Conecte-se agora

Revalida 2022:  inscrições para segunda edição começam hoje (21) 

A prova está prevista para ser aplicada no dia 7 de agosto em oito cidades brasileiras

Publicado

em

Estão abertas a partir de hoje (21) as inscrições para a primeira etapa da segunda edição do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) 2022.2. Interessados têm até o próximo dia 27 para concluir a inscrição no  Sistema Revalida.

Para participar desta primeira etapa o candidato precisa ser brasileiro ou estrangeiro em situação legal no Brasil. O valor cobrado para a taxa de inscrição desta primeira etapa é de R$ 410, e o pagamento deve ser feito por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU Cobrança) até 30 de junho em qualquer agência bancária ou casa lotérica.

A prova do Revalida está prevista para ser aplicada no dia 7 de agosto em oito cidades: Brasília, Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio Branco (AC), Salvador (BA) e São Paulo (SP). Na inscrição, o participante deve indicar a cidade onde deseja fazer a prova, bem como anexar o diploma de graduação em medicina expedido por instituição de educação superior estrangeira.

Em relação ao diploma, documento obrigatório para a inscrição, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) ressalta que deve ser reconhecido pelo Ministério da Educação ou órgão equivalente do país de origem do documento, autenticado pela autoridade consular brasileira ou pelo processo da Convenção sobre a Eliminação da Exigência de Legalização de Documentos Públicos Estrangeiros, promulgado pelo Decreto n.º 8.660, de 29 de janeiro de 2016.

Sobre o Revalida

Aplicado desde 2011 pelo Inep, o Revalida busca subsidiar a revalidação, no Brasil, do diploma de graduação em medicina expedido no exterior. O exame é composto por duas etapas (teórica e prática) que abordam, de forma interdisciplinar, as cinco grandes áreas da medicina: clínica médica, cirurgia, ginecologia e obstetrícia, pediatria e medicina da família e comunidade (saúde coletiva). 

Para participar da segunda etapa, é necessário ter sido aprovado na primeira, que contempla as provas objetiva e discursiva. As referências do exame são os atendimentos no contexto de atenção primária, ambulatorial, hospitalar, de urgência, de emergência e comunitária, com base na Diretriz Curricular Nacional do Curso de Medicina, nas normativas associadas e na legislação profissional. O objetivo é avaliar as habilidades, as competências e os conhecimentos necessários para o exercício profissional adequado aos princípios e necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS).

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Cotidiano

Previsão aponta quarta-feira ensolarada com noite amena em regiões do Acre

Publicado

em

Os acreanos terão uma quarta-feira, 22, com tempo seco, firme e ensolarado, com a noite amena no Estado. Os termômetros marcam a máxima de 32°C na maioria dos municípios.

Não irá chover nas microrregiões de Rio Branco, Brasileia e Sena Madureira, com ventos que sopram entre fracos e calmos. O mesmo deve ocorrer em Cruzeiro do Sul e Tarauacá.

Temperaturas:

– Rio Branco, Senador Guiomard, Bujari e Porto Acre, com mínimas oscilando entre 18 e 20ºC, e máximas, entre 29 e 31ºC;

– Brasileia, Epitaciolândia, Xapuri, Capixaba, Assis Brasil e Santa Rosa do Purus, com mínimas oscilando entre 17 e 19ºC, e máximas, entre 30 e 32ºC;

– Plácido de Castro e Acrelândia, com mínimas oscilando entre 19 e 21ºC, e máximas, entre 30 e 32ºC;

– Sena Madureira e Manuel Urbano, com mínimas oscilando entre 18 e 20ºC, e máximas, entre 29 e 31ºC;

– Tarauacá e Feijó, com mínimas oscilando entre 19 e 21ºC, e máximas, entre 30 e 32ºC;

– Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Rodrigues Alves, com mínimas oscilando entre 20 e 22ºC, e máximas, entre 29 e 31ºC;

– Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Jordão, com mínimas oscilando entre 20 e 22ºC, e máximas, entre 30 e 32ºC.

Continuar lendo

Destaque 6

Ex-ministro Milton Ribeiro é preso em operação da PF

Publicado

em

O ex-ministro da Educação Milton Ribeiro foi preso preventivamente, nesta quarta-feira (22), em Santos. O mandado foi expedido no âmbito de uma operação da Polícia Federal (PF) deflagrada nesta quarta.

De acordo com a PF, a operação “Acesso Pago” tem o objetivo de investigar a prática de tráfico de influência e corrupção para a liberação de recursos públicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), vinculado ao Ministério da Educação (MEC).

O mandado de prisão preventiva expedido contra Milton Ribeiro cita os crimes de corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência.

O juiz federal Renato Borelli determinou que o ex-ministro seja levado para a Superintendência da Polícia Federal em Brasília, e que a audiência de custódia seja realizada ainda nesta quarta (22) durante a tarde.

Além do mandado contra o ministro, estão sendo cumpridos 13 mandados de busca e apreensão e outros quatro mandados de prisão, distribuídos pelos estados de Goiás, São Paulo, Pará e Distrito Federal. Além disso, há medidas cautelares, como a proibição de contatos entre investigados e envolvidos.

“O crime de tráfico de influência está previsto no artigo 332 do Código Penal, com pena prevista de 2 a 5 anos de reclusão. São investigados também fatos tipificados como crime de corrupção passiva (2 a 12 anos de reclusão), prevaricação (3 meses a 1 ano de detenção) e advocacia administrativa (1 a 3 meses), todos previstos no Código Penal”, informou a PF.

“A investigação iniciou-se com a autorização do STF em razão do foro privilegiado de um dos investigados”, informou a PF em nota.

Os policiais basearam a investigação em documentos, depoimentos e no “relatório final da investigação preliminar sumária” da Controladoria-Geral da União (CGU).

“Foram identificados possíveis indícios de prática criminosa para a liberação das verbas públicas”, afirma a PF.

A CNN tenta contato com a defesa do ex-ministro, mas ainda não houve retorno.

Continuar lendo

Blog do Crica

PEC eleitoreira do “me engana que eu gosto”

Publicado

em

ALGO COM QUE NÃO SE DEVE BRINCAR, é com o sonho das pessoas. Criar falsas expectativas, sabendo que o resultado não será satisfatório, é de uma maldade sem tamanho. Foi exatamente o que os deputados fizeram ontem na ALEAC, ao aprovar uma PEC de autoria do deputado Roberto Duarte (REPUBLICANOS), que não resiste a um sopro de legalidade na justiça, ao querer transformar contratos provisórios do Instituto Socioeducativo na Polícia Penal – ISE, em contração definitiva pelo estado.

 O deputado Duarte, um advogado renomado e experiente, sabe melhor do que ninguém que a sua PEC é inconstitucional e será derrubada na justiça. Só há uma maneira de se contratar servidor sem concurso público, que é a de revogar o artigo da Constituição Federal que faz essa exigência. 

Os servidores do ISE foram sim enganados na sua boa-fé pelos deputados. Quem se posicionou de maneira republicana sobre o assunto, foi o líder do Governo, deputado Pedro Longo (PDT): “Sabem que isso não prospera.

 A justiça deve derrubar isso em uma semana”. E, ele tem razão. Ou daqui uma semana, duas ou três, no momento que a arguição de inconstitucionalidade for colocada em pauta no tribunal, será acatada por unanimidade. Não existe brecha jurídica que consiga regularizar a situação dos servidores temporários do ISE. Os deputados deveriam ter dito isso a eles, falar a verdade de que, só podem entrar no serviço público através de concurso. Os funcionários do ISE foram usados como inocentes úteis pelos deputados que aprovaram a matéria. 

Como fizeram isso de olho nos votos desses funcionários, vão dar um tiro no próprio pé, porque quando a justiça derrubar a matéria, esses servidores que comemoraram a aprovação da PEC imaginando que as suas situações seriam resolvidas, com justa razão vão ficar com raiva do parlamento e não podem votar em nenhum deles. E, com razão.

GRANDE OPORTUNIDADE

O DEPUTADO Roberto Duarte (REPUBLICANOS), que é candidato a deputado federal, se for eleito, pode pegar a pauta de tentar acabar com a vedação pela Constituição Federal de só entrar no serviço público via concurso e liberar geral para a contratação sem concurso. Até lá, vale a proibição. E, não será por PEC estadual que vai mudar.

NASCEU VIRADO PARA A LUA

NA POLÍTICA, tem que também ter sorte. A liberação ontem pela justiça de que numa coligação majoritária pode haver mais de um candidato a senador, acaba com o crucial problema do governador Gladson Cameli, que agora poderá ter na sua coligação o Alan Rick (União Brasil), a Márcia Bittar (PL) e a Mailza Gomes (PP) como candidatos a senadores. Morreu a obrigação do candidato único. O Gladson nasceu virado para a lua, só pode ser. Quem é que poderia prever que, esta nova norma fosse aprovada na porta das convenções regionais? Traduzindo: nenhum de seus aliados poderá mais exigir ser o candidato único da sua chapa.

SAIA CANDIDATO

A NORMA aprovada dá agora a liberdade ao governador Gladson de não mais ficar contra a parede e ter de escolher só um de seus aliados de candidato ao Senado. E, dizer a quem o pressionar: – Saia candidato.

ACABA A BRIGA

A NOVA regra eleitoral também acaba o motivo da briga do governador Gladson de querer tirar a candidatura da senadora Mailza Gomes (PP) da sua chapa, para colocar outro nome no espaço. A política é um mar de surpresas.

JÁ DIZIA, O SAUDOSO FILÓSOFO DO ABUNÃ….

Já dizia o saudoso filósofo do Abunã, Rapirã e cercanias, ex-prefeito de Plácido de Castro, Luiz Pereira: “A política é dinâmica”.

NINGUÉM GANHOU NADA

E, também, na eleição para governador e senador ninguém ainda ganhou nada, um fato novo pode inverter a colocação dos candidatos. Como este fato novo na justiça eleitoral, que mudou completamente a prosa da vaga única para o Senado, nas coligações majoritárias.

NÃO VAI DEIXAR BARATO

A VEREADORA Michelle Melo (PDT) tem se mostrado uma política de posições firmes. Por isso, não creio que vá deixar barato se a sua candidatura a deputada estadual for vetada, como ameaça a cúpula do PDT. Vai defender a sua vaga na chapa como um espaço para a mulher.

NÃO HÁ MOTIVO PARA O VETO

CONVERSEI ontem, com um experiente político, sobre a situação do deputado Luiz Gonzaga (PSDB). “Não há motivo para o PSDB não lhe dar legenda. Nunca votou contra as orientações do partido; nunca foi aberto nenhum procedimento contra ele na Executiva, por um fato ilegal; é deputado de vários mandatos, por isso, não tenho dúvida que derrube o veto na justiça”. Foi o que ouvi.

CHEGA A SER PATÉTICA

NÃO SE CONHECE um caso de fraude desde a adoção das urnas eletrônicas nas eleições. E, agora, de forma politiqueira, querem contestar o modelo de votação. A falta de argumento contra chega a ser patética. 

PODE ATÉ ACONTECER, MAS É IMPROVÁVEL

PODE ATÉ acontecer de um nome da chamada terceira via vir a decolar, na disputa presidencial. Mas tudo caminha para a continuidade da polarização Lula x Bolsonaro, com o petista na frente em todas as pesquisas.

A MÁXIMA NÃO FUNCIONA

AS MULHERES são maioria no eleitorado acreano. Pela lógica, deveriam ser majoritárias nas casas legislativas, mas são minorias. No caso do Acre, parece que mulher não gosta muito de votar em mulher. Só pode ser isso.

ELEITORADO LIVRE

O CANDIDATO ao Governo, senador Sérgio Petecão (PSD), falou ontem ao BLOG, antes de embarcar para uma agenda intensa na região de Manoel Urbano e Alto Juruá, que na sua campanha não vai pedir voto para nenhum dos candidatos à presidência. “Quem quiser, que escolha livremente o seu candidato”, enfatizou Petecão.

FICA DIFÍCIL DE APONTAR

A CHAPA para deputado estadual do PSD tem em torno de dez candidatos com muito potencial de votos, por isso fica difícil apontar com uma certa exatidão, quais nomes ficarão com as possíveis três vagas a serem conquistadas.

SEMPRE EXISTEM AS SURPRESAS

EM TODAS as eleições sempre se elegem deputados, cujos nomes não estavam em nenhuma projeção para a ocupação das 24 vagas na ALEAC. Por isso, guardem pelo mínimo três vagas para os candidatos dos quais não se fala na mídia.

FIRME NA BATALHA

CONVERSO com pessoas das mais variadas cores políticas, e sempre procuro me informar sobre candidatos que podem surpreender. E, vez por outra é citado o nome da militante política Claudinha (REPUBLICANOS), firme na batalha por uma vaga na ALEAC.

FRASE MARCANTE

“O cara só é sinceramente ateu quando está muito bem de saúde.” Millôr Fernandes.

Continuar lendo

Luiz Calixto

A voz da foto

Publicado

em

Se nos tribunais o deputado estadual Roberto Duarte Filho é, como dizem, um bom advogado, na política ele é o campeão nacional de jogadas para galera e para manipular incautos e reféns de incertezas e de sofrimento.

Alguns devem lembrar que o atual parlamentar atuou como advogado dos milhares de “investidores” da Telexfre, ingênuos que depositaram suas economias e sonhos nos rendimentos astronômicos oferecidos pela pirâmide financeira do doutor de meia tigela Carlos Costa.

Não sei e nem me interessa saber se o nobre e jovem causídico recebia ou não honorários da multidão ludibriada. Mas é inegável que os milhares de incautos que depositavam a última esperança de reaver o dinheiro que não mais existia nos cofres do Telexfree se converteram em admiradores e eleitores que o ajudaram a ser um dos deputados mais votados em 2018.

O fato concreto é que, se alguém precisar de uma ação vitoriosa para fazer um chá milagroso, este vai morrer por falta dele.

Outros fatos que configuram jogo para a galera:

1- Roberto Duarte é autor de uma emenda à Constituição do Acre através da qual propõe a efetivação dos contratos provisórios do ISE em quadro efetivo e em extinção como policiais penais. Qualquer piá, para usar o palavreado gaúcho, que tenha frequentado a escola infantil Menino Jesus sabe que isso é flagrantemente inconstitucional. O grave é que a emenda não é de autoria de um cidadão analfabeto qualquer. Como já foi dito, Roberto Duarte é advogado.

2- Apaixonado politicamente pelo senador Márcio Bittar e ardoroso cabo eleitoral de Márcia Espinosa, Duarte buscou sair como vítima do MDB sob a alegação que o partido não havia formado chapas com candidatos competitivos para o que o mesmo fosse eleito deputado federal.

Detalhes desconhecidos pela maioria do povo acreano: Roberto Duarte era presidente da executiva municipal do partido e da importante Fundação Ulisses Guimarães. Eis, então, a pergunta: por que o parlamentar não arregimentou candidatos para o partido, posto que era presidente municipal da legenda? Seu principal papel era exatamente fortalecer os quadros do MDB.

3- Estamos atravessando um período delicadíssimo de comoção social em decorrência dos óbitos de crianças vitimadas por uma síndrome gripal grave, que se alastra no Acre e em quase todos os estados brasileiros. Um momento de dor e sofrimento para todos. As mães protestam alegando negligência no atendimento e deixam bem claro que não há motivação política e nem autorizam que políticos façam de suas dores palanque político.

Pois bem. Vejam a foto do site ac24horas no topo deste artigo.

Como falam, uma foto vale mais que mil palavras.

Durante uma manifestação realizada neste 20 de junho, na frente da Casa Civil do governo, um adesivo de propaganda do deputado Roberto Duarte aparece estampado no carro de som que ele cedeu ao movimento.

O que custava retirar ou encobrir temporariamente essa propaganda visual para que ninguém insinuasse ou duvidasse que o deputado quer tirar proveito político do sofrimento das famílias?

Não custaria nada e não daria margens para situações embaraçosas difíceis de explicar.

Aguardo sua resposta, meu caro amigo.


Luiz Calixto escreve todas às quartas-feiras no ac24horas.com

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!