Conecte-se agora

Reunião no TRE: Mais de mil homens devem fazer a segurança das eleições 2022 no Acre

Publicado

em

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Acre, Desembargador Francisco Djalma, esteve reunido na manhã desta terça-feira, 9, com representantes das entidades da segurança pública para tratar sobre o Plano Tático e Operacional de Segurança para as Eleições 2022.

Acerca do efetivo necessário para o pleito no Acre, o coronel Dantas, membro da segurança pública do Estado do Acre, disse que uma eleição sem a parceria com o exército é dificílima. Segundo ele, a expectativa é que cerca de mil homens façam a segurança no dia 2 de outubro. “A Sejusp vai fazer um plano de ação onde vamos pontuar realmente a utilização necessária desse efetivo”, detalhou.

De acordo com o presidente do TRE-AC, Francisco Djalma, é sempre bom relembrar que as eleições deste ano começam às 6h da manhã e se encerram às 15h – horário Acre. No entanto, ele destacou que o encontro serviu para o fechamento das estratégias de segurança do pleito. “Iremos fazer um encaminhamento ao Tribunal Superior Eleitoral solicitando a presença do exército nas eleições para dar maior segurança”, declarou.

Ainda no ano passado, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu unificar o horário de início e encerramento da votação em todo país nas eleições de 2022. Por conta do fuso, a votação no Acre, que antes começava às 8h e terminava às 17h, agora vai começar às 6h e terminar às 15h.

Djalma alertou ainda que neste momento a atenção das autoridades policiais estão voltadas para eventuais práticas criminosas. “É preciso que todos fiquem atentos”, comentou.

O representante do Ministério da Defesa, coronel Athos, contou que durante o encontro os juízes eleitorais realizaram demandas que serão encaminhadas ao TSE – Tribunal Superior Eleitoral. “Ao analisar eles vão enviar ao Ministério da Defesa e aí vamos enviar aos estados a segurança para o dia das eleições, apuração e apoio logístico para transportar pessoas e urnas”, argumentou.

Participaram do encontro, membros do Exército, Polícia Federal, Polícia Militar, Sejusp, Polícia Rodoviária Federal, Bombeiros, Ministério Público Eleitoral e Ministério Público do Estado do Acre (MP-AC).

O estado registrou o maior cadastro eleitoral da história. De acordo com os dados, estão aptos a votar nas eleições deste ano 588.433 eleitores, enquanto que em 2020 esse número era de 561.261. São 27.172 eleitores a mais que na eleição anterior.

Acre 01

Devido aos ataques, Gladson não deseja mais participar de debate antes da eleição

Publicado

em

Cumprindo agenda em Cruzeiro do Sul, onde assistiu ao desfile cívico militar de aniversário do município, o governador Gladson Cameli, candidato à reeleição, disse que ainda não decidiu se irá participar do debate que irá ocorrer na TV Gazeta nesta quinta-feira, 29.

Cameli afirmou que as emissoras de televisão estão proporcionando o fortalecimento da democracia com a realização dos debates, mas que os candidatos optam pelo ataque, o que ele quer evitar.

“Ainda não decidi se vou, mas não estou mais querendo participar de debate não. Eu não consigo debater, não vou ficar lá só ouvindo ataques e ofensas se nem posso dizer o que vou fazer para melhorar a vida das pessoas. Se não querem me respeitar, tem que respeitar as famílias, as pessoas que querem ouvir. Ao invés de usar os minutos para expor, as pessoas vão para atacar e não mostrar se tem preparo para governar o Acre. Governar o Acre não é brinquedo e aí quando você olha tem uns que não enxergam um palmo diante do nariz e não sou eu que vou fazer enxergar. Mas o povo é muito sábio”, pontuou.

Nesta quinta-feira, o gestor terá agenda em Assis Brasil e Sena Madureira. Cameli disse que voltará para Cruzeiro do Sul na noite de sexta-feira, 30, onde participará de carreata no sábado, 1. Domingo, dia 2, irá votar em Cruzeiro do Sul e aguardar o resultado da eleição no município.

“Pela primeira vez um governador vai aguardar o resultado da eleição aqui. Se for positivo, o resultado será uma grande festa. Em seguida terei que ir para o Palácio cumprir o rito”, concluiu.

Durante as comemorações desta quarta, Gladson assistiu ao desfile ao lado do prefeito de Cruzeiro do Sul, Zequinha Lima. O vice-governador, Major Rocha, estava no palanque de autoridades, mas ele e Cameli ficaram distantes durante todo o evento.

Continuar lendo

Acre 01

No Acre, pesquisa Travessia/ac24horas põe Bolsonaro com 53% e Lula com 34%

Publicado

em

O Instituto Travessia Diagnóstico, contratado pelo ac24horas, divulgou nesta quarta-feira, 28, os números das intenções de votos da disputa presidencial no Acre nas eleições de 2022. De acordo com o levantamento estimulado, o presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição, aparece na frente com 53%, contra 34% do candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva. Ciro Gomes (PDT) tem 4%, Simone Tebet (MDB) 3% e outros candidatos registraram 1%. 3% marcaram brancos e nulos e 2% não sabem ou não responderam.

Já na pesquisa espontânea, Bolsonaro aparece com 47%, Lula 30%, Ciro 3%, Simone 1%. Outros candidatos marcaram 1%. 8% optaram pelo brancos e nulos e 10% afirmaram não saber ou não responderam.

A pesquisa do Instituto Diagnóstico ouviu 1.200 eleitores por telefone entre os dias 24 a 27 de setembro. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95% e o levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR-05815/2022 e no Tribunal Regional Eleitoral do Acre com o número AC-08454/2022.

Continuar lendo

Acre 01

Gladson ficará ao lado de JV: veja como fica a distribuição das posições no debate da TV Acre

Publicado

em

Faltando pouco mais de uma hora para o início do debate da TV Acre, afiliada da Rede Amazônica e Rede Globo no Acre, na noite desta terça-feira, 27, a distribuição das posições dos candidatos ao governo já está definida.

O ac24horas teve acesso a sequência de posições onde o governador Gladson Cameli (PP), candidato a reeleição, ficará centralizado ao lado do também candidato professor Nilson Euclides (PSOL). Cameli ainda terá ao seu lado o candidato do PT, Jorge Viana, que será ladeado pela candidata do MDB, Mara Rocha. Na outra ponta do cenário estarão Sérgio Petecão (PSD) e Márcio Bittar (União Brasil).

A sequência da esquerda para direita ficará da seguinte forma: Petecão, Bittar, Nilson, Gladson, Jorge e Mara.

O debate vai ao ar a partir das 21:30, após a transmissão da novela Pantanal. O debate terá 4 blocos. No primeiro e no terceiro as perguntas deverão ser sobre temas de livre escolha dos candidatos. No segundo e no quarto bloco, os temas serão determinados por sorteio. Também no quarto bloco os candidatos terão um tempo para as suas considerações finais.

No primeiro e no segundo bloco todos os candidatos terão de ser perguntados ao menos uma vez. Cada candidato fará sempre a pergunta a alguém ainda não falou. No terceiro e no quarto bloco cada candidato poderá ser escolhido pra responder a, no máximo, duas perguntas. Neste caso, é possível que algum candidato fique sem responder perguntas no bloco.

Participam do debate eleitoral os candidatos cujos partidos têm representatividade no Congresso Nacional, conforme prevê a Lei Eleitoral. O encontro será mediado pelo repórter da Rede Amazônica, Fábio Melo.

Os tempos do debate serão:
30 segundos para pergunta;
1 minuto e 30 segundos para a resposta;
1 minuto para a réplica;
1 minuto para a tréplica.

Continuar lendo

Acre 01

Jorge Viana se diz confiante com 2º turno e enfatiza chance de Lula vencer no 1º turno

Publicado

em

O candidato ao governo do Acre pela Federação da Esperança Acre (PT, P C do B e PV), Jorge Viana, faz última rodada de agendas no Alto Acre nesta segunda-feira, 26. Entre as atividades está caminhada em Epitaciolândia, reunião com apoiadores em Brasiléia, caminhada em bairros de Assis Brasil, encerrando com comício em Xapuri.

Viana percorreu nos últimos dias oito municípios das regionais do Tarauacá-Envira e do Juruá, incluindo os isolados Jordão e Santa Rosa.
“Passei quatro dias visitando oito municípios do Acre e é impressionante como há um desejo de mudança na política acreana, principalmente no interior do Estado. Nossa campanha só cresce. O nosso vira-vira começou. Mas o mais importante é ver que a candidatura do presidente Lula e a nossa cresce junto às populações mais pobres, que querem uma mudança da política para enfrentar a carestia e o abandono pelas políticas públicas. Voltei dessa viagem muito animado. Estive com a Nazaré nessa viagem aos municípios, acompanhado por nossos candidatos a deputado estadual e deputado federal”, declarou.

Nessa reta final da campanha, Jorge Viana vai concentrar as agendas em Rio Branco, maior colégio eleitoral do Acre, onde vai participar de debates e caminhadas em bairros.

“Não tenho dúvidas de que já estamos no segundo turno. Segundo turno é outra eleição. Temos mais um mês de campanha e a população pode fazer sua escolha a partir da comparação entre a nossa chapa, composta por mim e Marcus Alexandre, com nossos adversários”, destacou Viana.

O ex-governador acrescentou que nessa reta final, o ex-presidente Lula registra crescimento nas intenções de votos no Acre. “Lula vai ajudar na nossa ida para o segundo turno. Nossa campanha cresce no momento mais importante, na reta final e essa tendência de crescimento, não tenho dúvidas, vai prosseguir forte até a nossa vitória”, concluiu .

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.