Menu

No Acre, mãe e filho vivem drama de enfrentar o câncer e não ter apoio para tratamento

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O videomaker Kennedy Santos, do ac24horas, conta a história nesta semana dos servidores públicos Francilene Domingos e Kennedy Domingos – mãe e filho, que lutam para tratar um câncer descoberto recentemente.


Dona Francilene disse que dedicou toda sua vida aos pacientes da rede pública que acabou esquecendo da sua própria saúde – momento na qual foi diagnosticada com o câncer. Porém, a matriarca relatou que a pior fase foi descobrir que o filho também adquiriu um problema cancerígeno. “Cuidava tanto das pessoas que esqueci de mim”. Disse.


A servidora ressaltou que pouco tempo depois ela olhou para o filho, Kennedy Domingos e descobriu que ele também tinha a doença, após realização de exames, foi confirmado que Kennedy tinha o mesmo problema da mãe. “Fiquei triste e foi quando eu adoeci. No começo a gente não acredita, mas depois a ficha vai caindo, é difícil se manter firme”.

Publicidade

O militar destacou que o mais difícil, além da doença, é ter que lidar com o descaso na saúde pública. Segundo ele, a demora na marcação da quimioterapia atrapalha o tratamento. “Estou há 2 meses com o tratamento suspenso. Tem me prejudicado porque eu comecei a sentir bastante dores na cabeça e escarrando sangue. Acredito que a doença esteja aumentando”, declarou.


Com isso, o jovem acredita que os primeiros resultados no tratamento não foram satisfatórios e por isso buscou novas alternativas – um imunoterápico, porém, se deparou com o alto preço no mercado. “Através da internet comecei a pesquisar e ouvi falar desse imunoterápico. O médico disse que a medicação poderia surtir efeito. Ele me indicou uma clínica particular para indicar o remédio”, desabafa.


Entretanto, sensível à causa, diversos amigos de Kennedy resolveram criar uma vaquinha virtual com intuito de arrecadar cerca de R$ 200 mil reais. “Custa R$ 19 mil comprando do fornecedor na Europa”, explicou.


Bastante emocionada, a servidora mãe do jovem PM, relatou que não se preocupa tanto na sua saúde, mas sim, na recuperação do filho. “Ele vai conseguir esse dinheiro e vai ficar bom. Quando temos filho nos preocupamos mais com ele”, encerrou.


Assista o vídeo: 

video
play-rounded-fill

RESPOSTA DO GOVERNO APÓS DIVULGAÇÃO DE VÍDEO:


Em resposta ao conteúdo da matéria exibida no ac24horas, onde relata o descaso do serviço público com os pacientes oncológicos. O medicamento Pembrolizumabe 200mg é aprovado pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec), e incorporado pelo SUS no final de 2020 e incluído no padrão de medicamentos oncológicos da Unidade de Alta complexidade em Oncologia – Unacon em 2021.


A Sesacre não está medindo esforços para fazer a aquisição. Para isso, licitado nos pregões 154/2021 e 230/2021 e não teve sucesso. O item deu fracassado, diante disto, foi feito três processos de compra emergencial. Nos dois primeiros não houve cotação, no final de março de 2022 a Sesacre conseguiu adquirir e ordem de entrega foi emitida. Hoje estamos aguardando o fornecedor fazer a entrega do medicamento.


Kelcinéia Araújo de Souza
Gerente Geral da Unacon


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido