Menu

Ou fica no purgatório, ou volta ao paraíso

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

UMA VITÓRIA do Lula pode impactar no contexto político regional. E, quem mais torce por esta vitória é o ex-senador Jorge Viana (PT),  que perdeu a eleição para o governo e foi direto para o purgatório político, para onde costumam ir para hibernar por anos os que foram derrotados na eleição e ficam sem mandato.


 Político ficar no purgatório, é como se diz no popular: “Boi sem chocalho não puxa manada”. Ou seja, sem mandato nem o vento bate nas costas. O JV sabe que se o presidente Jair Bolsonaro for reeleito ficará mais quatro anos fora do cenário. 


O balseiro para se agarrar e não morrer afogado, é a vitória do Lula. Isso ocorrendo, o Jorge Viana tem chance de virar ministro, indicar todos os dirigentes dos cargos federais no estado e assim, ele voltar para o protagonismo da política acreana por cima da carne seca. E com isso, fortalecer o PT regional.


 O jogo do JV está jogado, é aguardar para saber o que dizem as soberanas urnas. Assim funciona a política.


O PT É PASSADO


A ATUAL bancada acreana na Câmara Federal e no Senado é majoritariamente bolsonarista. E, se o DNIT hoje não tem recursos para tocar as obras da 364, que virou um ramal, grande parte da culpa deve ser debitada aos parlamentares, que não pressionaram o amo Bolsonaro para mandar recursos. E, a outra parte da culpa, é do Bolsonaro; que diz amar o Acre, mas deixou o DNIT com o caixa baixo. Culpar o PT? O PT não está no poder. Quem casa com a viúva tem de criar os filhos.


É QUEM TINHA A CHAVE


QUEM MAIS tem de explicar na bancada federal acreana a falta de recursos para o DNIT recuperar a BR-364, é o senador Márcio Bittar (União Brasil). Era o Relator do Orçamento e não destinou recursos para executar a obra, porque era quem tinha a chave do cofre.


EM XEQUE A JUSTIÇA ELEITORAL


VIROU UM ESCÂNDALO a divulgação parcial dos gastos de deputados eleitos na última eleição. Candidatos que colocaram nas ruas campanhas claramente milionárias, declararam gastar menos de 10 mil reais, 20 mil reais, um escárnio. Isso coloca em xeque a justiça eleitoral.


NÃO QUER DIZER NADA


O DEPUTADO eleito Emerson Jarude (MDB) se gaba de não ter gastado um centavo do Fundo Eleitoral. Isso é fato, mas não quer dizer que não gastou um centavo na campanha. Quando a esmola é grande, cego desconfia.


VOLTA DO CIPÓ


COM A DERROTA do deputado Antônio Pedro (União Brasil) o deputado Manoel Morares (PP), vai reivindicar para seu grupo os cargos do estado em Xapuri, e outros que tinham indicação do parlamentar derrotado.


NÃO SÓ NA CLASSE MÉDIA


LEITORA manda e-mail para dizer que a eleição do deputado eleito Eduardo Ribeiro (PSD) não aconteceu apenas pelos votos da classe média. Concordo em parte, mas boa parte da sua votação veio sim de camadas mais esclarecidas. Mas isso não lhe tira o mérito, tanto é assim que saiu vencedor, contra candidaturas fortes.


FAMÍLIA UNIDA, PERDE UNIDA


O DEPUTADO Jesus Sérgio (PDT) não confirmou as profecias de familiares religiosos, de que se reelegeria. Não ganhou, e ainda seu irmão Tom Sérgio (PDT), foi com ele na balsa. A política é dinâmica, muda muito.


BOLA DENTRO


O DEPUTADO Roberto Duarte (REPUBLICANOS) deu uma bola dentro ao deixar o MDB. Se elegeu deputado federal, e o MDB não elegeu ninguém para Federal.


PASTA MAIS COBIÇADA


UMA DAS pastas mais cobiçadas no novo governo do Gladson será a Educação, pela projeção política que pode dar a quem ocupa. Quem abre um olho e arregala o outro para ser escolhido, é o professor Minoru Kinpara, que se relaciona bem com o governador.


NÃO ABRE MÃO


O BLOG tem informação de que o Gladson não vai abrir mão de uma escolha pessoal dos ocupantes das secretarias de Saúde, Educação, Fazenda, Gabinete Civil, Segurança e Planejamento, pastas consideradas de cota pessoal. Delegar para indicação política, seria um erro.


PAUTA NEGATIVA


O PREFEITO Tião Bocalom tem de dar uma chamada urgente no secretário responsável pela obra na rua principal do Tropical, que se encontra interditada há mais de dois meses. O desgaste não é para o secretário responsável, mas para a gestão e para a pessoa do Bocalom. 


DEBATE DE BAIXARIAS


O DEBATE da BAND foi o de melhor formato que vi até hoje, porque colocou os candidatos cara a cara. Pouco se falou em economia, alto desemprego, os capengas sistemas de Saúde e Educação, fome; e ficou no tema central das baixarias. Bolsonaro e Lula falaram para as suas bolhas. Não creio que o debate possa mudar votos para um ou para o outro. Empataram na mediocridade.


IPEC MOSTROU ONTEM


NA PESQUISA de ontem do IPEC o cenário não se mexeu, trouxe Lula com 50% e Bolsonaro com 43%. O que mostra que o debate não teve influência na intenção de votos do eleitorado, como comento na nota acima. Estamos numa reta, quando os votos estão definidos. Mas, é uma eleição que não pode ser dada como decidida, porque ainda existe um eleitorado flutuante. A disputa continua muito acirrada. Tudo pode ocorrer.


O QUE TEM COM ISSO?


O QUE um presidente do Brasil tem que ver se o tirano Daniel Ortega acabou com toda liberdade na Nicarágua, e por o Maduro, da Venezuela; ter levado o país à miséria? É assunto restrito aos cidadãos dos dois países. 


TODO SEGUNDO ESCALÃO


O GLADSON tem todo um segundo escalão para abrigar os seus aliados, e se quiser fazer a coisa certa não deve aceitar indicação para cargo no primeiro escalão.


TENDÊNCIA NATURAL


SERÁ muito natural que aumente no estado a abstenção de votos nesta eleição de segundo turno presidencial, por causa do inverno e não ter candidatos proporcionais para puxar o eleitor da área rural para votar.


NOME COTADO


O DEPUTADO Pedro Longo (PDT) é bem cotado para permanecer na liderança do governo. O seu bom trabalho o cacifou para continuar na difícil missão.


GRANDE ARTICULADOR


O DEPUTADO Nicolau Junior (PP) se transformou nos bastidores no grande articulador, para a montagem da chapa para a próxima presidência da ALEAC. Não pode mais ser presidente, mas quer ser secretário-geral da Casa. E, ele tem o aval do governador Gladson.


VICE PRESTIGIADA


A NOVA configuração do gabinete de vice-governador promovida pelo governador Gladson, mostra que a sua vice Mailza Gomes será prestigiada na gestão.


FRASE MARCANTE


“O ser humano planeja e Deus maneja”. Provérbio russo.


Participe do grupo e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.