Conecte-se agora

Alan Rick é contra especulação de empresas de mineração de fora

Publicado

em

A Região do Juruá, em Cruzeiro do Sul, é famosa pelas jazidas de areia e argila. Há anos, a abundância destes insumos, fundamentais para a construção civil, tem atraído empresas de fora do Estado, que atestam interesse na exploração de minérios, quando, na verdade, estão de olho nesses outros sedimentos. Desde 2017, uma cooperativa mato-grossense tenta adquirir o direito de exploração na região, inviabilizando a extração por empresas locais.

Nesta terça-feira, 10, o Deputado Federal Alan Rick (União-AC) se reuniu com o Diretor da Agência Nacional de Mineração (ANM), Guilherme Santana, em Brasília, para buscar uma solução para o setor de areias e argilas acreanos. “Infelizmente, o que essa cooperativa do Mato Grosso quer é especular nosso setor produtivo. Eles dizem que querem extrair diamantes, mas a própria Universidade Federal do Acre já atestou que não existem pedras preciosas no Estado. O que eles querem é ter o direito sobre as jazidas para cobrar das empresas e cooperativas locais”, explica.

Em 2017, a Cooperativa de Mineração dos Garimpeiros de Ponte e Lacerda, do Mato Grosso, sob o argumento de explorar minérios como diamantes e outras pedras preciosas, requereu licença de exploração no Juruá. Graças à atuação dos deputados e senadores da Bancada Federal e da Federação das Indústrias do Estado do Acre (FIEAC), o pedido foi indeferido. Mas, em 2018, seus representantes tornaram a requerer o direito de exploração, desta vez para uma área ainda maior, e, desde então, toda aquela região está indisponível.

Conforme o empresário do setor mineral de Cruzeiro do Sul, Josias Silva, o que a mineradora do Mato Grosso está fazendo é uma maneira de burlar a legislação. “Se eles fossem requerer uma área para explorar areia, seria de até 50 mil hectares, mas, para exploração de diamantes, são até 10 mil hectares por processo e eles fizeram cerca de 20, inviabilizando todas as áreas que tem areia”, protestou.

O Presidente da FIEAC explicou ainda que se tratam de áreas de interesse comercial e social da cidade. “É muito difícil para nossos pequenos empresários competirem. Inclusive esses garimpeiros do Mato Grosso ficam ameaçando cobrar royalties da exploração dessas jazidas”, lamentou.

O Diretor da ANM informou que a documentação da Cooperativa de Ponte e Lacerda está sob análise e que, se os requerimentos de exploração forem indeferidos, as áreas poderão ir à leilão e ainda serem cedidas provisoriamente para exploração a uma cooperativa local. “Não podemos permitir que nossa legislação, que é arcaica, seja utilizada para especulação , impedindo a produção. Nós vamos buscar uma saída para resolver esse problema do Acre”, garantiu.

Acre

Acre será cenário da nova série da Disney+ com Xuxa no elenco

Publicado

em

Em julho deste ano começam as gravações da nova série da Disney+, chamada Tarã. O projeto marca o retorno de Xuxa Meneguel como atriz, após dez anos, e terá o Acre como cenário.

A história faz um alerta sobre a destruição da natureza, com uma mensagem de conscientização da preservação ambiental. Além do estado acreano, os episódios também acontecerão no Rio de Janeiro e em São Paulo. A produtora de conteúdos Formata será a responsável pela ficção.

As informações são da colunista Patrícia Kogut, do Jornal O Globo. A plataforma de streaming não deu mais detalhes sobre a obra, mas a expectativa é que a exibição aconteça em 2023.

Continuar lendo

Acre

Jovem desaparece em Rio Branco e pai faz apelo por notícias

Publicado

em

O jovem André Ricardo Lima de Sá, 24 anos, está desaparecido. O pai, o fotógrafo Odair Leal, com passagens por diversos sites e jornais, foi quem relatou o desaparecimento do filho nas redes sociais.

De acordo com Odair, o filho saiu às 8 da manhã da casa onde mora, no bairro Laélia Alcântara, para o centro da cidade, e não deu mais notícias.

Quem tiver alguma notícia do jovem, deve entrar em contato com o Odair Leal pelo número 68 97400-6363.

Continuar lendo

Acre

Viagem de diretora da Funtac causa revolta entre servidores

Publicado

em

Já faz algum tempo que a Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac) deixou de ser o centro de pesquisas e busca pelo desenvolvimento da tecnologia que já foi um dia. Culpa do pouco investimento dos governos no setor. Além da crise financeira, a atual direção convive com a insatisfação de alguns servidores da casa. Um dos motivos é uma viagem feita nos últimos dias ao Rio de Janeiro.

A atual diretora- presidente da Funtac é Missara Oliveira, esposa do ex-presidente da fundação, Antônio Aurisergio, conhecido como Tom Sérgio, que deixou a presidência porque vai ser candidato à Assembleia Legislativa nas próximas eleições, mas conseguiu emplacar a esposa no cargo. Tom é irmão do deputado federal Jesus Sérgio (PDT) e como é gestor de políticas públicas do governo, ficou lotado na própria Funtac. Ocorre que no último dia 20 de maio, a diretora-presidente foi convidada a participar do encontro Finep + Confap, ocorrido no Rio de Janeiro. Missara resolveu levar o esposo para acompanhá-la na viagem.

“O que nos revolta é que faz muito tempo que a Funtac não tem a atenção devida. Quando surge uma oportunidade dessas, servidores da casa deveriam ser contemplados. O ex-presidente vai ser candidato, se ganhar, assume o mandato e se perder não tem nenhuma garantia que vai continuar trabalhando na Funtac, afinal não sabemos quem vai ser o próximo governador. Enquanto esse ou qualquer outro governo que o conhecimento precisa ser da instituição e não de poucos, não vamos conseguir avançar e tornar a Funtac forte de novo como já foi um dia”, afirma um servidor, que prefere não ser identificado.

Além da escolha pelo marido, a reclamação é também pelo custo das passagens. Compradas em cima da hora, a ida e volta de Tom Sérgio ao Rio de Janeiro custou mais de R$ 6 mil, sem mencionar outros R$ 1,5 mil reais em diárias. “Aqui não se tem dinheiro para nada. Esse custo de R$ 6 mil reais para uma única pessoa é falta de planejamento. Enquanto isso, o pessoal que é terceirizado e ganha um salário mínimo está com o salário atrasado”, diz o servidor.

A reportagem conversou com Missara Oliveira. A diretora-presidente explicou porque levou o marido ao evento. “O Antônio Aurisergio é gestor de Políticas Públicas, sendo assim funcionário permanente do estado pode ocupar cargo em qualquer secretaria/ Órgão do Estado. Como estou a pouco tempo a frente da Fundação, preciso da experiência dele e do contato que tinha com os órgãos financiadores., A reunião foi com o Ministro de Ciência Tecnologia e Inovação, Paulo Alvim, na FINEP e nós conseguimos numa nova forma de pagamento nas nossas contrapartidas em projetos pela Fundação de Amparo a Pesquisa, FAPAC. As demais denúncias não procedem”, afirma Missara.

Apesar de ter negado que exista atraso no pagamento de terceirizados, a reportagem conversou com duas pessoas que prestam serviço de forma terceirizada que confirmaram que o salário do mês está atrasado. Os vencimentos deveriam ter sido pagos até o último dia 10, mas até o momento ainda não caiu nas contas dos trabalhadores.

Continuar lendo

Acre

Qualidade do ar no Acre vem sendo agravada pelo fumaceiro

Publicado

em

Nesta quarta-feira (25) a cidade de Brasiléia amanheceu com a maior concentração de material poluente no ar do Estado, mas em Rio Branco a situação não é diferente. À medida em que o verão se intensifica, as queimadas urbanas e rurais aumentam a poluição do ar neste fim de mês de maio.

De acordo com os dados da Secretaria de Meio Ambiente e Povos Indígenas (Semapi) o risco de fogo na região do Alto e Baixo Acre é “crítico” para estes dias.

Além da Semapi, a qualidade do ar é medida pela rede de sensores do Ministério Público do Acre. Em junho 2019 se tornou operacional a maior rede de monitoramento da qualidade do ar da Amazônia, que se conecta a uma rede internacional, com disponibilização de dados em tempo real e de forma gratuita. Foram instalados 30 sensores, distribuídos nas sedes dos 22 municípios do Estado do Acre.

Esta ação foi realizada pelo Ministério Público do Estado do Acre em parceria com várias instituições.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!