seminário com o tema “Desafios do Ministério Público brasileiro diante do cenário de desinformação sobre a vacinação”.

As estatísticas comprovam que a população brasileira tem se vacinado cada vez menos. Um dos motivos da redução são as notícias falsas sobre vacinas que cresceram de forma considerável ao longo dos últimos anos.

O evento ocorrerá no auditório do MPAC, a partir das 8h30min e terá transmissão ao vivo no canal da instituição no YouTube. Interessados em participar podem realizar suas inscrições através do site eventos.mpac.mp.br.

O debate a respeito da disseminação de informações falsas sobre vacinas contará com palestras dos pesquisadores Dra. Natalia Pasternak, Universidade de Columbia nos Estados Unidos, e Dr. Wanderson Oliveira, doutor em epidemiologia, servidor público federal nas Forças Armadas do Ministério da Defesa.

O evento acontece no auditório do Ministério Público do Estado do Acre.

Continuar lendo

Cotidiano

Suposta fraude em licitação do transporte escolar em Capixaba será investigada pelo MP

Publicado

em

O Ministério Público do Estado do Acre (MP-AC) abriu um inquérito civil para investigar eventual fraude à licitação para contratação de transporte escolar, a ser custeado com recursos do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (PNTAE) e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB), no município de Capixaba. A portaria foi publicada na edição do Diário Eletrônico de segunda-feira, 5.

O promotor Rodrigo Fontoura, destacou que a Lei 8.429/92 tem natureza complexa, havendo independência entre as instâncias cível, penal e administrativa, bem ainda que a condenação ou absolvição em uma esfera não necessariamente trará impacto sobre as outras, com exceção da hipótese do juízo criminal ter reconhecido a inexistência do fato ou negativa de autoria.

Além disso, a promotoria lembrou que os investigados podem recorrer, com isso, o órgão controlador abriu um inquérito para melhor analisar as irregularess. “Assim, considerando que o prazo de tramitação já está esgotado, sem possibilidade de nova prorrogação, bem ainda que restam diligências imprescindíveis a serem realizadas, para subsidiar a tomada de decisão do membro subscrito, promovo a conversão deste procedimento preparatório em inquérito civil, nos termos do art. 2º, §§ 6º e 7º, da Resolução n.º 023/2017, do Conselho Nacional do Ministério Público.Publique-se no DEMPAC”, diz trecho do despacho.

Continuar lendo

Cotidiano

Moradores de 600 ruas judicializadas em Rio Branco podem ter isenção do IPTU

Publicado

em

Durante a sessão deliberativa desta terça-feira, 6, na Câmara Municipal de Rio Branco, os vereadores Lene Petecão (PSD) e Samir Bestene (Progressistas), defenderam a isenção do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) aos moradores das mais de 600 ruas judicializadas devido ao programa Ruas do Povo.

Lene Petecão disse que a reclamação acerca do assunto é grande e pediu providências ao poder público. “As pessoas não podem ser penalizadas com isso. O bairro Santo Afonso está intrafegável, eu morei 25 anos no Belo Jardim e hoje ele está sendo uma cratera, de buraco e vergonha na cara, certamente, com mais de 600 ruas judicializadas, alguém tem que pagar o pato. A prefeitura para ser generosa e justa teria que isentar das famílias que sofrem com a buraqueira”, declarou.

O vereador, líder da prefeitura na Câmara, Samir Bestene, defendeu a ideia de isenção do imposto e pediu que os parlamentares possam buscar apoio dos órgãos competentes para solucionar o impasse judicial. “Temos que achar uma solução ao problema, até proponho que seja criado uma comissão para que vamos ao Ministério Público procurar um na saída para o problema e ver de quem é a competência. São mais de 600 ruas, essa ideia de isentar o IPTU é nada mais que justa devido as pessoas estarem com as ruas sem condições de tráfego”, ressaltou.

Segundo a prefeitura, Rio Branco tem 607 ruas de 17 bairros dos dois distritos da cidade que estão judicializadas e, por isso, não passam por nenhum serviço de manutenção, o que impacta diretamente a trafegabilidade e até a acessibilidade.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.