Conecte-se agora

Rio Branco tem o melhor Índice de Qualidade da Educação do Acre; pior é em Santa Rosa

Publicado

em

A Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Desporto (SEE), publicou no Diário Oficial desta terça-feira, 16, o Índice de Qualidade da Educação (IQE) em todos os 22 municípios acreanos.

O índice é resultado de um cálculo que leva em conta a nota recebida pelo IDEB, que é o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, criado pelo governo federal para medir a qualidade do ensino nas escolas públicas, e a taxa de abandono escolar em cada município.

De acordo com os números divulgados pela própria SEE, o melhor Índice de Qualidade da Educação está em Rio Branco, capital do estado, com 6,4 de nota no IDEB. Com uma taxa de abandono de 0,20%, o número final da capital acreana é de 5,408490%. Os municípios de Brasileia e Senador Guiomard também receberam 6,4 de nota do IDEB. Só que com taxas de abandono um pouco maiores, de 0,40% e 1.80% estão em segundo e terceiro lugar respectivamente.

Os menores IQE estão em Santa Rosa do Purus que recebeu 3,4 do IDEB e tem uma taxa de 4,30%, a maior do Acre. Na sequência, aparece o município de Porto Walter com 3,7 do IDEB e 1,20% de taxa de abandono.

Vale ressaltar que o IQE é aplicado na apuração do ICMS para cada município.

Confira a classificação geral do Acre no quadro abaixo:

 

Destaque 4

Partidos de esquerda organizam atos de apoio a candidatura de Lula no Acre

Publicado

em

Organizações sociais, sindicais, populares, culturais e partidos progressistas que integram o “Movimento Lula Presidente” realizaram a primeira plenária estadual para organização da campanha no 2º turno.

A Associação dos Docentes da Universidade Federal do Acre (ADufac) foi a anfitriã do encontro, na noite de quarta-feira, 5. Entre muitos diálogos, foi encaminhado à realização de uma ampla campanha em todo o Acre e a realização de atos pró-Lula.

O professor Nilson Euclides, candidato a governador do Acre pelo PSOL, fez um chamamento “Não é o momento de recuar e ter medo, mas precisamos estar juntos. Os nossos momentos têm de ser coletivos, mas não vamos ter medo de colocar que somos Lula, somos democracia. Temos que ocupar, onde pudermos colocar um adesivo, levantar uma bandeira, dialogar.”

O presidente do Partido dos Trabalhadores, Cesário Braga, falou do desafio nessa campanha de 2º turno. “Desde que assumimos a campanha do presidente Lula nosso esforço é para construir um ambiente plural onde os partidos progressistas e movimentos sociais, sindicais e culturais assumam as tomadas de decisão. Não é só mais uma eleição o que está em jogo é a democracia e o enfrentamento ao modelo econômico excludente que espalhou pelo Brasil miséria e pobreza”, frisou.

A professora doutora Letícia Mamed, presidente da ADufac, disse que a entidade é reconhecida por jamais fugir de seu compromisso histórico, e que este é mais um ao longo de quatro décadas de história. “Cabe a ADufac que representa os professores universitários, compor esse grupo plural que hoje se firma aqui, como representante de uma causa que é a causa pelo Brasil social, plural, democrático, que é uma das grandes bandeiras históricas do movimento docente federal”.

Entre outros encaminhamentos, o “Movimento Lula Presidente” deliberou um ato na próxima sexta-feira, 7, chamado “Sextou com Lula”, que vai acontecer no Novo Mercado Velho, às 16h com adesivaço, em baixo da ponte metálica e com intervenções políticas a partir das 17h próximo a passarela Joaquim Macedo.

Continuar lendo

Destaque 4

Balança comercial do Acre acumula exportações de R$ 224 milhões e é 22% maior que no ano passado

Publicado

em

O Acre exportou US$ 3,17 milhões e importou US$ 1,78 milhão em setembro, resultando em um saldo na balança comercial de US$ 1,79 milhão. Com o resultado do mês, no acumulado de janeiro a setembro, a balança comercial acreana chega a US$ 44,74 milhões em 2022.

Na cotação do dia, são cerca de 224 milhões de reais este ano.

Esse resultado supera em 22,2% o valor do mesmo período de 2021, quando a balança comercial obteve US$ 36,61 milhões em negócios.

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (5) e mostram que em nível nacional a balança comercial brasileira fechou o mês de setembro com superávit de US$ 3,99 bilhões, o que elevou o saldo positivo acumulado no ano para US$ 47,86 bilhões.

Em setembro, as exportações somaram US$ 28,95 bilhões e as importações, US$ 24,95 bilhões, resultando no saldo positivo de US$ 3,99 bilhões e corrente de comércio de US$ 53,90 bilhões. No ano, as exportações totalizam US$ 253,84 bilhões e as importações, US$ 205,97 bilhões, com saldo positivo de US$ 47,86 bilhões e corrente de comércio de US$ 459,81 bilhões.

Nas exportações, comparadas as médias do mês de setembro deste ano (US$ 1,37 bilhão) com a de setembro de 2021 (US$ 1,16 bilhão), houve crescimento de 18,8%. Foi registrado crescimento de 47,5% na Agropecuária, que somou US$ 5,85 bilhões; queda de 4,1% na Indústria Extrativa, que chegou a US$ 6,76 bilhões e, por fim, crescimento de 22,3% na Indústria de Transformação, que alcançou US$ 16,13 bilhões. A combinação destes resultados levou ao aumento do total das exportações.

A expansão das exportações foi puxada, principalmente, pelo crescimento nas vendas dos seguintes produtos: milho não moído, exceto milho doce (260,0%), café não torrado (42,6%) e soja (6,4%) na Agropecuária; outros minerais em bruto (77,7%), outros minérios e concentrados dos metais de base (191,6%) e óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus (40,9%) na Indústria Extrativa; açúcares e melaços (44,7%), farelos de soja e outros alimentos para animais (excluídos cereais não moídos), farinhas de carnes e outros animais (71,8%) e celulose (68,9%) na Indústria de Transformação.

Continuar lendo

Destaque 4

Marilete quer ser “mãe” de votos de Gladson em Tarauacá e Damasceno diz: “onde eles estavam?”

Publicado

em

Numa antecipação dos embates projetados para daqui a dois anos, nas próximas eleições municipais, o ex-prefeito de Tarauacá, Rodrigo Damasceno, que disputou sem sucesso uma vaga na Câmara Federal nestas eleições, sugeriu que a também ex-gestora de tirar proveito da vitória de Gladson Cameli no município.

Sem, contudo, mencionar o nome da ex-prefeita, Damasceno afirmou em uma “Carta aberta ao governador Gladson Cameli” que “Tá Feio esse negócio de tentar tirar proveito da Vitória do Gladson em #TARAUACÁ. Foi o @gladsoncameli que ganhou, o resto é conversa”.

“Vi que muitos fazem questão de demonstrar fidelidade ao @gladsoncameli, o que me faz refletir. Onde eles estavam? Porque só foram nos últimos 10 dias que tentaram fazer algo de campanha para você em Tarauacá. Um bandeiraço muito mequetrefe. E o ato da sua chegada contou com todos e foi mal organizado”, diz um trecho da publicação.

O ex-prefeito sustenta na carta que Cameli foi bem votado em Tarauacá porque o povo já queria isso, enfatizando que, apesar da ajuda de muitos, a vitória foi mérito do governador por vontade popular.

“Por essa razão não atribua a ninguém em especial a sua vitória em Tarauacá, mas sim à população. E na hora que essa turma for tentar barganhar cargo deixe isso bem claro. Para comprovar isso, observe se no Jordão você ganhou”, acrescentou.

E concluiu projetando uma conjuntura para dois anos à frente, nas próximas eleições municipais.

“Em 2024 estaremos juntos de uma forma que sempre deveríamos ter estado. Você no governo e nos ajudando, após ganhar a prefeitura. TMJ (estamos juntos), meu governador”.

A manifestação de Rodrigo Damasceno se relaciona a uma publicação que atribui à Marilete Vitorino e sua linha de frente, como a ex-vereadora Janaina Furtado (PP), vice-prefeito Raimundo Maranguape (PSD) a votação histórica de Gladson em Tarauacá.

Nas redes sociais, Marilete se manifestou de maneira emocionada, agradecendo a confiança depositada pela população por meio da maioria de votos dada ao governador, um feito inédito na história política de Gladson no município.

Cameli obteve em Tarauacá 55,66% dos votos válidos, o que correspondeu a 9.871 eleitores. Jorge Viana recebeu 32,42% da votação considerada como válida pela Justiça Eleitoral, o equivalente a 5.749 mil votos.

Continuar lendo

Destaque 4

Everaldo Gomes é condenado por irregularidades no pagamento e distribuição de combustíveis

Publicado

em

Os membros do Tribunal de Contas do Estado do Acre (TCE-AC), decidiram condenar o ex-prefeito de Brasiléia, Everaldo Gomes, ao pagamento de mais de R$ 863 mil por irregularidades no pagamento e distribuição de combustíveis no exercício financeiro de 2014. O despacho foi publicado na edição do Diário Eletrônico desta quarta-feira, 5.

De acordo com o TCE, no processo ficou constatado o pagamento de combustíveis sem a correspondente comprovação de regularidade na aplicação dos recursos públicos – onde é devida a devolução ao erário do montante despendido, conforme previsto no caput do artigo 54 da LCE n. 38/93, acrescido das multas previstas pelos artigos 88 e 89, II, da Lei Complementar Estadual n. 38/93.

Mediante as infrações ao erário público, Gomes foi condenado a devolver aos cofres do município o valor total de R$ 784.172,13 (Setecentos e oitenta e quatro mil, cento e setenta e dois e treze centavos) que deverá ser atualizado nos termos do artigo 2º, § 3º, I, a, da Resolução/TCE n. 110, em razão do pagamento de combustíveis sem a devida comprovação de fornecimento, não demonstrando a finalidade pública na aplicação dos recursos públicos, conforme previsto no caput do artigo 54 da LCE n. 38/93.

O órgão controlador também aplicou o pagamento de duas multas: a primeira no percentual de 10% (dez por cento), o que equivale a R$ 78.417,21 (setenta e oito mil quatrocentos e dezessete reais e vinte e um centavos), nos termos do artigo 88 da Lei Complementar Estadual n. 38/93. Já a segunda, é prevista no artigo 89, da LCE n. 38/93 combinado com o artigo 139, inciso II, do Regimento Interno do

TCE/AC, no valor equivalente a R$ 11.720,00 (onze mil setecentos e vinte reais), em razão da ausência de designação de fiscal para acompanhar a execução dos contratos firmados para o fornecimento de combustíveis; do pagamento de combustíveis sem a devida demonstração de fornecimento, considerando o efeito pedagógico, bem como os princípios da razoabilidade e proporcionalidade. Os valores devem ser recolhido em favor do Tesouro do Estado do Acre, no prazo de 30 (trinta) dias.

Ao fim da decisão, a suprema corte decidiu encaminhar o acórdão ao Ministério Público do Estado do Acre, bem como à atual gestora do Município de Brasiléia, Fernanda Hassem, que deve adotar as providências necessárias para o ressarcimento ao erário.

Everaldo Gomes, inclusive, já foi condenado por improbidade administrativa e teve que devolver também verba desviada quando estava à frente da prefeitura de Brasíléia em 2013, além de que o ex-gestor também já foi condenado por fraudes em licitações em 2020.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.