Conecte-se agora

Governo edita decreto que muda regras de concursos públicos para reprovação e prorrogação

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro aditou um decreto publicado nesta terça-feira (27) no Diário Oficial da União para alterar as regras dos concursos públicos . Entre as alterações, estão critérios de reprovação e prorrogação de prazo. A partir de agora, as bancas organizadoras dos certames poderão mudar as regras de reprovação automática em casos de processos seletivos de duas etapas.

O texto também libera a necessidade de autorização do Ministério da Economia para prorrogar a validade do concurso.

Em nota, a assessoria de comunicação do governo, ressaltou que as mudanças não modificam os processos seletivos em vigor, mas devem ser observadas por autoridades que formulam os editais. As medidas passam a valer a partir desta terça (27)

Destaque 3

Estados Unidos vencem Irã e pegam a Holanda nas oitavas da Copa do Mundo no Catar

Publicado

em

Por

Os Estados Unidos venceram o Irã por 1 a 0 nesta terça-feira (29), no estádio Al Thumama, com gol de Pulisic, e garantiram a segunda vaga do Grupo B às oitavas de final da Copa do Mundo, depois que a Inglaterra confirmou o primeiro lugar da chave. O Irã acabou em terceiro e País de Gales, em quarto.

Agora, os americanos enfrentam a Holanda, primeira colocada do Grupo A, no próximo sábado (3), às 12h (Brasília), no estádio Internacional Khalifa. Caso confirme o primeiro lugar do Grupo G na sexta-feira, o Brasil ficará do mesmo lado da chave dos holandeses e americanos, podendo enfrentá-los somente em uma eventual semifinal.

Ainda nesta terça, Senegal venceu Equador e ficou com a segunda vaga do Grupo A. Os senegaleses enfrentam a Inglaterra, também na fase de oitavas de final, no domingo (4), no estádio Al Bayt. Todas essas equipes se juntaram a França, Brasil e Portugal, que conseguiram a vaga já na segunda rodada da fase de grupos.

O jogo

A primeira boa chance do jogo foi aos 10 minutos, quando Pulisic aproveitou bom cruzamento de Musah, antecipou ao zagueiro iraniano, mas cabeceou nas mãos do goleiro Beiranvand. Já aos 19, a seleção do Irã respondeu em uma descida de Taremi, que avançou na área e passou para Ream, que não conseguiu dominar.

Confortável com o empate, que serviria para a classificação, o Irã esperou os Estados Unidos proporem as ações, e os americanos encontraram o gol. Aos 37 minutos, McKennie lançou Dest na ponta direita da área, o lateral cabeceou para o meio e o craque Pulisic empurrou para as redes. Na sequência, Weah chegou a ampliar, mas o bandeira assinalou impedimento. O Placar do intervalo foi 1 a 0.

Precisando do empate, o Irã voltou do vestiário com ímpeto maior em relação à primeira etapa. Aos 19, Ghoddos quase fez um golaço, em chute colocado que passou raspando a trave de Turner. Quando a partida foi se encaminhando ao final, principalmente nos nove minutos de acréscimo, os iranianos ensaiaram um sufoco, e quase conseguiram marcar com Taremi, mas os americanos tiraram a bola praticamente em cima da linha. Os Estados Unidos estão nas oitavas de final da Copa do Mundo.

Continuar lendo

Destaque 3

Seleção inglesa despacha País de Gales da Copa e enfrentará Senegal nas oitavas de final

Publicado

em

Por

A Inglaterra deslanchou no segundo tempo, venceu o País de Gales por 3 a 0 e confirmou a classificação às oitavas de final da Copa do Mundo na primeira colocação do Grupo B, com sete pontos. País de Gales está eliminado, na lanterna da chave, com apenas um ponto.

Nas oitavas de final, a Inglaterra terá pela frente o Senegal, que ficou com a segunda colocação do Grupo A por causa da vitória sobre o Equador também nesta terça-feira (29). O jogo decisivo será realizado no domingo (4), às 16h (de Brasília).

A classificação inglesa estava bastante encaminhada. Só se fosse goleada ficaria fora do mata-mata da Copa do Mundo. Talvez por isso, a seleção teve postura apática em todo o primeiro tempo, com raras chances de gol.

Do outro lado, País de Gales mostrou por que se despede da Copa do Mundo com apenas um gol marcado, no empate com os Estados Unidos na estreia. A seleção de Gareth Bale foi praticamente inofensiva no campo de ataque.

Após um primeiro tempo bem fraco, a Inglaterra acordou na etapa complementar. Rashford abriu o placar aos quatro minutos, em linda cobrança de falta. Aos seis minutos, Foden ampliou ao completar cruzamento na medida de Kane, que ainda está zerado nesta Copa. Rashford fechou o placar aos 22, quando fez boa jogada individual, finalizou rasteiro e viu a bola passar entre as pernas do goleiro Ward.

Continuar lendo

Destaque 3

Espanha e Alemanha empatam e deixam definição dos classificados para a última rodada

Publicado

em

O duelo mais esperado da fase de grupos da Copa do Mundo do Catar fez jus à expectativa. Quem assistiu ao empate em 1 a 1 entre Espanha e Alemanha, na tarde deste domingo (27), pela segunda rodada do Grupo E, viu duas grandes seleções atuarem em alto nível, com estratégias bem diferentes. Morata abriu o placar para os espanhóis, aos 16 minutos do segundo tempo, mas Füllkrug deixou tudo igual aos 37 da etapa final.

O resultado mantém todos os times da chave com chance de classificação. A Espanha segue na liderança, com quatro pontos, e os alemães na lanterna, com apenas um. Porém, como a Costa Rica venceu o Japão pela manhã e ambos ficaram com três pontos, a definição de quem avança às oitavas de final ficou para a última rodada. A Fúria precisa vencer ou empatar para não depender de outros resultados, já a Alemanha precisa ganhar da Costa Rica e secar os japoneses para seguir na competição.

Os artilheiros da Copa do Mundo 2022
E as duas equipes foram a campo no Estádio Al Bayt, em Al Khor, com mudanças em relação à estreia. Na Espanha, que goleou a Costa Rica por 7 a 0 no primeiro jogo, Luis Enrique trocou Azpilicueta por Carvajal. Do outro lado, Hans-Dieter Flick fez duas modificações na comparação com a derrota por 2 a 1 para o Japão: saíram Schlotterbeck e Havertz e entraram Kehrer e Goretzka.

Mas, dentro de campo, a Espanha impôs seu ritmo de posse de bola e marcação alta desde o início, enquanto a Alemanha ficava com as linhas baixas e tentava explorar a velocidade dos atacantes de lado. Os espanhóis começaram melhor e quase abriram o placar aos seis minutos, quando Dani Olmo arriscou uma pancada de fora da área. O goleiro Manuel Neuer salvou o gol, mas a bola ainda bateu no travessão, para susto dos alemães.

A resposta dos tetracampeões mundiais saiu em contra-ataque, aos nove. Goretzka arrancou pelo meio e lançou Gnabry, que chutou para defesa de Unai Simon. Contudo, o árbitro Danny Makkelie assinalou impedimento. Foi a primeira chegada perigosa da Alemanha na partida.

Apesar do susto, era a Espanha quem dominava o jogo. Com boas trocas de passes no meio-campo, o time de Luis Enrique quase abriu o placar aos 21, quando Busquets lançou Jordi Alba pela esquerda. O lateral driblou Kehrer e finalizou, de perna direita, para fora. Mas os alemães estavam ligados na partida e, aos 24, Gnabry aproveitou erro do goleiro Unai Simón na saída de bola, passou por Alba e bateu para fora.

Mesmo sem gols, o jogo era bom. Cada seleção com suas características, mas ambas ameaçavam o adversário. A Espanha criou grande chance para marcar aos 32, quando Dani Olmo cruzou rasteiro para Ferran Torres, que mandou por cima do gol. Para sorte do atacante espanhol, foi assinalado impedimento, porque seria um gol perdido daqueles.

E no momento em que a Espanha estava melhor no jogo, veio o susto, aos 39. O zagueiro Rudiger, da Alemanha, aproveitou cruzamento e balançou as redes. Contudo, rapidamente a arbitragem assinalou o impedimento, já que o defensor alemão estava à frente dos marcadores. No final do primeiro tempo, Rudiger teve mais uma chance, mas Simón faz a defesa em dois tempos.

Os dois treinadores optaram por voltar do intervalo sem mudanças. E a Alemanha foi quem começou em cima, tentando buscar a vitória. O time até chegou à área espanhola com Raum e Müller, mas sem perigo.

O técnico Luis Enrique resolveu mexer na equipe aos oito minutos, com a saída de Ferran Torres e entrada de Morata. Mas quem quase abriu o placar foi a Alemanha, aos 11. Simón, mais uma vez, saiu jogando errado e os alemães roubaram a bola. Gundogan encontrou Kimmich, que chutou para grande defesa do goleiro espanhol.

E, quando a Alemanha era melhor, foi a Espanha quem soube aproveitar os espaços. Em sua primeira participação efetiva no jogo, Morata recebeu bom cruzamento rasteiro de Alba e mandou de primeira para o fundo do gol aos 16 minutos, para fazer 1 a 0 para a Fúria.

Logo após o gol, a seleção espanhola fez mais duas mudanças: saíram Asensio e Gavi para as entradas de Nico Williams e Koke. Os alemães responderam pouco depois com as entradas de Klostermann, Sané e Füllkrug nas vagas de Kehrer, Muller e Gundogan. E quase a Alemanha empatou com Füllkrug, aos 26, e Musiala, aos 28, mas Unai Simón salvou a Espanha.

Os alemães seguiram em cima e, aos 37, Füllkrug deixou tudo igual. Klostermann arrancou pela direita e tocou para Musiala, que passou pela marcação e deixou para Fullkrug. O centroavante bateu forte para fazer 1 a 1 e manter viva a esperança da Alemanha para a última rodada da fase de grupos.

A reta final do jogo foi aberta, com as duas seleções buscando o ataque. Porém, nenhuma das equipes criou chance clara e o jogo terminou empatado. Agora, os dois times terão três dias de descanso até voltarem a campo, às 16h de quinta-feira (1º). A Espanha encara o Japão, no Estádio Internacional Khalifa, enquanto a Alemanha enfrenta a Costa Rica, neste mesmo Estádio Al Bayt, em Al Khor.

ASSISTA OS MELHORES MOMENTOS

video
play-rounded-fill

Continuar lendo

Destaque 3

Croácia impõe fim do sonho e elimina o Canadá da Copa do Mundo: 4 a 1

Publicado

em

Fim do sonho canadense na Copa do Mundo. Atual vice-campeã, a Croácia encontrou a inspiração que faltou na estreia para virar o jogo e impor uma dolorosa goleada por 4 a 1 à seleção norte-americana, que acabou eliminada de seu segundo Mundial após duas derrotas.

A tarde começou histórica: Alphonso Davies subiu de cabeça e marcou o primeiro canadense em mundiais em bonito contra-ataque. Também foi o gol mais rápido da Copa do Catar, com 1 minutos e 7 segundos de jogo.

Mas a Croácia, que precisava do resultado após o empate na estreia, tinha Perisic e Kramaric inspirados. A dupla protagonizou assistência e gol, respectivamente, duas vezes, no primeiro e no terceiro tentos. No primeiro, um passe em profundidade. No terceiro, um cruzamento que exigiu habilidade de Kramaric para tirar do zagueiro antes de marcar.

Livaja marcou o segundo em chute preciso da entrada da área, e Majer completou, no fim, em falha da defesa que acabou nos pés de Orsic. Com o resultado, os croatas lideram o grupo F, com os mesmos 4 pontos do Marrocos.

Na próxima rodada, encaram a Bélgica, terceira colocada com três pontos. Nada definido, o grupo F terá emoção até o fim.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.