Menu

Jovem que matou garota e feriu outras duas pessoas teve pedido de liberdade negado

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O juiz Álesson Braz, da 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar da Comarca de Rio Branco, negou o pedido de relaxamento da prisão preventiva da ré Raiane da Costa Brilhante, de 20 anos, que responde por três crimes de homicídio, um consulado e dois tentados.


Raiane é acusada de matar a facadas Edlyn Vitória da Silva Bezerra, de 18 anos, e causar ferimentos em Lais Ingrid Oliveira da Silva, 22, e em Davi Ribeiro Bispo, 25, seu ex-namorado e pivô dos crimes.


Ao negar o pedido da defesa da acusada, o juiz Álesson Brás alegou que a situação processual da denunciada se encontra em ordem, não havendo nos autos notícias de qualquer fato capaz de mudar os elementos autorizadores da prisão preventiva, que deverá ser mantida.

Publicidade

De acordo com o que foi apurado na Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), o fato ocorreu no início da noite do dia 29 de maio desse ano. Ao ser avisada que seu ex-namorado, Davi Ribeiro Bessa, estaria em companhia de duas jovens em uma festa que estava sendo realizada em um clube da Avenida Amadeu Barbosa, no bairro Canaã, ficou possessa ao ponto de seu apossar de uma faca, invadir o ambiente para esfaquear Edlyn Vitória, que morreu no local, e ferir Lais Ingrid e Davi Bessa, que foram hospitalizados.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido