Conecte-se agora

Servidores da Saúde são notificados e devem realizar atualização cadastral em até cinco dias

Publicado

em

O Governo do Estado publicou nesta sexta-feira, 13, no Diário Oficial, uma lista com o nome de 230 servidores públicos da Saúde, que precisam atualizar o cadastro junto à Secretaria de Estado da Saúde (Sesacre).

Os trabalhadores constantes na relação, devem comparecer ao Departamento de Gestão de Pessoas, no prazo de até 05 dias contados a partir da publicação do informativo, sob pena de bloqueio dos vencimentos.

A lista pode ser consultada a partir da página 29 do DOE.

Acre

Acreana é encontrada morta com corpo queimado, em Brasília

Publicado

em

A acreana Marina Paz Katriny, de 30 anos, foi encontrada morta, nesta quarta-feira, 18, com o corpo parcialmente carbonizado, em uma estrada de terra, na BR-070, em Brasília, no Distrito Federal.

A vitima era vendedora em uma loja e morava na cidade desde 2016 com uma tia. Segundo a Polícia Civil da região (PCDF), os familiares a identificaram após reconhecerem tatuagens em fotos divulgadas.

A jovem foi localizada por um homem que passeava com o cachorro. Ele acionou o Corpo de Bombeiros do DF, que foi até o local. Marina estava vestida e não apresentava ferimentos aparentes, mas tinha parte do rosto e do tórax queimados.

O caso é investigado pela 17ª Delegacia de Polícia de Taguatinga, e foi registrado como feminicídio. Ainda não há suspeitos nem informações sobre a motivação do crime.

De acordo com o Correio Brasiliense, pessoas próximas à mulher afirmaram em depoimento, que seu namorado “era muito ciumento” e os dois já haviam terminado e reatado o relacionamento diversas vezes. Outros disseram que ela já havia se relacionado com um homem que lhe agredia fisicamente.

Nas redes sociais, amigos de Katriny lamentaram a morte e dizem não acreditar no ocorrido. “Que tristeza, que impotência, que desespero. Pergunto por que, mas ninguém sabe responder”, expressou Naya Oliveira em uma publicação.

Continuar lendo

Acre

Símbolo nazista e ameaça de massacre mobiliza polícia

Publicado

em

A escola estadual José Ribamar Batista (conhecida como Ejorb), localizada no Aeroporto Velho,  vive uma sexta-feira, 20, tensa. É que há uma semana, foi descoberto em uma carteira de uma turma, o desenho de um símbolo nazista e a seguinte expressão: “Dia 20 será o massacre de EJORB”.

A suposta ameaça vazou entre os alunos e passou a preocupar os pais. A gestora da escola, Francicleia Barroso, acionou a polícia. “A gente chamou a polícia. Este ano decidimos que o que é competência da escola vai ser tratado pela escola, o que não for vai ser tratado pela polícia, que já tem uma boa parceria com a gente. Nos resguardamos, já que as famílias quando souberam, ficaram preocupadas e a polícia vai ficar aqui o dia todo”, afirma.  

A diretora, mesmo achando se tratar de uma brincadeira de mau gosto, deixa claro que é preciso tomar providências. “Infelizmente, estamos vivendo um tempo onde as crianças estão adoecidas emocionalmente. As famílias precisam ensinar que isso não é brincadeira, isso é mexer com as emoções”, explica.

Francicleia deixa ainda um recado importante para os pais e mães. “Tudo é em função da família, que precisa cumprir seu papel e ser família. Não pode colocar essa obrigação na escola. As pessoas precisam olhar mais para seus filhos. Aqui não temos alunos perversos, temos pessoas carentes e isso aqui é  uma manifestação de chamar atenção. Toda a gestão não entendeu como alarme ou desespero, mas entendemos como gestão que acionar a polícia seria a forma correta para não gerar nenhum tipo de pânico”, explica. 

Continuar lendo

Acre

Polícia age rápido e resgata vítima de roubo e sequestro na Capital

Publicado

em

Uma ação rápida dos Policiais da Rotam do Batalhão de Operações Especiais (Bope) resultou na prisão de quatro criminosos da facção Comando Vermelho na tarde desta quinta-feira, 19, pelo crime de roubo e sequestro. A prisão aconteceu no bairro Vila Nova, próximo a um mercado na parte alta de Rio Branco.

Segundo informações de uma das vítimas, os quatro bandidos chegaram em uma empresa que vende salgados, localizada na rua Corumbá, no bairro Nova Estação, se passando por clientes. Em posse de armas de fogo, anunciaram o assalto, renderam o proprietário, os funcionários e durante todo o tempo os ameaçaram de morte, chegando a efetuar um tiro durante a ação.

Em seguida, os bandidos roubaram celulares, duas televisões, duas caixas de som, um ventilador, cartões de crédito, relógios e uma quantia de R$ 360. Os faccionados ainda sequestraram o proprietário e o colocaram dentro do seu veículo modelo Corolla, de cor prata, e seguiram com destino à parte alta de Rio Branco.

Um morador, ao perceber toda a ação dos bandidos, ligou para o Copom e informou toda a ação. Várias viaturas da Polícia Militar foram acionadas e a guarnição da Rotam abordou os criminosos nas proximidades de um mercado no bairro Vila Nova, onde os bandidos foram presos e a vítima resgatada. Os policiais apreenderam uma arma de fogo calibre 32, um simulacro e uma arma artesanal.

Após a prisão, os assaltantes foram encaminhados, juntamente com o veículo roubado e os objetos subtraídos da empresa, à Delegacia de Flagrantes (Defla) para os devidos procedimentos.

Continuar lendo

Acre

Bancada federal do Acre fica dividida sobre lei do ensino domiciliar

Publicado

em

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira, 19, o Projeto de Lei (PL) 3.179 de 2012, que regulamenta a prática da educação domiciliar no Brasil, também conhecida como homeschooling.

A ação não é permitida no país por uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) até os dias de hoje, mas pode mudar com a decisão. Antes, precisa ser analisado pelo Senado e se sofrer alterações, volta para a câmara. Caso contrário, pode ser vetada ou sancionada pelo presidente da República.

O texto prevê que a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) seja alterada para admitir o ensino domiciliar na educação básica, isto é: pré-escola, ensino fundamental e médio.

No Acre, os parlamentares Alan Rick (União), Vanda Milani (PROS) e Mara Rocha (MDB) deram votos favorecendo a execução da PL.

Já Jesus Sérgio (PDT), Léo de Brito (PT), Flaviano Melo (MDB) e Perpétua Almeida (PC do B), foram contra a iniciativa. Jéssica Sales não participou.

Entidades estaduais, como a Adufac, dizem ser frontalmente contrária ao modelo de ensino e declaram que os deputados acreanos que disseram sim a PL, “mais uma vez traíram a educação pública”.

Em nota, os representantes afirma que o homeschooling é uma pauta anacrônica e sem fundamentos técnicos, e o STF já definiu que o educação domiciliar é inconstitucional.

“O empenho dos bolsonaristas na Câmara, que aprovou regime de urgência para a matéria e evitou que ela tivesse que passar por uma comissão especial, acende sinal de alerta sobre a disposição dos apoiadores do governo Bolsonaro, para aprovar o projeto definitivamente”, esclarece.

Entenda como funciona o Projeto

Segundo o relatório, fica autorizada a educação domiciliar durante a educação básica, desde que os pais ou responsáveis sigam algumas regras, como a comprovação de escolaridade de nível superior ou tecnológico e a apresentação de certidões criminais da Justiça Federal e Estadual ou Distrital.

De acordo com o texto, o estudante também deve ser matriculado anualmente em alguma instituição de ensino credenciada, e o método deve cumprir conteúdos curriculares referentes ao ano escolar da criança, segundo a Base Nacional Comum Curricular.

Foi adotado ainda uma emenda que inclui no texto uma alteração no Código Penal, para que pais ou responsáveis optantes pela educação domiciliar, não incorrem em crime de abandono intelectual de seus filhos ou dependentes.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!