Conecte-se agora

“Pureza” – estreia nesta quinta, filme que descreve drama do trabalho escravo contemporâneo

Publicado

em

Vencedor de 28 prêmios nacionais e internacionais, o longa-metragem “Pureza”, protagonizado por Dira Paes, estreia em todo o Brasil nesta quinta-feira, 19 de maio. O filme é inspirado na história real de Dona Pureza, uma mãe brasileira que durante três anos desafiou todos os perigos para encontrar seu filho e se tornou um símbolo do combate ao trabalho escravo contemporâneo no mundo.

A trajetória de luta de Dona Pureza foi reconhecida internacionalmente e, assim, em 1997, ela recebeu em Londres o Prêmio Antiescravidão, oferecido pela organização não-governamental britânica Anti-Slavery International, a mais antiga organização abolicionista em atividade.

“Pureza” emociona e chama atenção para uma das causas mais importantes no Brasil e no mundo: a erradicação do trabalho escravo contemporâneo. É um filme de impacto que pretende criar o ambiente propício para a sensibilização e conscientização da sociedade brasileira para essa realidade no país, conclamando a sociedade brasileira a engajar-se pela definitiva erradicação do trabalho escravo contemporâneo e a promoção do trabalho digno no Brasil.

“Pureza tem carga de realidade suficiente para despertar a sociedade brasileira para a tragédia do trabalho escravo contemporâneo e ainda atuar de forma preventiva para essa situação. Quando um trabalhador comum assiste este filme, ele entende a mecânica do trabalho escravo, como acontece o aliciamento, por que seus documentos são confiscados. Estamos fazendo sessões em regiões vulneráveis para aumentar a consciência do país sobre esse gravíssimo problema que afeta a dignidade humana. É necessário abrir os olhos e o coração da sociedade brasileira para o trabalho escravo. Precisamos virar essa página dramática de nossa História”, diz Renato Barbieri, diretor do filme.

O longa-metragem é um filme ficcional com um processo inédito de engajamento social desde sua viabilização, que conta, até agora, com a participação de mais de 85 organizações atuantes na causa. É uma produção de Gaya Filmes e Ligocki Entretenimento, com direção de Renato Barbieri, produção de Marcus Ligocki Jr., distribuição da DownTown e Paris Filmes e o protagonismo da grande atriz Dira Paes como Pureza.

Sobre Dona Pureza

Pureza Lopes Loyola nasceu em Presidente Juscelino, município a 85 km de São Luís, e se mudou para Bacabal, a 240 km da capital, onde o marido tinha parentes. Com o fim do casamento, a sobrevivência passou a depender da olaria e da venda de tijolos na qual trabalhava ombro a ombro com seus cinco filhos. Evangélica, alfabetizou-se aos 40 anos com o objetivo de ler a Bíblia.

Em 1993, depois de meses sem notícias do filho caçula, Antônio Abel, que partira em busca da sorte no garimpo, Pureza decidiu seguir seu rastro. Com a roupa do corpo e munida de uma bolsa, sua Bíblia e uma foto de Abel, Pureza estava decidida a encontrá-lo vivo ou morto. Sabia apenas que ele tinha ido ao Pará.

Em sua busca determinada por Abel, Pureza visita fazendas e descobre um perverso sistema de aliciamento e escravidão de trabalhadores “contratados” para derrubar grandes extensões de mata nativa a fim de converter a área em pastagem para o gado.

De fazenda em fazenda, Pureza conheceu de perto o drama dos peões, tornando-se amiga e confidente de muitos trabalhadores. Conheceu por dentro o sistema pelo qual os empregadores confiscavam documentos de identidade dos empregados e tornavam-nos totalmente dependentes dos encarregados para obter roupa, comida e produtos básicos. Ouviu relatos dramáticos de trabalhadores que poderiam ser mortos se tentassem se rebelar ou fugir.

Com a ajuda da Comissão Pastoral da Terra — a CPT, Pureza entrou em contato com o Ministério do Trabalho e o Ministério Público do Trabalho no Maranhão, no Pará e em Brasília. Chegou a escrever cartas para três presidentes da República: Fernando Collor, Itamar Franco (o único que lhe respondeu) e Fernando Henrique Cardoso. Até hoje, ela guarda uma cópia de cada uma dessas cartas.

A batalha de Pureza para encontrar Abel deu impulso decisivo à criação, em 1995, do Grupo Especial Móvel de Fiscalização, que uniu auditores-fiscais do trabalho, policiais federais e procuradores do trabalho para viabilizar o cumprimento da lei e a observância de direitos trabalhistas em todo o território nacional. Em 1997, Pureza recebeu em Londres o Prêmio Anti-Escravidão da Anti-Slavery International, a mais antiga organização de combate ao trabalho escravo em atividade no mundo.

Hoje, Abel vive em Bacabal com Pureza e a família. Entre 1995 e 2021, o Grupo Móvel libertou mais de 57 mil trabalhadores em condições análogas à escravidão. Em 2018, segundo estimativas da Walk Free Foundation, 369 mil pessoas foram submetidas à escravidão no Brasil. No mesmo ano, segundo a OIT, 40,3 milhões de pessoas foram submetidas à escravidão no mundo. A política de combate ao trabalho escravo no Brasil se tornou referência mundial. Atualmente, o combate ao trabalho escravo enfrenta retrocesso no atual governo federal e no Congresso.

Cotidiano

Em Brasília, Vanda Milani recebe apoio durante Convenção Nacional do PROS

Publicado

em

Durante a convenção que lançou Pablo Marçal como pré-candidato à Presidência da República pelo Pros, Vanda Milani recebeu o apoio dos colegas de partido para a sua pré-candidatura ao senado.

A deputada federal e pré-candidata ao senado, Dra. Vanda Milani, participou da Convenção Nacional do Partido Republicano da Ordem Social (Pros) que lançou Pablo Marçal como pré-candidato à presidência, na manhã deste domingo, 31 de julho, em Brasília. Durante a convenção, Vanda Milani recebeu o apoio dos colegas de partido para a sua pré-candidatura ao senado.

O conselheiro nacional do Pros, Márcio Junqueira, reforçou a importância dos pré-candidatos do partido manterem firmeza na disputa dessas eleições por um país melhor. Entre os nomes presentes, Junqueira destacou Vanda Milani como um nome forte e de exemplo no norte do país.

“A eleição foi feita para ser disputada e o Brasil, mais do que nunca, precisa encontrar um caminho que não seja essa loucura aonde temos medo de falar de política sob o risco da agressão e da morte. Aqui temos gente de bem que deseja o novo, o novo de uma melhoria para o nosso país, para todos os brasileiros. E o importante é que nos temos candidatos que vão para cima como a nossa Vanda Milani lá no Acre, no norte”, disse o conselheiro. 

A presidente do Pros no Acre e pré-candidata ao senado, Vanda Milani, destacou o seu empenho em comparecer na convenção e relembrou os seus sonhos de lutar por um país melhor com o apoio da mulher brasileira para ações políticas e sociais no país.

“Fiz questão de vir do Acre para dizer que o Acre existe e que lá nós temos mulheres com garra, força e vontade para fazer e de ajudar esse partido crescer, o nosso Brasil crescer. Eu era menina, ainda com 6 anos de idade, e meu sonho era ser delegada de polícia e eu alcancei o meu sonho. Hoje eu carrego o sonho de ser senadora da república e quero dizer que nós mulheres temos garra e força para chegar lá. Tenho orgulho de dizer que tenho 68 anos de idade e continuo perseguindo o sonho de um país melhor. Vamos à luta, mulherada, que nós havemos de vencer”, afirmou a pré-candidata ao senado, Vanda Milani.

O presidente nacional do Pros, Marcus Holanda, discursou sobre a prioridade do Partido Republicano da Ordem Social em trabalhar por um Brasil soberano, livre e democrático. “Apresentamos os nossos melhores quadros que estarão dispostos a trabalhar pelo nosso Brasil. Trabalhar por nossa soberania, liberdade e nossa democracia. Por um Brasil, não do futuro, mas pelo Brasil do agora”, ressaltou Holanda.

Ainda na convenção, a presidente nacional do PROS-Mulher, Sandra Caparrosa também apontou a importância da presença da mulher na política. “Estar diante de todos vocês, aqui na convenção nacional, tem um significado especial para mim. Tem o significado da palavra que inspira que é prosperar, porque prosperar quer dizer tornar-se grande, e como um país pode desenvolver sem a força e a sabedoria da mulher? O lugar de mulher é na política e precisamos de vocês para vencer”, finalizou.

Continuar lendo

Cotidiano

Gefron e Denarc apreendem droga em caminhão frigorífico na BR-317 

Publicado

em

Em cumprimento à Operação Hórus, do Programa Guardiões das Fronteiras, equipes do Grupo Especial de Fronteira (Gefron-AC) e da Delegacia de Combate ao Narcotráfico (Denarc), da Polícia Civil, durante ação integrada, na BR 317, proximidades do trevo de Senador Guiomard, apreenderam, nas primeiras horas deste sábado, 31, onze barras de substância entorpecente (aparentando ser skunk), que estavam sendo transportadas na câmara fria de uma carreta.

Segundo informações da polícia, no momento da abordagem, o motorista se mostrava “bastante nervoso e contando histórias desconexas”.

Diante do cenário, foi solicitado ao condutor que fosse aberto  o lacre do baú do veículo, conduta realizada na sede da empresa para a qual o condutor prestava o serviço de transporte. Lá, ainda de acordo com a guarnição, após o rompimento do lacre, constatou-se o ilícito.

Em ato contínuo, o motorista e a substância entorpecente foram levados para a Delegacia de Flagrantes, para os procedimentos necessários.

“A integração das forças de segurança mais uma vez dando resultado no combate à criminalidade”, asseverou um dos componentes da guarnição, após conclusão da ação.

Continuar lendo

Cotidiano

Expoacre recebe a 4ª etapa do Campeonato Acreano de Motocross

Publicado

em

Velocidade, altas manobras e muita emoção foi o que o público presente na pista de motocross, no Parque de Exposição, pôde ver na primeira noite de competição da 4ª etapa do Campeonato Acreano de Motocross, na Expoacre 2022.

Esta etapa, que teve início no sábado, 30, e se encerra neste domingo, 31, conta com a participação de mais de 70 pilotos dos estados do Acre, Rondônia e Mato Grosso. As equipes estão divididas em sete categorias, que são Kid, Juvenil, 200cc, Feminina, Iniciante, Importada e 230cc pro.

O Estado, além de incentivar a competição, garantiu a segurança dos pilotos e do público presente por meio da presença do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

O presidente da Associação dos Motocross do Acre, José Claudio Bezerra da Silva, conhecido com “Bolacha”, falou da importância da participação do motocross na Expoacre após seis anos ausente da feira.

“Estamos aqui, abrindo a 4ª etapa do Campeonato Acreano de Motocross, após seis anos que não realizamos dentro da feira, e hoje estamos retornando, isso é um motivo de alegria para todos nós”, destacou.

Continuar lendo

Cotidiano

Rio Branco decide vaga contra o Pacajus neste domingo no Florestão

Publicado

em

O Rio Branco tem na tarde deste domingo, 31, um confronto decisivo no Campeonato Brasileiro da Série D. A partir das 5 da tarde, no estádio Florestão, o representante acreano enfrenta o Pacajus (CE) por uma vaga na próxima fase da competição.

Na semana passada, o Estrelão conseguiu um empate no Nordeste em 1 a 1. Uma vitória simples coloca o Rio Branco na próxima fase. Em caso de empate por qualquer placar a decisão será na disputa de pênaltis.

Quem passar de fase pega o vencedor do confronto entre ASA (AL) e Afogados (PE) e estará a quatro jogos do acesso à Série  C.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!