Conecte-se agora

Criminoso ameaça policiais com arma e acaba morto a tiros

Publicado

em

O foragido da justiça Adalcimar Oliveira de Almeida, de 28 anos, foi morto com dois tiros na tarde deste domingo, 20, após ameaçar a guarnição da Polícia Militar com uma arma de fogo dentro de uma residência situada na Travessa Morada do Sol, no bairro Taquari, segundo distrito de Rio Branco.

De acordo com o Tenente Ernísio, a guarnição do GIRO do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), estava fazendo diligências na região, quando avistou Adalcimar com uma arma de fogo. O foragido ao perceber a aproximação do policiais correu, invadiu a residência de um morador, se abrigou por detrás de um banheiro no fundo do quintal e, em posse de uma escopeta, ficou esperando os policiais para tentar feri-los. A guarnição fez um cerco na residência e ao tentar prender Adalcimar, ele reagiu apontando a escopeta para os policiais e foi alvejado a tiros no peito e na cabeça.

A ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada, mas quando os paramédicos chegaram ao local Adalcimar já se encontrava morto.

A área foi isolada pela Polícia Militar para os trabalhos do Perito Criminal. O corpo foi removido e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos.

A polícia informou a reportagem do ac24horas que Adalcimar estava foragido da justiça pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo, homicídio e receptação.

O caso segue sob investigação dos Agentes de Polícia Civil da Equipe de Pronto Emprego (EPE), da Delegacia Especializada de Investigação Criminal (DEIC).

Acre

Árvores da Praça da Catedral são cortadas por engano em Rio Branco

Publicado

em

Na manhã desta quarta-feira, 23, algumas árvores da praça da Catedral Nossa Senhora de Nazaré, conhecida também como praça dos tocos, no Centro de Rio Branco, foram derrubadas. Segundo a prefeitura, a ação foi realizada por engano.

Em conversa com à assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia) foi informado que o ocorrido teria acontecido por um erro humano, que ao invés de serem cortadas, as plantas deveriam ser podadas.

“A Semeia está realizando a poda das árvores do centro da cidade e lamenta o ocorrido, foi um erro e apenas uma árvore foi cortada. Para tentar amenizar o equívoco, será plantando, no mesmo local, uma árvore do mesmo porte”, disse um dos representantes.

O funcionário da equipe que realizou o corte, foi afastado e será aberto um processo administrativo interno para apurar quais medidas poderão ser tomadas a respeito da situação.

Em um vídeo nas redes sociais, o fotojornalista Diego Gurgel chegou a flagrar o momento.

Continuar lendo

Acre

Acre emite alerta contra ameaça tripla de Covid, influenza e vírus VSR

Publicado

em

A Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) emitiu um alerta nesta quarta-feira, 23, recomenda os devidos cuidados para evitar a proliferação de três doenças que estão em iminência em todo o país. Neste mês de novembro houve aumento de casos de covid-19, influenza e vírus sincicial respiratório (VSR) nas américas. Não existe vacina para o vírus VSR, mas as estratégias utilizadas para limitar a propagação da covid-19 podem ser as mesmas, como o uso de máscaras e o distanciamento social.

A covid-19 circula desde o final de 2019, já a influenza e o VSR existem há muito tempo. A suspeita dos especialistas em saúde é que muitas pessoas não foram expostas a esses vírus durante o período de isolamento social contra a covid-19 nos dois últimos anos.

De acordo com o coordenador da Rede de Urgência e Emergência (RUE), Edvan Meneses, é importante falar sobre essa tríade viral que está em circulação em todo o Brasil, que causa síndromes gripais e respiratórias agudas graves. “Dois desses vírus nós já temos vacinas e fazemos um apelo para que a população se vacine, e não contraia dois ou mais desses vírus e ter um quadro infeccioso grave”, salientou Edvan Meneses.

Os três vírus causam sintomas muito parecidos, como febre, coriza, dor de cabeça, dor nos olhos, obstrução nasal, espirros e dor de garganta. Os vírus sobrevivem melhor em temperaturas baixas e, com a temporada de chuvas no estado, a Saúde aconselha todos os cuidados necessários para evitar esses vírus, principalmente em crianças que estão sendo tão afetadas pelo VSR.

“Procure uma unidade de saúde e vacine-se, assim você estará protegido e poderá evitar uma situação mais grave”, completou Edvan.

Com informações da Sesacre

Continuar lendo

Acre

Empresários sugerem decreto de calamidade em bloqueios da BR

Publicado

em

Após dias prestes a entrar em colapso no abastecimento de combustível, perecíveis, mercadoria em geral, empresários do Acre sugeriram ao governo estadual a avaliação da realização de decreto de estado de calamidade pública ou de emergência.

O documento partiu da Associação Comercial, Industrial, de Serviço e Agrícola do Acre (Acisa) ao informar o fim dos estoques do gás de cozinha, caso a Estarda não fosse liberada em de versos pontos da BR-364, em Rondônia. A interdição é provocada por insatisfação de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, que perdeu as eleições presidenciais para o candidato Lula, do PT.

O relatório da Acisa informava que as empresas associadas não estavam conseguindo contratar transportadoras ou transportadores autônomos para abastecimento do Acre.

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Acre (Fecomércio) também elaborou um documento prevendo a possibilidade de que alimentos perecíveis e não perecíveis que fazem parte da cesta básica começassem a sofrer desabastecimento entre os dias 26 e 27 de novembro, além do risco de que produtos hospitalares, como medicamentos e oxigênio, entrar em falta caso o bloqueio persistisse ativo.

Os trechos bloqueados na BR-364 no lado rondoniense, que liga o Acre ao restante do país por via terrestre, só foram totalmente liberados na tarde de ontem (22), conforme relatou a Polícia Rodoviária Federal.

Continuar lendo

Acre

Alan Rick diz que STF passou dos limites e assina CPI contra Moraes

Publicado

em

Na sessão da última terça-feira, 22, no plenário da Câmara Federal, o deputado federal Alan Rick (UB), fez duras críticas ao Supremo Tribunal Federal (STF), sobre um suposto avanço aos demais poderes, Executivo e Legislativo no país.

O parlamentar falou diretamente ao gabinete do ministro Alexandre de Moraes, tanto no STF como no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Para o senador eleito, o STF vem passando dos limites em suas decisões. “Nunca antes nós vimos um avanço tão significativo de um Poder sobre o outro, do STF sobre o Legislativo brasileiro. Estamos presenciando uma escalada perigosa e autoritarismo sem precedentes, com a formação de verdadeiros tribunais de exceção, o que é vedado por nosso ordenamento jurídico”, citou.

Como resposta ao momento delicado, Rick assinou um requerimento de autoria da deputada Adriana Ventura que requer a transformação de sessão plenária em comissão para que o legislativo possa debater com o Poder Judiciário e ainda criticou o ministro Alexandre de Moraes. “Assinei o Requerimento de abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), proposta para investigar abuso de autoridade praticado por Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Assinei também, o requerimento para para transformar a sessão plenária da Câmara em comissão geral com o objetivo de debater a liberdade de expressão e imunidade dos parlamentares nas redes sociais, com a presença do presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Ministro Alexandre de Moraes. Chega de censura e autoritarismo contra cidadãos, parlamentares eleitos ou no exercício do mandato. A população não aceita tamanha arbitrariedade”, declarou.

O parlamentar disse ainda que a proposta precisa de 171 assinaturas para a abertura da CPI. “Se você também é contra isso, peça para o seu Deputado assinar o Requerimento CD228980315300”, ressaltou.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.