Menu

Petecão, Kassab e a festa do Boi Cagão

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O SENADOR SÉRGIO PETECÃO (PSD) deu ontem na Fazenda Boi Cagão, uma prova de força política ao reunir uma multidão, com candidatos e delegações de todos os municípios, para referendar numa apresentação informal, a sua chapa puxada por ele para governador, o advogado João Tota (PSD) de vice, e a deputada federal Vanda Milani (PROS) para o Senado. Um fato que pode ser destacado é que não foi uma festa com a presença das camadas das elites, mas do povão. Ao trazer para a solenidade o ex-ministro e presidente do PSD, Gilberto Kassab, Petecão mostrou por outro lado o seu prestígio com a direção nacional, que tem a sua candidatura como prioritária, afinal, ambos são amigos de muito tempo.


A forte presença popular leva no sentido de que o senador Sérgio Petecão (PSD), que é muito forte numa campanha, deverá ser um os que vai chegar no segundo turno. Anotem, para conferir no seu devido tempo: o senador Sérgio Petecão (PSD) vai quebrar a banca de institutos de pesquisas que o colocam com baixa aceitação popular. O jogo não começou, de julho em diante é que se vai saber quem é que tem café no bule. Treino é treino, jogo é jogo.


BOM PAPO E HUMILDE


CONVERSEI ontem por um bom tempo com ex-ministro e ex-prefeito de São Paulo. Gilberto Kassab. Bom papo e humilde. Se disse entusiasmado com a festa na Boi Cagão. Sobre a política nacional, Kassab não vê chance para uma candidatura da terceira via decolar e nem indício de mudança na polarização entre Lula e Bolsonaro. Kassab é uma das lideranças políticas das mais expressivas no plano nacional, uma espécie de guru dos bastidores.


CHEGA NO SEGUNDO TURNO


NA VISÃO de Gilberto Kassab, o senador Sérgio Petecão (PSD) vai para o segundo turno e ganhará a eleição.


CONTINUA EMBOLADA


A SITUAÇÃO na chapa majoritária do governador Gladson Cameli continua embolada. Não se sabe, oficialmente, quem será o seu candidato ao Senado, e querem até vetar que ele indique um nome de livre escolha para vice. 


NÃO ACONTECE NEM NA TERRA DO NUNCA


NOS MEUS MUITOS janeiros, nunca vi assessores de um governador se reunirem para deliberar num jantar que, o governante não tem o direito de escolher o seu candidato a vice-governador e vetar nome. Isso não acontece nem na Terra do Nunca das histórias infantis do Peter Pan.


ESTOU VENDO AGORA


É VIVENDO e aprendendo, estou assistindo este filme cômico agora, na sucessão do governador Gladson. Só falta pedirem ao Gladson para entregar a sua cadeira e a caneta, para sentarem e assinarem atos de demissão e contratação. Estão querendo ser mais real que o Rei.


SETE VIDAS


A SENADORA Mailza Gomes (PP), volto afirmar, deve ter sete vidas, porque perdi as contas das investidas para lhe impedir de disputar um novo mandato de senadora, mas ela continua firme no propósito da sua candidatura.


TEM DIREITO


NÃO ENTRO no mérito se vai ganhar ou perder a eleição, não tenho bola de cristal, mas ela tem o direito de postular ser candidata. A senadora Mailza tirou o PP do zero, e fez do partido o grande vencedor do último pleito.


RETARDAR AO MÁXIMO


O EX-SENADOR Jorge Viana (PT) vai retardar ao máximo o anúncio da sua candidatura, quer ver primeiro o resultado do julgamento dos recursos do governador Gladson Cameli, na Operação Ptolomeu.


TOLERÂNCIA ZERO


A EXECUTIVA do MDB vai fechar questão para os candidatos a deputado em torno das candidaturas da Mara Rocha (MDB) ao governo e da Jéssica Sales (MDB) de senadora. O candidato que apoiar o governador Gladson Cameli, o Jenilson Leite ou o Sérgio Petecão, por exemplo, será acionado por infidelidade partidária e perderá a legenda. O MDB está correto na sua posição.


NADA MAIS NATURAL


NADA MAIS NATURAL que a Márcia Bittar (PL) seja candidata ao Senado, defenda as ideias da direita, que seja bolsonarista, na política tem que se ter lado. A avaliação fica para o eleitor, que dirá se acompanha ou não a candidata.  Que seria do amarelo, se todos só gostassem do vermelho? Deixemos as urnas falarem.


DOBRADINHA DE SENA


ANTAGONISTAS na política, a candidata a deputada federal Meire Serafim (União Brasil), apoiada pelo prefeito Mazinho Serafim deverá ser a mais votada em Sena Madureira. E, para deputado estadual o deputado Gérlen Diniz (PP) deverá ser o mais votado à ALEAC.


PARA TODOS OS GOSTOS


SÃO CANDIDATAS a deputada federal a Dra. Suelen (PSD), Jezuíta Arruda (PSD), Lene Petecão (PSD), Rosana Nascimento (PSD), Perpétua Almeida (PCdoB), Nazaré Araújo (PT), Antonia Lúcia (REPUBLICANOS), Meire Serafim (União Brasil), Charlene Lima (PL), Socorro Neri (PP), Michele Mello (PDT) e Keiliane Cordeiro (REPUBLICANOS), nomes e ideologias para todos os gostos.


O AGRO É TECNO, O AGRO É POP, E VAMOS SABER SE TEM VOTO.


 SERIA bom para o debate de ideias, que o pessoal do agronegócio mantivesse as candidaturas ao governo e para senador. O agro é tecno, o agro é pop, e se saberia se teria votos no estado.


O TRISTE FIM


O PSDB, que já foi um partido de alta expressão nacional, se encontra hoje definhado e virou um puxadinho da fracassada terceira via, que até o momento não decolou.


SEM CONVERSA


LIGUEI para o deputado federal Flaviano Melo (MDB) e perguntei se procediam os boatos de que poderia haver uma aliança com o governador Gladson, e como resposta me mandou uma foto sua em campanha, em Acrelândia, ao lado da Mara Rocha.


FRASE MARCANTE


“Não existe amizade na política, existe o jogo de interesses.” Do anedotário da política mineira.


Participe do grupo e receba as principais notícias na palma da sua mão.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.