Conecte-se agora

PF prende um envolvido em roubo a carteiros e Correios diz que clientes serão indenizados

Publicado

em

Delegados da Polícia Federal e o Superintendente dos Correios no Acre explicaram durante entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira, 5, detalhes da Operação “Rapina” para combater roubos à mão armada cometidos contra carteiros de Rio Branco.

Ao todo foram cumpridos seis mandados judiciais, sendo um mandado de prisão preventiva e cinco mandados de busca e apreensão, todos na cidade de Rio Branco/AC.

Durante as investigações, que iniciaram em abril de 2022, a Polícia Federal recebeu notícias de fato advindas dos correios, que narravam a prática de diversos crimes de roubo contra os seus colaboradores.

“Os assaltantes, mediante grave ameaça e violência, abordavam os carteiros e os obrigavam a seguir o grupo criminoso para outro local, onde os demais integrantes da organização se juntavam, com a finalidade de subtrair todas as encomendas do interior do carro dos correios”, disse Felipe Fachineli, delegado responsável pela Delegacia de Defesa Social e Institucional da PF.

O delegado confirmou que apenas uma pessoa foi presa, mas que novos desdobramentos devem acontecer. “Ainda não temos o número exato de pessoas envolvidas, mas é o que esperamos descobrir com as investigações dos materiais apreendidos”, disse Felipe.

Em relação às perdas dos clientes que tiveram suas mercadorias roubadas, o Superintendente dos Correios no Acre, Juliano Arnes, disse que as pessoas podem ficar tranquilas. “Nós já trabalhamos com os procedimentos de indenização, isso já é de praxe nos nossos procedimentos e informamos aos clientes o trâmite que deve ser dado”, disse.

Assista ao vídeo:

Acre 01

Jovem morre no PS de Rio Branco após ser baleado em beco próximo ao Ginásio Coberto

Publicado

em

Rafael da Silva Nunes, de 23 anos, foi ferido a tiros em via pública na madrugada desta quinta-feira, 8, no beco do Ginásio Coberto, situado no bairro Aeroporto Velho, na região da Baixada da Sobral, e morreu no Pronto-Socorro de Rio Branco.

De acordo com informações da polícia, Rafael e um amigo ainda não identificado estavam em uma bicicleta, quando foi ferido a tiros no beco. Moradores ao escutarem seis disparos da arma de fogo foram averiguar o que havia acontecido e encontraram Rafael caído no solo e sangrando. Após a ação o autor do crime fugiu do local.

A ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada, os paramédicos prestaram os primeiros atendimentos e pediram apoio da ambulância de suporte avançado que encaminhou o paciente ao Pronto-Socorro de Rio Branco em estado de saúde gravíssimo.

Ao dar entrada ao hospital Rafael não resistiu aos ferimentos e morreu no centro cirúrgico.

Policiais Militares estiveram no local e em seguida fizeram patrulhamento na região em busca de prender o acusado de ferir a vítima, mas ele não foi encontrado.

O corpo de Rafael foi levado do Pronto-Socorro ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos.

A polícia acredita que o crime pode estar relacionado a guerra entre organizações criminosas.

O caso segue sob investigação dos agentes de Polícia Civil da Equipe de Pronto Emprego (EPE), da Delegacia Especializada de Investigação Criminal (DEIC).

Continuar lendo

Acre 01

Secretaria da Fazenda do Acre informa que IPVA terá aumento médio de 10,95% em 2023

Publicado

em

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) deve ficar em média, 10,95% mais caro no Acre em 2023, de acordo a Secretaria de Estado da Fazenda do Acre (Sefaz).

No estado, a alíquota varia de 1% a 2%. Para a realização do cálculo é levado em consideração o valor venal dos veículos usados na tabela Fipe ou o da nota fiscal de compra, no caso dos veículos dos 0km.

Atualmente, a frota de veículos passíveis de tributação no estado é de cerca de 295,3 mil. A variação do IPVA no ano que vem muda de acordo com o tipo de veículo. A Sefaz considerou a variação de preços de mercado entre setembro e outubro de 2021 e o mesmo período de 2022 e a composição da frota de veículos tributáveis do Acre.

Para automóveis com frota de mais de 90 mil veículos no estado, a variação do IPVA entre 2022 e 2023 é de 8,23%. Já para camionetas e utilitários (32,8 mil veículos), a alta é de 9,94% e os caminhões, que têm frota de 6,9 mil veículos, vão pagar 10,47% a mais de imposto em 2023.

Os ônibus e microônibus, que são em torno de 1,5 mil, tiveram alta de 6,58% no IPVA e as motos e similares, que são a maior frota local, com total de 163,9 mil, a alta foi de 12,71%. No caso de motor a variação vai ser de 6,67%.

Para saber quanto será o gasto com o IPVA é necessário consultar o valor do seu carro na tabela Fipe e multiplicar pela alíquota do estado. No caso de carro zero quilômetro, é considerado o valor da nota fiscal.

Como pagar o IPVA 2023

O valor pode ser quitado em cota única ou em três parcelas mensais. Caso seja escolhido o pagamento em uma vez, o proprietário terá desconto de 10%. A ordem de taxa do tributo segue de acordo com o número final da placa do automóvel.

Para o pagamento do imposto, o proprietário deverá emitir o Documento de Arrecadação Estadual (DAE) por meio do site do Detran do Acre, ou retirá-lo no Posto Fiscal do IPVA, localizado nas dependências do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), ou nas agências da Sefaz de cada município.

Além das opções, o IPVA poderá ser pago via PIX. A compensação dos boletos ocorre a cada 20 minutos pelo próprio sistema financeiro do órgão.

Continuar lendo

Acre 01

Acre vai dispor de um potente Instrumento de Planejamento para o seu desenvolvimento

Publicado

em

O Planejamento estatal não elimina a oportunidade de realizar investimentos nem a concorrência das empresas privadas no mercado. Ele é um guia de ação governamental fundamental para a superação dos déficits econômicos, sociais, institucionais, tecnológicos e estruturais que limitam a promoção do desenvolvimento regional amazônico quando se considera critérios de sustentabilidade. Serve também para direcionar os investimentos para certos setores e/ou atividades importantes para a geração de renda, riqueza, ocupações e informações, ou estabelecer novas prioridades de ação política em função de uma nova concepção de desenvolvimento, posta ao alcance de todos os povos e capaz de preservar o equilíbrio ecológico.

Na próxima segunda-feira, dia 12/12, às 10 horas, na Assembleia Legislativa do Acre, em audiência pública, será apresentada à sociedade acreana o Diagnóstico Socioeconômico Acre 60 anos: Passado, Presente e Futuro. O documento foi financiado numa parceria entre a Assembleia Legislativa do Acre, através do seu Presidente Nicolau Júnior; o Governo do Acre, através do Governador Gladson Cameli e pelo Tribunal de Contas do Acre, através do seu Presidente Ronald Polanco Ribeiro

O Diagnóstico foi elaborado pelo Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional -Cedeplar, um órgão complementar da Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG, um dos centros mais avançados em estudos sobre Economia Regional do País. O Cedeplar já esteve no Acre, no final dos anos 70. Foi ele que melhor estudou e analisou as migrações internas do Acre, em famoso estudo, então financiado pela SUDAM e que foi o documento que referenciou todos as análises que se fez do Acre, até um período recente.

O documento identifica atividades com potencial de desenvolvimento e diversificação econômica no Estado, buscando fornecer elementos que fundamentam as decisões relativas ao financiamento de políticas públicas e alocação de recursos, tendo como aspecto central dessa discussão a rica socio biodiversidade ainda predominante no território acreano e a necessidade de se pensar em atividades produtivas capazes de gerar emprego e renda, melhorar a distribuição de renda e ao mesmo tempo garantir a preservação o patrimônio natural e informações. O documento foi construído seguindo o seguinte roteiro:

1 – Balanço, História e Perspectivas do Acre e da Região Amazônica

2 – Aspectos Geográficos e Geopolíticos: A Integração do Acre à América do Sul e ao Brasil

3 – Perspectivas de Financiamento do Acre a partir das alternativas do Financiamento Verde

4 – Aspectos Sócio Demográficos do Acre

5 – Estrutura Produtiva, tecnológica e dinâmica urbano/regional do Acre

As Potencialidades, bloqueios locais/regionais, diretrizes e recomendações: prosta de uma Agenda de Desenvolvimento par o Acre

Destaco duas questões importantes constantes no diagnóstico. A primeira é inerente as mudanças climáticas, questão que não pode ficar fora de nenhuma proposta que trace o desenvolvimento do Acre. Citando o Sexto Relatório de Avaliação sobre mudanças climáticas do International Painel in Climate Change divulgado em março de 2022, que deixou muito claro que o momento é crítico e a ação humana um determinante neste processo de aprofundamento da mudanças climáticas e o consequente aquecimento global. Em linhas gerais, o relatório chega as seguintes conclusões:

1 – É inequívoco que a influência humana aqueceu a atmosfera, o oceano e a terra, implicando uma rápida mudança na atmosfera, oceano, criosfera e biosfera;

2 – A escala das mudanças recentes em todo o sistema climático é sem precedentes ao longo de muitos séculos a muitos milhares de anos;

3 – A mudança climática induzida pelo homem já pode ser considerada como responsável muitos eventos climáticos extremos em todas as regiões do mundo. Evidências de eventos extremos, como ondas de calor, fortes precipitações, secas e ciclones tropicais, e, em particular, sua atribuição à influência humana, se fortaleceram desde o relatório anterior publicado em 2021.

A segunda é a necessidade de o setor público utilizar de políticas para potencializar o sistema de tecnologia e inovação gerando um processo de catalisação e capacitações internas em pesquisa e as interações entre os agentes do sistema estadual de inovação, com o propósito agilizar o amadurecimento institucional requerido para o desenvolvimento científico e tecnológico. A consolidação do sistema estadual de inovação passa pelo fortalecimento das suas instituições líderes, a UFAC, Embrapa, IFAC e SENAI, potencializando a sua capacidade de formar cientistas de desenvolver pesquisas e qualificar mão-de-obra com vistas a levar a produtividade dos setores produtivos. A busca por recursos federais e de organismos multilateral ou outras fontes como o Fundo Amazônia coordenado pelo BNDES que assegurem a expansão e a continuidade de suas atividades de ensino, pesquisa e de formação de quadros técnicos e massa critica fundamentais para o cumprimento de tais objetivos. Propõe-se, adicionalmente, a criação de novas instituições de pesquisa e ensino estaduais e o incentivo às instituições privadas. 

O diagnóstico destaca alguns eixos básicos com potencial para contribuir com o processo de desenvolvimento do Acre, a saber:

1 – Fortalecimento da rede urbana do Acre como plataforma tanto para as novas atividades que se pretende incentivar, como para a melhoria dos serviços públicos (saúde, educação, transporte público, habitação), quanto de oferta de serviços de apoio às atividades produtivas e de valorização de uma cidadania plena.

2 – A Elaboração de um plano estratégico para o desenvolvimento sustentável do Acre envolvendo o conjunto de suas atividades industriais, agroindustriais, extrativistas, a pecuária, a piscicultura, o comércio, os serviços, a rede urbana, a rede de logística e de infraestrutura.

3 – A incorporação de ciência e tecnologia de excelência, que possibilite a constituição de centro de pesquisa científica, tecnológica e inovativa em biodiversidade para a valorização dos conhecimentos tradicionais, decisivos para a construção do processo de desenvolvimento autenticamente sustentável.

4 – A valorização, ampliação e atualização estratégica das experiências econômicas das explorações florestais e da pequena produção familiar, com as devidas qualificações, a partir das experiências de sistemas agroflorestais.

É importante informar aos leitores que dois outros instrumentos de planejamento estão em construção pelo governo do Acre. O primeiro sob a coordenação da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), que junto a Fundação Dom Cabral está elaborando um Plano de Desenvolvimento Socioeconômico e Sustentável do Estado para os próximos 10 anos. O segundo sob a coordenação da Secretaria de Indústria, Ciência e Tecnologia do Acre junto com o Instituto Sapien estão elaborando um diagnóstico que vai subsidiar o planejamento da economia do Acre para gerar riquezas, o aproveitamento racional dos recursos naturais e para o fortalecimento dos grupos sociais, respeitando diretrizes e preservação ambiental. 

Estamos em um bom caminho. No planejamento, o primeiro passo é realizar uma análise ampla da bioeconomia e um diagnóstico de seus principais problemas que estão prontos. A partir daí, é definir os objetivos com a seleção de metas prioritárias balanceada com os recursos disponíveis. O Governo construiu os diagnósticos, agora é definir objetivos e metas, a partir de 2023. Um bom presente para os 60 anos do Acre Estado.


Orlando Sabino escreve às quintas-feiras no ac24horas.

Continuar lendo

Acre 01

Abate de suínos cresce 2,9% em 2022 e empresa quer expandir criação no Acre

Publicado

em

O abate de suínos no segundo trimestre de 2022 cresceu 2,9% em comparação a igual período do ano passado. No 2º trimestre de 2021 foram abatidas 13.393 cabeças e, no 2ºT de 2022, 14.115.

Os números levantados pelo IBGE e organizados pelo Fórum Empresarial de Inovação e Desenvolvimento do Acre animam o setor, que propõe expansão da suinocultura no município de Rio Branco.

Em reunião com o prefeito Tião Bocalom, o empresário Paulo Santoyo, diretor de uma das principais empresas do ramo na região, a Dom Porquito, a área de suínos possui alta demanda de produção e exportação.

Com parceria da Prefeitura de Rio Branco a empresa vai instalar uma unidade de produção na região, resultando no aumento da criação de suínos.

“Hoje, o estado conta com um parque de produção de grãos que da sustentabilidade para o projeto, muita soja e milho. Então, chegou o momento de ampliar a produção. Por isso, a Dom Porquito trouxe para o prefeito as ideias e projetos para que, em conjunto com a prefeitura, possam ampliar essa produção. A ideia é levar a produção de suíno para todo o estado”, disse Santoyo. (Com PMRB)

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.