Menu

PT dificulta aliança com PSB de Jenilson e Manoel Lima cutuca: “não tem nada fechado”

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

A reunião entre dirigentes do PT e PSB visando unificar candidaturas ao governo do Estado e ao Senado Federal acabou sem acordo nesta terça-feira, 28. A informação foi repassada pelo presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) no Acre, Manoel Lima.


Ao ac24horas, o presidente petista afirmou que o encontro entre o pré-candidato ao senado, ex-senador Jorge Viana e o pré-candidato ao governo, deputado estadual Jenilson Leite, foi tranquilo, porém, não passou de diálogos preliminares. “Estamos em tratativas, nada além disso. Não tem nada fechado. Quando fecharmos, convocaremos uma coletiva de imprensa”, comentou.

Publicidade

Recentemente, o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, confirmou a federação das siglas aos governos do Acre e do Amapá. No Acre, Jenilson Leite (PSB) deve concorrer ao governo, com Jorge Viana (PT) disputando o Senado, possivelmente.


No fim da tarde, a cúpula petista formado pelo ex-presidente do PT, André Kamai, o deputado estadual Daniel Zen e o ex-secretário dos governos petistas, Francisco Nepomuceno, o Carioca, estiveram em reunião reservada no gabinete de Jorge Viana. Ao ac24horas, logo após sair da reunião, Carioca não quis dar maiores detalhes sobre o diálogo. “Eu sou o cara, mas não vou falar nada”, respondeu o cacique, que saiu rindo do local.


Nos bastidores, interlocutores do Partido Social Brasileiro (PSB), contaram que dirigentes do PT estão dificultando a aliança entre Jenilson e JV. “Estão fazendo charme, dificultando as coisas”, disparou.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido