Conecte-se agora

FAPAC lança segundo edital de apoio a mestrandos e doutorandos do Acre

Publicado

em

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Acre (FAPAC) publicou nesta quinta-feira, 19, um segundo edital de apoio financeiro para a execução de projetos de pesquisa de mestrandos e doutorandos. A data limite para a submissão de propostas encerram dia 3 de junho, às 10h59min.

Para participar, o candidato deve estar matriculado em algum programa de pós-graduação em uma instituição de ensino superior do Acre, estar com a pesquisa em execução já aprovada no processo de qualificação, defender a dissertação ou tese em, no máximo, 12 meses após a contratação do projeto, entre outros requisitos.

Será disponibilizado R$ 138 mil destinados a 20 projetos de mestrando de até R$ 4 mil para cada proposta aprovada e 7 projetos de doutorando, de até R$ 6 mil para cada pesquisador aprovado.

As submissões das propostas deverão ser, exclusivamente, efetuadas pelo candidato por meio do preenchimento do formulário eletrônico disponível no SIGFAPAC (www.sig.fapac.ac.gov.br), na área de cada pesquisador.

A iniciativa é uma parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Acompanhe o edital Fapac/CNPq n°002/2022, com a documentação necessária, cronograma e o formulário de inscrição CLICANDO AQUI.

Cotidiano

Acre vai realizar a V Conferência Estadual de Promoção de Igualdade Racial em julho

Publicado

em

O governo do Acre publicou no Diário Oficial desta terça-feira, 28, a convocação da V Conferência Estadual de Promoção de Igualdade Racial. A etapa estadual, com representantes de representantes de todos os municípios do estado, acontece nos dias 14 e 15 de julho.

O evento deste ano tem como tema o “Enfrentamento ao Racismo e outras formas correlatas de discriminação Étnico- -raciais e Intolerância religiosa: Política de Estado e Responsabilidade de todos nós”.

Além dos representantes dos municípios, a Conferência Estadual de Promoção de Igualdade Racial terá a presença de representantes do poder público e das entidades que lutam pela igualdade racial.

Continuar lendo

Cotidiano

Alteração de carga de energia precisa ser informada para diminuir sobrecarga e acidentes

Publicado

em

Ao receber a solicitação de uma nova ligação de energia em uma residência ou comércio, a Energisa avalia a demanda daquela unidade consumidora para ver se é compatível com a rede elétrica atual ou se há necessidade de trocar de transformador, por exemplo.

Agora, imagine essa mesma região daqui a cinco anos. Ela passará por muitas transformações: haverá novas construções, o número de clientes aumentará e, consequentemente, a demanda por energia também vai crescer. Dessa forma, a rede elétrica precisará ser repensada para atender a demanda e evitar problemas como sobrecarga de energia.

A Energisa reforça que é importante sempre atualizar a declaração de carga da sua unidade consumidora quando você elevar o seu consumo ao adquirir novos equipamentos, como geladeira, freezer ou ar-condicionado.

Sempre que houver aumento considerável de carga nas residências, importante chamar um profissional habilitado para fazer o levantamento e com essa informação em mão, entrar em contato com os canais de atendimento.

“E se for necessário, a depender da alteração do nível da alteração, solicitar o serviço de aumento de carga, a partir daí a nossa equipe irá preparar a rede elétrica para atender a sua nova demanda de energia. Essa informação possibilita que a Energisa verifique o dimensionamento do transformador e faça as melhorias necessárias na rede elétrica antes do cliente sofrer com qualquer problema”, o gerente de Operação da Energisa Acre, Anderson Rodrigues.

Quando a declaração de carga é realizada de forma parcial ou incorreta, a concessionária não consegue dimensionar a rede de distribuição necessária para o fornecimento de energia, ou seja, não saberá quando o transformador ou a rede estarão sobrecarregados.

Confira as dicas

– Sempre que for solicitar uma ligação nova, faça a declaração da carga a ser atendida (quantidade de lâmpadas, equipamentos eletrodomésticos, tomadas, etc.), assim a Energisa irá definir a categoria do padrão de entrada;

– É importante informar corretamente quando houver aumento no consumo de energia ao adquirir novos equipamentos, como geladeiras, freezers, aparelhos de ar-condicionado;

– Contrate profissionais habilitados para projetar e construir as instalações elétricas internas.

Com informações da assessoria da Energisa.

Continuar lendo

Cotidiano

OCA realiza ação de vacinação de Covid-19, Influenza e Tríplice Viral nesta terça-feira

Publicado

em

A OCA Rio Branco vai disponibilizar nesta terça-feira, 28, vacinas contra a Covid-19, Influenza e Tríplice Viral (Sarampo, Varíola e Caxumba). Quem tiver interesse na imunização deve comparecer à OCA no horário de 8 da manhã ao meio dia.

A iniciativa faz parte do esforço do governo do estado para aumentar os percentuais de vacinação no estado. Levantamentos da Secretaria Estadual de Saúde demonstram que o índice de vacinação no Acre tem caído ano após ano.

Um exemplo é a Tríplice Viral, que vai ser oferecida na OCA. A diminuição no número de crianças imunizadas em todo o país vem contribuindo para o surgimento de novos surtos de sarampo, uma doença altamente contagiosa, transmitida por gotículas respiratórias, que provoca sintomas como tosse, coriza, olhos inflamados, dor de garganta, febre e irritação na pele, com manchas vermelhas. Em casos mais graves, pode causar pneumonia e inflamação no cérebro.

Continuar lendo

Cotidiano

TJAC é iluminado com cores do arco-íris em homenagem ao Mês do Orgulho LGBTQIAP+

Publicado

em

A sede administrativa do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) está iluminada com as cores do arco-íris em alusão ao Mês do Orgulho LGBTQIAP+, celebrado em junho.

A ação busca integrar a mensagem de respeito e tolerância aos valores essenciais para a convivência humana e reafirmar a importância de garantir direitos e respeitar a diversidade.

Segundo a desembargadora Waldirene Cordeiro, desde 2019 o Supremo Tribunal Federal determinou que a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero passe a ser considerada crime.

“O combate à homofobia, discursos de ódio e violência é o caminho para construir uma sociedade livre de preconceitos e igualitária”, destacou.

A sensibilização também conta com o apoio do Comitê da Diversidade, presidido pela desembargadora Regina Ferrari.

“É preciso realizar ações afirmativas em defesa de direitos e de grupos excluídos, marginalizados e por muitas vezes violentados, como é o caso das pessoas LGBTQIAP+. Amar e o amor tem que ser universalizado”, disse.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!