Conecte-se agora

Pedro Longo revela como conseguiu contornar missão espinhosa de liderar o governo na Aleac

Publicado

em

O líder do governo na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) e candidato a reeleição, Pedro Longo, concedeu entrevista ao Bar do Vaz nesta quinta-feira, 15, e falou das ações que desempenhou durante os anos de mandato e o que ainda almeja politicamente para o futuro.

Longo é filiado ao PDT, partido que faz parte da coligação da base do governo. Para ele, ser líder na Aleac é uma missão espinhosa, mas ao mesmo tempo que permite contribuir bastante. “Priorizo muito o diálogo. Desde que assumi, o governador não teve nenhuma derrota na Assembleia”, afirmou.

Segundo o candidato, existem muitos interesses locais nos municípios, o que chega a dificultar um pouco a administração no governo. “Meu papel é estar mediando. Um trabalho difícil, mas a gente conseguiu mediar muitas situações complexas”.

Longo relembra ter conseguido melhorar bastante a comunicação entre parlamentares e secretários do governo e fez um reconhecimento ao governador por sempre ser flexível para com possíveis alterações nos projetos ou vetos para aperfeiçoamento.

Ele comentou ainda sobre a lei de proibição dos fogos de artifícios, de sua autoria. “Veio para favorecer os animais, crianças, idosos e pessoas enfermas e os autistas. Uma lei que já existe em diversos estados”. O candidato ressalta que existem muitas formas de extravasar alegria, sem precisar incomodar o vizinho.

“Vejo como um avanço, mesmo sendo uma lei relativamente simples. São pequenas coisas, mas é um olhar para essa coisas que às vezes não tem um representante lá dentro da Assembleia”.

No auge dos 60 anos, demonstrou ser um parlamentar muito ligado ao movimento jovem. “Me sinto um jovem de ideias. Sou professor universitário do curso de Direito da Ufac, então a gente tem essa relação muito presente e consigo dialogar com a juventude. Procuramos alternativa para manter a juventude no estado”.

Pedro Longo, que atuou na magistratura como juiz na Vara da Família, se vê hoje do outro lado do balcão, mas trabalhando com a mesma matéria-prima, as leis. Questionado sobre o abandono de ex-aliados do governador, ele garante que o importante é que Gladson Cameli (PP) esteja confortável com as alianças que está construindo. “Ele perder essas alianças e manter a mesma popularidade demonstra que ele tem esse carisma pessoal”.

O parlamentar diz não temer o carma que paira sobre os líderes de governo nos últimos anos, que não conseguiram a reeleição. “Pelo contrário, quero romper tabus. Se a população nos acompanhar, quero ser um dos parlamentares mais votados e mostrar que esse mantra comigo não vai colar”.

Longo garante que só fica na política até o ponto que possa estar contribuindo e sendo útil e revelou um dos desejos que ainda tem. “Me encanto com a possibilidade futura de estar em Brasília, legislando. Gostaria de no futuro estar participando da construção da nossa legislação nacional”.

Assista a entrevista:

video
play-rounded-fill

Extra Total

Criminalista candidato a deputado diz que Acre paga R$ 7 mil para piorar o preso

Publicado

em

O advogado criminalista Romano Gouvea foi o convidado do programa Bar do Vaz desta quinta-feira, 22, no ac24horas. Ele tem sido alvo de polêmicas diante de seu posicionamento contra o atual sistema penitenciário do estado ao questionar as práticas contra os detentos, que segundo o profissional, têm sofrido perseguição, tortura, proibição da visita de familiares, entre outros.

Romano diz que não há alimentação inadequada, mas sim a verdadeira fome dentro dos presídios acreanos. “Não defendo a impunidade, defendo a legalidade. O advogado não escolhe causas”, afirma.

Seu escritório conta oito advogados e, a partir do contrato, defende a pessoa em questão e não uma organização criminosa. “Portarias não podem suprir a lei federal, muito menos a constituição. A partir do momento que afasta a família do apenado, estamos retornando ao período medieval”, destaca.

Para Romano, os presídios locais viraram uma masmorra. “Vivemos de um jeito medieval. Não tem comida ao detento”. O advogado revela ainda que detento dá lucro. “Cada preso custa de R$ 6 a R$ 7 mil. Gasta-se para piorar a pessoa e não para melhorar. Isso que eu, como representante da ordem, assisto”.

Ele assegura não ser um ativista, mas que apenas atua em busca da legalidade. De acordo com o advogado, a população carcerária no Acre é de oito mil pessoas, divididas em 4 presídios, sendo a maior do Brasil, proporcionalmente. “Não há biblioteca, as aulas foram suspensas e o trabalho é escasso [ao detento]”. Para Romano, a inércia do estado fomenta o crime. “Me chamam de polêmico por defender o direito dos apenados, dos mais pobres”.

Candidatura

O advogado é candidato a deputado estadual nestas eleições 2022 e garante ter se colocando à disposição do voto ao ouvir as pessoas e clientes que o cercam. “O Direito é para todos. Vou defender o direito à casa própria, outros interesses, mas nosso nicho maior é o apenado. A família próxima do apenado ajuda a ressocializá-lo”.

Se eleito, quer que os egressos do sistema prisional tenham direitos, uma vez que é papel do Estado garantir integridade e ressocialização. “Advogo para policiais, juízes, professores, não advogamos para o crime. Advogo para a justiça. Vamos ajudar o estado a construir uma clínica para dependentes químicos. Vejo muito que hoje os profissionais estão atrás de dinheiro e não da justiça e liberdade”.

Veja o vídeo:

video
play-rounded-fill
Continuar lendo

Acre 01

Na Vila Caquetá, Marcio Bittar diz que reeleição de Bolsonaro ‘é prioridade’

Publicado

em

O senador licenciado e candidato ao governo do Acre pelo União Brasil, Marcio Bittar, disse na noite desta quarta-feira (21), em visita à Vila Caquetá, em Porto Acre, que a reeleição do presidente Bolsonaro é “prioridade”.

Segundo Bittar, a economia acreana depende totalmente do governo federal, e por isso ter “um presidente amigo em Brasília fará toda a diferença” para os acreanos.

“O governo do Acre não consegue fazer uma ponte que não seja com dinheiro da União, com a parceria do presidente da República. No dia 2 outubro, quero pedir o voto de vocês para a reeleição do presidente Jair Bolsonaro”, disse.

A reunião da qual Marcio Bittar participou no Caquetá foi promovida pelos candidatos proporcionais Luan Luz (estadual) e Raphael Bastos (federal).

Continuar lendo

Cotidiano

Receita abre nesta sexta (23) consulta a novo lote de restituição do Imposto de Renda

Publicado

em

A Receita Federal abre nesta sexta-feira (23), consulta ao 5º lote de restituição do IRPF 2022. No Estado do Acre, o valor total de R$ 5.355.235,38 será distribuído entre 2.821 contribuintes. O dinheiro cai na conta em 30 de setembro.

Já na 2ª Região Fiscal, composta pelos estados do AC, AM, AP, PA, RO e RR, 59.943 contribuintes terão direito a créditos no valor total de R$ 97.959.191,86.

O crédito bancário para 1.220.501 contribuintes em todo o País será no valor total de RS 1,9 bilhão. Desse total, R$ 221.130.324,62 referem-se ao quantitativo de contribuintes que têm prioridade legal, sendo 5.201 contribuintes idosos acima de 80 anos, 36.492 contribuintes entre 60 e 79 anos, 4.247 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave e 15.378 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Foram contemplados ainda 1.159.183 contribuintes não prioritários.

Para saber se a restituição está disponível, o contribuinte deve acessar a página da Receita na internet (www.gov.br/receitafederal), clicar em “Meu Imposto de Renda” e, em seguida, em “Consultar a Restituição”. A página apresenta orientações e os canais de prestação do serviço, permitindo uma consulta simplificada ou uma consulta completa da situação da declaração, por meio do extrato de processamento, acessado no e-CAC. Se identificar alguma pendência na declaração, o contribuinte pode retificar a declaração, corrigindo as informações que porventura estejam equivocadas.

A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que possibilita consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

O pagamento da restituição é realizado na conta bancária informada na Declaração de Imposto de Renda, de forma direta ou por indicação de chave PIX. Se, por algum motivo, o crédito não for realizado (por exemplo, a conta informada foi desativada), os valores ficarão disponíveis para resgate por até 1 (um) ano no Banco do Brasil. Neste caso, o cidadão poderá reagendar o crédito dos valores de forma simples e rápida pelo Portal BB, acessando o endereço: https://www.bb.com.br/irpf, ou ligando para a Central de Relacionamento BB por meio dos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

Caso o contribuinte não resgate o valor de sua restituição no prazo de um ano, deverá requerê-lo pelo Portal e-CAC, disponível no site da Receita Federal.

“Cabe ressaltar que, com esse lote, concluímos o pagamento de todas as restituições do exercício 2022 que não apresentaram inconsistência”, diz a Receita.

Continuar lendo

Cotidiano

Em Xapuri, obras de fundações da Ponte da Sibéria, sobre o Rio Acre começam a ganhar forma

Publicado

em

Reivindicada há décadas pela população de Xapuri e maior promessa do atual governador, Gladson Cameli, para o município, a Ponte da Sibéria, sobre o Rio Acre, começa a sair do patamar de mera aspiração dos moradores da Princesinha do Acre para ganhar as primeiras formas em estrutura de ferro e concreto.

No local onde a obra começou a ser levantada, no lado da região central da cidade, a movimentação de trabalhadores da empresa vencedora da licitação é constante, assim como o ritmo dos serviços relacionados às fundações, que tem previsão de início da concretagem dos blocos de apoio maiores para a próxima semana.

De acordo com o engenheiro do Departamento de Estradas de Rodagem do Acre (Deracre), Willyans Lima, responsável pela fiscalização da obra, blocos menores já foram concretados nesta semana pela empresa responsável. Segundo ele, as chamadas estacas raiz, já foram concluídas nas duas margens do rio.

“A previsão para essa semana era a concretagem do Bloco de Apoio AP-5, que fica do lado do centro de Xapuri, mas que, infelizmente, por imprevistos ficou programada para a semana que vem. Mesmo assim, a empresa já executou a concretagem de blocos pequenos que ficam sobre as estacas cavadas no início da rua”, explicou.

O Bloco AP-5 tem, segundo o engenheiro, dimensões de 10x10m de largura por 3,5m de altura, o que vai exigir cerca de 350 metros cúbicos de concretagem. A estrutura metálica já está praticamente toda armada e após a conclusão dessa etapa os trabalhos se concentrarão no Bloco AP-6, que fica no lado da Sibéria.

O empreendimento foi orçado em mais de R$ 40 milhões, com um montante superior a R$ 15 milhões oriundos de recursos próprios do Governo do Estado do Acre e cerca de R$ 25 milhões resultantes de emenda parlamentar destinada pelo senador Márcio Bittar (União Brasil).

A estrutura terá 363 metros de extensão, contando com as rampas de acesso, e ligará o Centro de Xapuri a toda a parte do município que fica na margem oposta do Rio Acre. As intervenções, quando concluídas, proporcionarão, segundo o governo, mais mobilidade e segurança no deslocamento para cerca de 20 mil pessoas.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.