Conecte-se agora

Programa Mais Médicos trouxe espião cubano ao Acre, diz médica que atua no Estado desde 2013

Publicado

em

O CipódCast desta sexta-feira (08), transmitido pelo ac24horas, conversou com a médica cubana Alaide Duran e o chefe de cozinha Brian Duran, filho de Alaide. A profissional da saúde chegou ao Brasil em 2013, através do programa Mais Médicos, do Governo Federal, e fixou residência no Acre. Vivendo sob a democracia brasileira, Alaide sonhava em ter o único filho vivendo longe da ditadura castrista e a partir de uma concessão inédita do governo cubano que permitia a visita de familiares ao Brasil, chegou a vez de Brian Duran, chegar ao país.

Alaide e Brian contaram em detalhes o terror de viver sob um regime autoritário: “A liberdade não existe, se falar que não gosta do presidente, vai 10 anos para a cadeia. Em Cuba eu não tinha nenhum futuro. Só tem comida para turista, o povo não tem comida. Compramos comida por site dos Estados Unidos para mandar como contrabando para a família (em Cuba)”, diz Brian Duran.

Alaide revela que o governo cubano interfere na alimentação. “Você acorda e não tem leite para tomar, nem café, dizem que é por causa dos EUA. Na hora do almoço vai comer arroz, ou feijão, e o que aparecer de carne, geralmente frango ou porco. Carne de boi é impossível, só tem em comércio destinado a turistas que pagam em dólar. O cubano não pode comer um bom peixe, lagosta ou camarão, porque isso o governo direciona ao turista ou à exportação”.

O PRINCIPAL PRODUTO DE CUBA É O MÉDICO – Graduada em medicina há 20 anos, Alaíde Duran tem especialidade em medicina familiar, pós-graduação em ginecologia e obstetrícia e ganhava $58 (dólares) mensais em Cuba. Em solo brasileiro, a medicina é a carreira profissional mais disputada nas universidades e funciona quase como uma garantia de sucesso financeiro, mas mesmo no Brasil, os médicos cubanos continuavam sob a dependência e opressão financeira de Cuba. “Você tem que ter um contrato de trabalho gerenciado pelo governo, porque ele fica com a maior parte desse dinheiro. Nós, os médicos que trabalhamos aqui, nunca recebemos dinheiro na mão. Nos nove anos que trabalhei aqui, o dinheiro foi retido por Cuba. O dinheiro cubano só passava para o nosso cartão 20% do salário”, diz a médica, e completa: “Cuba é um exportador de médico, eu sou um produto”.

ESPIÃO CUBANO INFILTRADO – A médica relata ainda durante a entrevista que nos primeiros anos da missão Mais Médicos no Acre, os médicos integrantes do programa viviam sob vigilância de um espião do governo de Cuba, que era um médico que chefiava o grupo: “Nós saímos de lá com uma brigada médica e com um chefe do governo para vigiar, para que os médicos não migrassem daqui para os EUA, para que não se casassem ou se ligassem aos brasileiros. Depois foi ficando mais flexível, porque o governo (cubano) se deu conta que não podia controlar”.

Através de reuniões mensais, os médicos cubanos tinham, então, que prestar relatórios de com quem estavam se relacionando no Brasil. “Todas as informações eram enviadas para Cuba. Isso aconteceu nos primeiros 3 anos do programa. Não podíamos pedir ajuda”. Alaíde garante que todas as missões com médicos de Cuba têm representantes do governo infiltrados.

Para mais histórias de Alaíde e Brian, assista agora ao CipódCast:

video
play-rounded-fill

Acre 01

Aprovados dos bombeiros e familiares de presos fazem manifestação em frente a TV Acre

Publicado

em

Na noite desta terça-feira, 27, dezenas de familiares de detentos e aprovados do concurso dos Bombeiros realizaram uma pequena manifestação em frente a TV Acre – local do debate aos candidatos ao governo.

De acordo com um dos aprovados, Erick Silva, os aprovados estão em busca do chamamento dos demais aprovados bem como os do cadastro de reserva – algo em torno de 500 candidatos.

Após um dia de intensos protestos, as esposas e familiares dos detentos buscam reivindicar ao governo melhores condições de refeições e visitas nas unidades prisionais do estado do Acre.

Continuar lendo

Acre 01

Antes do debate da TV Acre, Jorge Viana reúne “núcleo duro” para traçar estratégia

Publicado

em

Nos preparativos para o debate que será realizado pela TV Acre, afiliada da Globo no Acre, o candidato ao governo Jorge Viana (PT), esteve reunido, nesta terça-feira, 27, com o candidato a vice-governador, Marcus Alexandre (PT), amigos e colaboradores de sua campanha. O debate será na noite de hoje, com transmissão ao vivo.

“São pessoas que já trabalharam comigo e estamos aqui para falar sobre o Acre. Apresentei um conjunto de propostas e nosso diálogo aqui vai nortear minha participação no debate”, disse o candidato.

Participaram do encontro o ex-senador Aníbal Diniz (PT); o que ex-prefeito de Rio Branco, Raimundo Angelim (PT); o historiador Toinho Alves; o jornalista e marqueteiro da campanha de Viana, Gilberto Braga
e Rodrigo Aiache, presidente licenciado da OAB/AC.

Confiante no segundo turno das eleições, Jorge Viana reiterou seu compromisso de percorrer os 22 municípios do Estado para debater propostas para governar o Acre em sintonia com a população.

“No debate de hoje pretendo explicitar ainda mais as nossas propostas, para ajudar os eleitores na sua escolha. Marcus e eu queremos trabalhar pelo Acre, mudar essa realidade triste que temos atualmente a partir de janeiro do ano que vem”, finalizou.

Viana percorreu nos últimos dez dias todos os municípios do Acre, no que ele tem chamado de maratona eleitoral.

Continuar lendo

Acre 01

Jorge Viana se diz confiante com 2º turno e enfatiza chance de Lula vencer no 1º turno

Publicado

em

O candidato ao governo do Acre pela Federação da Esperança Acre (PT, P C do B e PV), Jorge Viana, faz última rodada de agendas no Alto Acre nesta segunda-feira, 26. Entre as atividades está caminhada em Epitaciolândia, reunião com apoiadores em Brasiléia, caminhada em bairros de Assis Brasil, encerrando com comício em Xapuri.

Viana percorreu nos últimos dias oito municípios das regionais do Tarauacá-Envira e do Juruá, incluindo os isolados Jordão e Santa Rosa.
“Passei quatro dias visitando oito municípios do Acre e é impressionante como há um desejo de mudança na política acreana, principalmente no interior do Estado. Nossa campanha só cresce. O nosso vira-vira começou. Mas o mais importante é ver que a candidatura do presidente Lula e a nossa cresce junto às populações mais pobres, que querem uma mudança da política para enfrentar a carestia e o abandono pelas políticas públicas. Voltei dessa viagem muito animado. Estive com a Nazaré nessa viagem aos municípios, acompanhado por nossos candidatos a deputado estadual e deputado federal”, declarou.

Nessa reta final da campanha, Jorge Viana vai concentrar as agendas em Rio Branco, maior colégio eleitoral do Acre, onde vai participar de debates e caminhadas em bairros.

“Não tenho dúvidas de que já estamos no segundo turno. Segundo turno é outra eleição. Temos mais um mês de campanha e a população pode fazer sua escolha a partir da comparação entre a nossa chapa, composta por mim e Marcus Alexandre, com nossos adversários”, destacou Viana.

O ex-governador acrescentou que nessa reta final, o ex-presidente Lula registra crescimento nas intenções de votos no Acre. “Lula vai ajudar na nossa ida para o segundo turno. Nossa campanha cresce no momento mais importante, na reta final e essa tendência de crescimento, não tenho dúvidas, vai prosseguir forte até a nossa vitória”, concluiu .

Continuar lendo

Acre 01

Na Vila Caquetá, Marcio Bittar diz que reeleição de Bolsonaro ‘é prioridade’

Publicado

em

O senador licenciado e candidato ao governo do Acre pelo União Brasil, Marcio Bittar, disse na noite desta quarta-feira (21), em visita à Vila Caquetá, em Porto Acre, que a reeleição do presidente Bolsonaro é “prioridade”.

Segundo Bittar, a economia acreana depende totalmente do governo federal, e por isso ter “um presidente amigo em Brasília fará toda a diferença” para os acreanos.

“O governo do Acre não consegue fazer uma ponte que não seja com dinheiro da União, com a parceria do presidente da República. No dia 2 outubro, quero pedir o voto de vocês para a reeleição do presidente Jair Bolsonaro”, disse.

A reunião da qual Marcio Bittar participou no Caquetá foi promovida pelos candidatos proporcionais Luan Luz (estadual) e Raphael Bastos (federal).

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.