Conecte-se agora

Convenção conjunta anuncia candidatura de Márcia ao Senado

Publicado

em

Com bateria, vuvuzelas e bandeiras do Brasil, a convenção do Partido Liberal (PL) e dos Republicanos reuniu nesta sexta-feira, 5, diversos apoiadores, para anunciar os candidatos à disputa política no Acre.

Chamada de “Aliança pelo Acre”, o evento destacou que o PL terá 25 candidatos estaduais, já os Republicanos possuem 25 concorrentes parlamentares para o Estado e 9 deputados federais.

O presidente do PL Edson Siqueira, enfatizou o seu apoio a candidata ao senado, Márcia Bittar e pediu união para a reeleição do presidente Jair Bolsonaro.

“Esta é a hora de realizar nossa meta, que é eleger uma Senadora que vai ajudar o presidente Bolsonaro. Márcia Bittar está alinhada com o presidente, para flexibilizar as leis ambientais, as leis que protegem a família e para as pessoas que queiram trabalhar sem tanta burocracia. Nós vamos estar juntos com o Bolsonaro e não vamos deixar que os comunistas cheguem ao poder nem aqui e nem no Brasil”, declarou.

A defesa dos trabalhadores rurais, cuidados com as pessoas com espectro altistas, ajuda para missionários evangélicos e alcance a bancada da bala, foram os principais projetos defendidos pelos candidatos dos dois partidos.

Confirmada para o senado, Márcia Bittar se posicionou em defesa da família, contra ao aborto e a ideologia de gênero nas escolas, além de afirmar sua aliança com o ex-marido, Márcio Bittar.

“Quero agradecer ao mentor desta aliança, que convidou todos os candidatos, o líder nato que é Márcio Bittar. Não poderíamos estar aqui sem ele. Aquele valente homem, cristão, que fez o sacrifício de se candidatar ao governo, a única maneira de não entregar aquela chapa, que tem junção com o PT e de pessoas que não querem o desenvolvimento que tanto buscamos”, declarou.

Márcia falou de seus embates até a atual cargo pretendido e declarou ter sofrido perseguição e desrespeito de todos os lados, até mesmo da imprensa.

“Me denegriram, me desrespeitaram, mas não derramei nenhuma lágrima. Mesmo tentando me calar, até a imprensa, mas eu já perdoei. Foi difícil chegar aqui, fizeram de tudo para me tirar deste lugar, mas passei uma régua e agora é hora de pedirmos votos. Vamos mirar nas propostas, nos projetos”, apontou.

Márcio Bittar que teve a candidatura aprovada para o governo do Acre pelo partido União Brasil, chegou ao final da convenção e declarou que sua decisão, mesmo não estando nos seus planos, é para impedir a volta da esquerda na região.

“Eu lutei 20 anos para tirar a esquerda do poder e de repente eu descubro que havia um acordo com o governo atual e Jorge Viana. Inclusive, cúpula nacional, o presidente Bolsonaro sabiam disso. Tudo isso para facilitar a eleição do Jorge Viana para Senador da República agora e quatro anos depois para o governo”, explicou.

Durante o discurso, Bittar relacionou o destino como juiz para a divisão das chapas dele com Márcia e afirmou não ser inimigo de Mara Rocha, mas juntos lutam por um governo de direita.

“Eu posso dizer que o meu corpo está em um lugar, mas o meu coração está aqui. A Mara não é minha adversária e nem será. Nós temos que colocar um candidato no segundo turno, e tem que ser um candidato da direita, que represente os valores conservadores, que não abrimos mão”, completou.

Após o encontro, os poucos representantes das chapas e apoiadores que ainda estavam no local, foram convidados para irem a convocação ao governo de Mara Rocha.

Acre

Nossa Senhora da Glória leva multidão de fiéis às ruas no Juruá

Publicado

em

O público esperado de cerca de 60 mil pessoas não foi confirmado pelos órgãos oficiais mas uma verdadeira multidão percorreu as ruas de Cruzeiro do Sul nesta segunda-feira, 15, em louvor à Nossa Senhora da Glória.

“É um momento de olhar pra frente com mais serenidade, mais esperança e ânimo com a proteção de Nossa Senhora e Deus nos abençoando”, ressaltou o bispo Dom Flávio.

Muita gente estava na caminhada pagando promessa feita à santa. Aos 88 anos, o aposentado Nilton Felix, com a imagem de Nossa Senhora da Glória nas mãos foi agradecer pela saúde depois de contrair Covid-19. “Ela é mãe bondosa e merece agradecermos”, cita.

Como seu Nilton, muitos idosos participam da Procissão, que é o maior evento religioso do Acre. Mas os jovens também marcam presença.

Rafael Medeiros de 16 anos e Jéssica Santos de 17 anos, são coroinhas da Catedral Nossa Senhora da Glória. Ele diz que mesmo sendo “zoado” pelos amigos gosta de participar das atividades religiosas. “Fico orgulhoso no dia da Procissão porque vamos na frente”.

Ela caprichou no visual para estar na Procissão. Pra estar bonita pra Deus é Nossa Senhora da Glória”, explicou.

Os altares vivos e os barrancos iluminados com velas tornaram o percurso da Procissão ainda mais bonito. Na chegada de volta a Catedral uma Missa campal foi realizada e o evento foi encerrado com um show do Frei Renan.

Continuar lendo

Acre

Procissão de Nossa Senhora da Glória atrai políticos em campanha

Publicado

em

Além do governador Gladson Cameli e do prefeito do município, Zequinha Lima, vários outros políticos participaram da Procissão de Nossa Senhora da Glória em Cruzeiro do Sul nesta segunda-feira, 15. O candidato ao senado Ney Amorim (Podemos) e o deputado estadual Luiz Gonzaga, não saíram de perto do governador Gladson Cameli durante o percurso.

O ex-prefeito do município, ex-deputado estadual e federal e primo de Gladson, César Messias, e Jenilson Leite, candidatos ao senado e à suplência pelo PSB, respectivamente, caminharam juntos seguindo a imagem da santa. No caminho foram cumprimentamos por Cameli.

O candidato ao governo Sérgio Petecão, também esteve no evento religioso. Nesta terça-feira, 16, junto com a candidata ao senado Vanda Milani, ele vai inaugurar o comitê político de Cruzeiro do Sul.

Nazaré Araújo, candidata ao senado pelo PT, chegou à procissão com a ex-primeira dama do Acre, Marlúcia Cândida. Ela é filha do cruzeirense José Augusto, o primeiro governador eleito do Acre.

A deputada federal Perpétua Almeida e o marido deputado estadual Edvaldo Magalhães, ambos do PCdoB, também acompanharam a imagem da santa e cutucaram os demais políticos presentes. “Nós estamos aqui na Procissão todo ano, independente de ser ano de eleição”, afirmaram

A Procissão teve 3 quilômetros de percurso com algumas ladeiras. Nem todos os candidatos foram até o final da caminhada religiosa, que foi iniciada e concluída em frente à Catedral de Nossa Senhora da Glória.

Continuar lendo

Acre

Acre tem mais duas notificações de casos suspeitos de Monkeypox

Publicado

em

Um homem de 34 anos, morador do estado de Mato Grosso e que está em Rio Branco a trabalho e uma criança de 6 anos são dois novos casos suspeitos de ‘doença dos macacos’ registrados no Acre. O adulto viajou à Europa há 20 dias. Apresentou lesões cutâneas no dia 07/08/2022, negou febre e dores de cabeça e no corpo. Esteve no Pronto Atendimento da UNIMED hoje pela manhã (15), realizou coletas e foi liberado com orientação de isolamento fora da Unidade de Saúde por 21 dias ou até sair o resultado dos exames.

A criança de 6 anos, do sexo masculino, residente de Rio Branco, deu entrada na UPA da Sobral hoje pela manhã (15), apresentando febre e erupções cutâneas pelo corpo. A mãe relata viagem em família para o município de Brasiléia com passagem em Cobija na Bolívia há 18 dias. Outras duas pessoas da mesma família apresentaram sintomas, uma de três anos e outra de 17 anos, sendo orientados a passarem por avaliação na unidade de saúde. O paciente segue internado em isolamento na UPA da Sobral.

O CIEVS ACRE e CIEVS Rio Branco seguem com acompanhamento e investigação do caso. O estado do Acre segue com um caso positivo em Rio Branco, que já está de alta médica, seis casos suspeitos residentes do estado do Acre e um residente de outro estado aguardando resultado em Rio Branco.

Continuar lendo

Acre

Criador da bandeira de Xapuri morre em Rondonópolis, no Mato Grosso

Publicado

em

A família informou que Francisco Figueiredo Guimarães, que foi o criador da Bandeira de Xapuri, morreu na manhã desta segunda-feira (15), de câncer, em Rondonópolis, no estado do Mato Grosso, onde ele vivia há muitos anos.

Conhecido em Xapuri pela alcunha de Chico Barrão, Guimarães foi vencedor do concurso autorizado pelo Decreto Municipal nº 139 de 8 de março de 1973, que instituiu o pavilhão xapuriense. Ele era funcionário aposentado do Banco da Amazônia.

O desenho idealizado pelo xapuriense há 49 anos traz a descrição da margem da confluência do Rio Acre e com o Rio Xapuri, a machadinha, a seringueira e a estrela altaneira, símbolo da Revolução Acreana.

Chico Barrão era um dos cinco filhos do casal Francisco Dias Guimarães e Ricarda Figueiredo da Silva, mais conhecida como Zizi. Após a morte do marido, Zizi voltou a casar, com o seringueiro Antônio Firmino da Silva, com quem teve mais uma filha.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!