Conecte-se agora

Delta/NH: Alan dispara nas intenções de voto para o senado e Gladson aparece com 53%

Publicado

em

Levantamento encomendado pelo site Notícias da Hora à Delta Agência de Pesquisa e divulgado neste sábado (1º) mostra que o candidato ao senado Alan Rick, do União Brasil, disparou nas intenções de voto nesta reta final das eleições.

Alan Rick, lidera com 31,50% das intenções de voto; Ney Amorim (Podemos) aparece com 17,13%; Jenilson Leite (PSB) tem 14,37%; Márcia Bittar, do Partido Liberal, soma 7,75%; Vanda Milani (PROS), 6,75%; Nazaré Araújo (PT), 6,13%; Sanderson Moura (PSOL) 1%; e Dimas Sandas (AGIR), 0,12%.

Brancos e Nulos somam 3, 38%. Não souberam responder são 11,87%.

Votos válidos para o senado

Quando analisados apenas os votos válidos, que são os votos considerados pelo Tribunal Regional Eleitoral, Alan Rick tem 37,17%; Ney Amorim 20,21%, seguido por Jenilson Leite (PSB), com 16,69%; Marcia Bittar (PL) tem 9,14%; Vanda Milani (PROS) soma 7,96%; Nazaré Araújo (PT) obteve 7,23%; Sanderson Moura (PSOL) 1,18% e Dimas Sandas (AGIR) 0,15%.

Rejeição para o Senado

A Delta também ouviu dos eleitores em qual candidato eles não votariam de jeito nenhum.

A mais rejeitada é Marcia Bittar, com 20,64%; Nazaré Araújo e Ney Amorim aparecem em 2º como os mais rejeitados, com 13,24% de rejeição, cada um. Dimas Sandas aparece com 7,91%, seguido de Sanderson Moura, com 6,37%.

Vanda Milani, 6,16%; Alan Rick e Jenilson Leite têm as menores rejeições: 5,13% e 2,67%, respectivamente.

Não souberam responder 24,64% dos entrevistados.

Com relação à disputa ao governo do estado, a pesquisa aponta para a possibilidade de vitória do candidato à reeleição, Gladson Cameli (PP) ainda no primeiro turno das eleições deste domingo (2).

Cameli aparece com 53,75% das intenções de voto na consulta estimulada, com Jorge Viana (PT) em segundo, com 19,75%, seguido de Mara Rocha, com 8,87%; Petecão (PSD), com 5,62%; Marcio Bittar (União Brasil), com 1,62%; Professor Nilson Euclides (PSOL), com 0,88%; e David Hall (AGIR), com 0,12%.

Brancos e Nulos somam 2,25%. Não souberam responder 7,12%.

Votos válidos para o governo

Considerados apenas os votos válidos, excluídos votos em branco, nulos e indecisos, Gladson Cameli tem 59,31%; Jorge Viana aparece com 21,71%; a emedebista Mara Rocha tem 9,79%; Sérgio Petecão aparece em 4º lugar com 6,21% e Márcio Bittar, do União Brasil, com 1,79%. Nilson Euclides (PSOL) e David Hall (AGIR) vêm em seguida com 0,97% e 0,13%, respectivamente.

Rejeição para o governo

Jorge Viana aparece como o mais rejeitado, de acordo com a pesquisa Delta Agência de Pesquisa. Ao responder a pergunta “Em quem você não votaria de jeito nenhum para governador?”, 26,05% disseram que não votariam no petista.

Sérgio Petecão é o segundo mais rejeitado pelo eleitorado pesquisado pela Delta: 23,26% dos entrevistados afirmaram não votar em Petecão de jeito nenhum. O governador Gladson Cameli (PP) tem 9,21% de rejeição, seguido por Mara Rocha (MDB), com 7,26%. David Hall (AGIR) aparece com 4,46% e Nilson Euclides (PSOL), com 2,60%.

Não souberam responder somam 11,90%. No quesito rejeição, o eleitor poderia escolher até mais de um candidato.

A pesquisa ouviu 800 eleitores entre os dias 26 de setembro e 1º de outubro e está registrada junto ao Tribunal Regional Eleitoral sob o número AC-01252/2022. A margem de erro é de 3,46% para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.

Acre

Acre abre 679 novas vagas de trabalho no mês de outubro

Publicado

em

Em outubro o Brasil registrou um saldo positivo de 159.454 postos formais criados no mês, chegando ao recorde de 42.998.607 de empregos com carteira assinada gerados no país, revela o Cadastro-Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), divulgado nesta terça-feira (29) pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

No Acre, segue-se o saldo positivo observado em meses anteriores: foram 3.845 admissões contra 3.166 demissões, resultando em 679 vagas de trabalho formal mantidas em outubro, uma variação relativa de 0,72% no período.

Apesar da sequência de saldos positivos, o emprego formal mantém aparentando perder força no Acre. Em setembro, o estoque de emprego foi de 752 vagas e em agosto, 858.

Ou seja, há uma queda ao longo dos últimos meses.

O MTE confirma: assim como em setembro, o resultado positivo foi distribuído em todo o país e em todos os setores da economia, como tem ocorrido nos últimos dados do Caged divulgados pelo governo. A geração de empregos foi percebida em 26 Unidades da Federação, com excelente desempenho em São Paulo, que gerou 60.404 novos postos (+0,46%), com destaque para serviços (+37.275) e comércio (+14.192), seguido do Rio Grande do Sul, com mais 13.853 postos (+0,52%) e o Paraná, com mais 10.525 postos (+0,36%).

Do ponto de vista regional, o destaque foi a região Sudeste, com um crescimento de mais de 80.740 novos postos de trabalho.

Numa análise por setor, destaque para o ótimo desempenho do setor de serviços, com geração em outubro de 91.294 vagas formais. Foi mantida também a aceleração do comércio com a proximidade do final de ano, um saldo positivo de 49.356 novos postos. Também a indústria e a construção civil seguiram crescendo, com mais 14.891 e 5.348 mil postos de trabalho gerados, respectivamente. Somente a agropecuária registrou saldo negativo de -1.435 postos de trabalho formais no mês.

O TEM diz que os números mostram a continuidade do bom desempenho do emprego formal no ano, acumulando um saldo 2.320.252 empregos gerados até outubro, decorrente de 19.445.198 admissões e 17.124.946 desligamentos. O setor da construção civil foi o destaque, com um crescimento de mais de 12,5% no estoque de empregos formais (288.517), mas o saldo positivo no acumulado do ano também foi verificado nos serviços, com geração de 1.263.899 empregos, e a indústria chegando 391.346 novas vagas.

Nos últimos 12 meses o saldo registrado foi de 2.340.457 novos postos de trabalho, se considerarmos janeiro de 2019 a outubro de 2022, período de gestão do governo, o saldo acumulado chega a 5.548.395 novos postos de trabalho, decorrente de 72.216.631 admissões e 66.668.236 desligamentos no ano. Somente no período de julho de 2020 a outubro de 2022, considerado o período de retomada do emprego formal, o país gerou saldo de 6.303.762 novos empregos, decorrente de 49.045.975 admissões e 42.742.213 desligamentos no período.

Continuar lendo

Acre

Governo incorpora 237 alunos soldados ao Corpo de Bombeiros

Publicado

em

O governo publicou a portaria que homologa a matrícula de 237 novos alunos no curso de formação de soldados do Corpo de Bombeiros Militares do Estado do Acre. O decreto foi publicado na edição do Diário Oficial desta terça-feira, 29.

O certame previa o preenchimento de 153 vagas, mas após a retirada da cláusula de barreira do edital, o quantitativo foi aumentado para 249 oportunidades. O concurso tem validade de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período. Durante o curso, cada aluno soldado combatente receberá, mensalmente, R$ 4.344,22.

A portaria tem validade a contar do dia 21 de janeiro e os incorporou às fileiras do Corpo de Bombeiros do Acre.

Continuar lendo

Acre

Basa lança edital de chamada pública da lei de incentivo à cultura

Publicado

em

Para incentivar, apoiar, valorizar e difundir as manifestações artísticas na região amazônica, por meio do Edital de Chamada Pública Lei de Incentivo à Cultura 2023 e 2024, o Banco da Amazônia (Basa) abre inscrições para que artistas, produtores e demais interessados apresentem seus projetos culturais para concorrência. O edital estará disponível no site institucional www.bancoamazonia.com.br a partir do dia 1º de dezembro.

De acordo com o Secretário Executivo do Banco da Amazônia, Alcir Erse, o Edital é uma forma de incentivar a promoção da cultura regional amazônica por meio de um processo aberto, objetivo e transparente. “Representa uma oportunidade aos vários artistas e profissionais da cultura de expandirem seus trabalhos e levar novas experiências a quem busca conhecer a arte, dança e demais manifestações populares na região”, informa o secretário.

O secretário explica que poderão ser patrocinados shows, exposições, livros, museus, galerias e várias outras formas de expressão cultural. “A Lei 8.313, criada em 1991, de Incentivo à Cultura contribui para ampliar o acesso dos cidadãos à cultura. Os projetos patrocinados devem oferecer uma contrapartida social, como distribuir parte dos ingressos gratuitamente e realizar ações de capacitação junto às comunidades. Por isso é um dos pilares do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac)”, explica.

O Edital contemplará somente projetos que tenham sua execução prevista na área de atuação do Basa, que respeitem a sustentabilidade econômica, social e ambiental da região amazônica. “O Banco atento à sua missão de desenvolver uma Amazônia sustentável com crédito e soluções eficazes, busca também atuar de forma a contribuir para inclusão social e a melhoria da qualidade de vida da população. Esta oportunidade reforça o compromisso de empresa que mais investe na cultura da região amazônica”.

As inscrições gratuitas serão realizadas exclusivamente pelo e-mail: [email protected], tanto para pessoas físicas e jurídicas. O resultado será comunicado via site institucional da Instituição.

Continuar lendo

Acre

Acreanos sofrem 28 tentativas de fraude de identidade por dia

Publicado

em

Segundo indicador da Serasa Experian, de janeiro a setembro deste ano, foram registradas 3.046.294 tentativas de fraudes de identidade contra o consumidor no Brasil, representando uma tentativa a cada 8 segundos.

No Acre, foram registradas 8.432 tentativas, o que indica que a cada dia os acreanos residentes no Estado sofrem cerca 28 ações que podem resultar em fraude de sua identidade. Comerciantes, juízes e políticos têm sido alvo, mas cidadãos comuns também sofrem muito.

As tentativas de fraudes relacionadas com o segmento de Bancos e Cartões lidera com 1,7 milhão. Em segundo lugar, estão as Financeiras, com 528 mil tentativas, seguido pelo setor de serviços, com 457 mil. Varejo aparece em quarto lugar, com 254 mil pessoas que foram alvo e Telefonia em último lugar, com 79 mil.

Na visão por idade, a população com idade entre 36 e 50 anos foi a que mais sofreu, com 1,1 milhão. Em segundo lugar, estão os consumidores de 26 a 35 anos, que sofreram com 839 mil tentativas. Depois aparecem: 51 a 60 anos (427 mil tentativas); até 25 anos (349 mil tentativas) e acima de 60 anos (334 mil tentativas).

“Superar as 3 milhões de tentativas de fraude em nove meses do ano é um cenário bastante expressivo porque é preciso considerar que ainda temos períodos em que os golpistas costumam intensificar suas ações, como a Black Friday e o Natal. Por isso, o consumidor precisa ter cuidado redobrado e desconfiar de ofertas milagrosas, sites desconhecidos e não clicar em links estranhos, por exemplo. Para que a proteção seja mais eficiente, as empresas também possuem um papel muito importante no combate, seja investir em soluções de autenticação e prevenção à fraude e até mesmo conscientizar seus clientes divulgando informações seguras”, alerta o diretor de Produtos de Autenticação e Prevenção à Fraude da Serasa Experian, Caio Rocha.

Por Estados, São Paulo lidera o ranking, com cerca de 934 mil tentativas no mesmo período. Na sequência aparecem: Rio de Janeiro, com 331 mil; Minas Gerais, com 263 mil; Paraná, com 201 mil e Rio Grande do Sul, com 151 mil.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.