Conecte-se agora

Prazo determinado e valor reduzido: Projeto de Alan Rick muda regras do Revalida

O parlamentar é autor da Lei que estabeleceu a regularidade do exame

Publicado

em

O deputado federal Alan Rick (União-AC) protocolou, nesta semana, o Projeto de Lei 1273/2022, que altera a Lei que institui o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida), para estabelecer prazo para a divulgação da nota de corte e alterar a métrica do valor cobrado para a realização da segunda etapa do exame.

Conforme o texto, a nota de corte deve ser publicada, no máximo, até 30 dias antes da realização do exame. “Nesta última prova, realizada agora em março, a nota foi publicada dois dias antes da avaliação e os candidatos ainda foram surpreendidos com a elevação de 90 pontos, exigidos em 2021, para 99,6”, evidencia o deputado.

Outra alteração que o projeto estabelece é para o valor cobrado para a realização da segunda etapa do Revalida, que será limitado ao equivalente a 30% do valor mensal da bolsa vigente do médico-residente que hoje é R$ 4.106,09. “O valor cobrado pela inscrição na segunda fase do Revalida está muito acima do razoável diante das dificuldades que os candidatos estão passando. O valor não pode ser proibitivo!”, protesta o congressista.

A proposta aguarda despacho do Presidente da Câmara dos Deputados para definir por quais comissões irá tramitar.

Em 2019, Alan Rick foi o líder do movimento que aprovou a lei do Revalida estabelecendo a realização semestral do Exame.

Destaque 4

AME lança aplicativo com SOS, famoso botão do pânico para seus sócios, e Sistema de Gestão

Publicado

em

Uma nova era se inicia na AME-AC, com o lançamento do Sistema e App AME-Acre Digital, ferramenta que aproximará o sócio da Entidade e fornecerá vários recursos como:

SOS – pedido de socorro com localizador, e contato rápido com o solicitante. Famoso botão do Pânico. Já imaginou, vc estando em perigo iminente, e puder solicitar auxílio de todos os seus irmãos ao mesmo tempo, enviando um localizador, que pode ser aberto nos wazer, Google Maps, etc e levar o socorro com agilidade até você? Bem você sócio da AME terá agora essa ferramenta. Para aumentar nossa segurança, agilizar o socorro e fazer valer o ditado, mexeu com um, mexeu com todos!

Além disto o app trará as funções:

Agendamento do hotel de trânsito;

Convênios com endereço e localizador;

Entre Irmãos (programa pra que os sócios divulguem seus serviços e empresas);

Prestação de contas da Entidade;

Atendimento Jurídico;

Atendimento com o presidente e secretária da AME.

Queremos Saber: onde faremos consultas, que somente os sócios da Ame poderão responder.

Carteira de sócio digital, com autenticação com QR Code.

Cadastro de dependentes, entre outros.

Instale o teste e viva essa nova experiência o app estará disponível em breve na Play Store e na Apple Store

Login é o CPF (somente sócios da AME-ac terão acesso). Senha padrão 1a6.

Continuar lendo

Destaque 4

Mãe de mais um bebê que morreu de suspeita de Síndrome Respiratória se desespera no PS

Publicado

em

O pequeno Heitor Raphael de Oliveira, 1 anos e 4 meses, veio a óbito na manhã deste domingo, 26, em decorrência, supostamente, do vírus sincicial respiratório – síndrome respiratória grave, nas dependências do Pronto-Socorro de Rio Branco. Caso a suspeita se confirme, chega a 11 o número de óbitos em decorrência do vírus no Acre.

Bastante abalada com o falecimento do filho, a mãe da criança, Bianca Aguiar de Oliveira, 19 anos, conversou com a reportagem do ac24horas e afirmou que Heitor veio a óbito em decorrência da doença e que houve negligência do Estado. “Ele estava com falta de ar e tossia bastante. Eu nunca havia visto ele assim. Na UPA de Sobral, a mulher encaminhou ele ao Hospital da Criança. No caminho, ele teve duas paradas cardíacas e morreu”, ressaltou.

De acordo com mãe, a criança estava doente havia pouco mais de 4 dias, contudo, recebeu atendimento, porém, não melhorou e teve insuficiência respiratória na manhã deste domingo. “Ele estava gripadinho e foi ao médico. Na Upa, deram xarope e dipirona. Ele começou a se sentir mal ontem a noite”, explicou.

Bianca reclamou do diagnóstico dado pelo médico na certidão de óbito. “Eles alegaram causa desconhecida, eu acho que foi causa respiratória, mas não querem assumir”, declarou.

O outro lado

Em contato com a diretora do Pronto-Socorro, Dora Vitorino, a profissional disse que a criança já havia chegado ao hospital em estado gravíssimo, contudo, não soube precisar se a morte ocorreu por síndrome respiratória. Vitorino pediu que a reportagem procurasse o médico pediatra que atendeu a criança identificado por Gibson, no entanto, o profissional não atendeu ao telefonema.

Veja o vídeo:

Continuar lendo

Destaque 4

Bittar diz a emedebistas que não vai mais procurar Gladson e sinaliza candidatura própria

Publicado

em

O senador licenciado Márcio Bittar (União Brasil) resolveu jantar na noite deste sábado, 25, no Jarude Restaurante, localizado no bairro Aviário, em Rio Branco, com a cúpula do MDB formada pelo dirigentes Aldemir Lopes, Vagner Sales, João Correia e o vice-governador Major Rocha.

Bittar levou um vinho para o encontro enquanto os emedebistas pediram um combinado árabe e porções de quibe frito. Apesar das iguarias, o prato principal da prosa foi política com o tempero apimentado das eleições de 2022.

Na roda, Bittar, que havia horas antes exposto, por meio de seus interlocutores, que o governador Gladson Cameli havia convidado a sua ex-esposa Márcia Bittar (PL) para ser vice na chapa do governo, revelou ao ao grupo que o cercava que não iria mais procurar o chefe do Palácio Rio Branco, pois a questão já estaria resolvida. “Se ele cumprir o que prometeu, eu vou com ele. Se não cumprir, eu posso me lançar ao governo”, disse.

Ao cogitar candidatura própria, os dirigentes emedebistas, que tem como-candidata ao governo a deputada federal Mara Rocha, agiram rápido e já soltaram a seguinte frase: “Que legal, quem sabe você e a Mara possa ir para o segundo turno”. Com a reação do MDB, Bittar esperava que conversa com o Glorioso pudesse ganhar outros contornos, mas não passou dali e nem os dirigentes também propuseram nenhum aliança já que a primeira opção dele é ser candidato caso Camelo não cumpra a palavra.

Continuando a conversa, Rocha, que irmão de Mara, disse apenas que se Bittar fosse candidato, que deveria ser pactuado um acordo de não agressão, pois o adversário de ambos é o governador Gladson. Bittar concordou.

Proseando ainda mais, Bittar revelou que tem sobre sua órbita partidos União Brasil, PL, Republicanos e até mesmo o PSDB e colocou na mesa novamente que o deputado federal Alan Rick (União Brasil) só seria candidato ao senado, se ele quisesse, reforçando que a influência do atual chefe do Palácio Rio Branco em Brasília é praticamente zero. “Está queimado com muita gente e o Alan não conseguiu tomar o partido”, disse.

O jantar terminou por volta da meia-noite. Bittar e os emedebistas se despediram e logo em seguida, via WhatsApp, os dirigentes falaram sobre suas impressões sobre o encontro, adotando uma postura de espera para o que vai acontecer nos próximos dias.

Continuar lendo

Destaque 4

Secretaria de Bocalom diz governo é “ineficiente” ao gerenciar crise de superlotação no PS

Publicado

em

A secretária de saúde do município de Rio Branco, Sheila Andrade, emitiu uma nota na tarde deste sábado, 25, rebatendo as declarações da direção do Pronto-Socorro, onde alegava que a gestão municipal não vem realizando o trabalho nos postos de saúde -causando superlotação no maior hospital de urgência e emergência do Estado.

Na visão da Semsa, o governo de Gladson Cameli quer jogar os problemas da saúde pública para debaixo do tapete. “A que a Direção do PS quer atribuir a superlotação do PS a gestão do prefeito Bocalom, é querer jogar para debaixo do tapete a ineficiência da SESACRE na gestão da Saúde de média e alta complexidade que é responsabilidade do estado”, declarou.

LEIA TAMBÉM:

>>>”Dar dó de ver os pacientes no PS”, diz Bocalom ao comentar caso de Ailton Oliveira

>>>Mesmo com nova ala inaugurada, PS volta a ter pacientes espalhados pelos corredores

>>>Direção do PS culpa prefeitura por superlotação em corredores do Pronto-Socorro

A gestão de Bocalom fez um desafio ao governo, visando identificar se os pacientes espalhados pelo corredor do Pronto-Socorro são da atenção primária do município. “Se estão internados e em observação é porque, de acordo com a responsabilidade tripartite da saúde, são pacientes de média e alta complexidade, portanto, de responsabilidade do estado”, comentou.

Andrade lembrou ainda que cabe ao município o programa de saúde da família, que faz parte da saúde preventiva e as consultas médicas ambulatoriais e essa responsabilidade a equipe da SEMSA. “Desde que o prefeito Bocalom assumiu a gestão, vem trabalhando um forte planejamento e a execução de todos os programas da saúde preventiva em Rio Branco”.

Ao responder a direção do PS, a saúde de Rio Branco alfinetou a gestão de Sesacre e da Fundação Hospital do Estado do Acre (Fundacre). “Infelizmente não é o que a população do Acre vê da Sesacre! Falta planejamento e ações coordenadas para melhorar o atendimento da saúde do povo, prova disso são as intermináveis filas de cirurgias da fundação hospitalar que só cresce a cada dia. Seria mais fácil a diretora do PS dizer que a maior unidade de saúde do Acre, passa por dificuldade por falta de planejamento, compromisso da Sesacre e do Governo”, ressaltou.

Continuando os ataques, Sheila disse ainda que o governo fechou mais de 100 leitos de UTIs, Semi-Intensivas e Enfermarias no INTO no mês de abril, momento em que já havia pacientes no corredor do PS. “Os pediatras já alertavam para a ineficiência de leitos no hospital da Criança, com o crescimento da Síndrome Respiratória Aguda Grave – SRAG, isso é falta de compromisso com a saúde da população! Vale lembrar que o governo e a Sesacre, só abriu um punhado de UTIs no INTO, depois da morte de nove crianças e a própria diretora do PS gritar em áudio para a secretária de saúde que tá insuportável e não tem mais o que fazer com a falta de condições para a assistência às crianças, com falta de UTIs e Semi-Intensivas, enquanto o INTO permanecia fechado”.

A administração da saúde municipal colocou a estrutura da Semsa à disposição do governo. “Como forma de colaboração para diminuir o sofrimento do povo acreano, estamos colocando a nossa equipe técnica da SEMSA, à disposição da diretora do PS e da Sesacre, para ajudar a fazer um planejamento sério para tirar a Sesacre e o PS da crise”, afirmou.

A prefeitura esclarece que na próxima semana deverá fazer uma campanha de conscientização a população da capital. “Iniciaremos uma grande campanha tentando informar a população para não deixar se agravar os casos e procurar uma unidade de nossas unidades de saúde básica”.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!