Conecte-se agora

IV Feira do Peixe de Mâncio Lima movimentou mais de R$ 60 mil em três dias de evento

Inserido no evento, o Festival da Canção Manciolimense também foi um sucesso

Publicado

em

O encerramento da IV Feira do Peixe e Agricultura Familiar de Mâncio Lima reuniu centenas de pessoas na praça São Sebastião, na noite desta quinta-feira, 14, com a escolha do primeiro lugar do Festival da Canção Manciolimense.

A feira movimentou mais de R$ 65 mil com a venda do pescado e de produtos da agricultura familiar como hortaliças, goma de mandioca, farinha, biscoitos e outros. Segundo a organização do evento, as vendas ficaram abaixo da última edição ocorrida em 2019. “Isso explica pelo fato de o evento ter ficado dois anos parado por causa da pandemia de Covid-19 e teve o aumento da ração”, comentou a organização.

O piscicultor Luciano Rocha comemorou as vendas. Nos três dias do evento conseguiu vender 300 quilos de piau e lucrou mais de R$ 3 mil.

“Esse é meu primeiro ano como piscicultor e, embora tendo pouca movimentação de dinheiro na cidade, consegui vender todo o meu pescado. Muitas pessoas vieram, prestigiaram, compraram e este evento voltou em um momento muito oportuno”, ressaltou.

Cleidiane Vieira de Moura é agricultora e moradora da Comunidade do Polo que mesmo estando no território de Rodrigues Alves tem sua família e negócios em Mâncio Lima. A feirante, mãe de três filhos, comemorou os bons resultados com a venda de verduras.

“Deu para vender bastante e tirar uma renda extra para a casa. Geralmente, a gente só vem para a feira de sexta-feira no Mercado Municipal, e a Feira do Peixe abriu um espaço maior para nós, que vivemos da agricultura. O que a gente espera é que a prefeitura continue com eventos como este para dar mais oportunidade ao produtor rural”, disse ela.

Festival da Canção Manciolimense

O Festival de Música, inserido pela primeira vez na programação da Feira do Peixe, reuniu centenas de pessoas e 20 calouros. Em função da Semana Santa, as músicas expressavam fé, devoção e louvor.

A vencedora foi a jovem Joicy Xavier, que emocionou a todos com a música “Não Pare”, de Midian Lima. O segundo lugar ficou com Evelin Silva; o terceiro com Camila Moura; o quarto com Uikalu Miranda; e o quinto lugar, foi de Paulo Gomes.

O prefeito Isaac Lima considerou o evento um sucesso. “Confesso que quando a organização sugeriu acrescentar o Fecam (Festival da Canção) na Feira do Peixe fiquei um pouco receoso se teríamos público e fiquei muito feliz e satisfeito com o resultado. Agradeço aos nossos piscicultores e agricultores pela confiança, por terem acreditado e participado deste evento tão importante para a economia do nosso município. Quanto ao festival, nossa cidade tem talentos muito grandes, pessoas que surpreenderam a todos nós. E ano que vem vamos fazer a feira do peixe ainda melhor”, concluiu.

Na rede

Em Cruzeiro do Sul, prefeitura implanta o Centro de Testagem de Covid-19

Publicado

em

A Prefeitura de Cruzeiro do Sul, por meio de sua Secretaria Municipal de Saúde, implantou um centro de referência para testagem de covid 19. O centro funciona de segunda a sexta-feira, das 7 às 17 horas, no bairro da AABB, localizado na rua Afonso Pena próximo às unidades do SESI e SENAI.

Cerca de 14 profissionais atendem no centro que ainda funciona em caráter provisório. O objetivo é facilitar o acesso ao diagnóstico para a população, buscando o controle de contágio pelo município.

Segundo Valéria Lima, secretária municipal de saúde, Cruzeiro do Sul recebeu testes do governo federal e, também, comprou mais testes Swab, por meio de licitação.

“O fluxo funciona da seguinte maneira: como não existem remédios específicos para a Covid, a pessoa ao apresentar sintomas gripais, deve buscar um posto de saúde. O médico atende conforme sintomatologia, passa a medicação e solicita diagnóstico, também, para finalidade de controle epidemiológico. Dependendo do resultado, caso dê positivo, a pessoa não precisa voltar para a unidade, recebe os medicamentos e resultado e fica de isolamento por sete dias dias”, explica.

Para que a testagem seja realizada é preciso apresentar a autorização do médico da unidade de saúde.

Continuar lendo

Na rede

Prefeitura agiliza Auxílio Taxistas para os profissionais de Mâncio Lima

Publicado

em

O Auxílio Taxista começa ser pago no dia 16 de agosto com seis parcelas de R$ 1 mil até dezembro. No município de Mâncio Lima, 17 profissionais estão aptos a receber o auxílio .

O BEm-Taxista será pago aos profissionais para compensar os efeitos do aumento no preço dos combustíveis. A agilidade da prefeitura, por meio do Gerencia de Tributos, permitiu que o cadastro dos mesmos fosse realizado no prazo estipulado, 31 de julho, o que garante o pagamento das duas primeiras parcelas, referentes aos meses de julho e agosto já para o dia 16 de agosto no valor de R$ 2 mil.

O anúncio do pagamento foi feito pelo Prefeito Isaac Lima, na manhã desta sexta-feira, 29 aos representantes da categoria, ns presença do presidente da Câmara de Vereadores Renan Costa, Vereador Joel Puyanawa, do Gerente de Tributos Daniel Campos e dos Secretários Municipais de Finanças José Alberto e Especial Danilo Chagas.

“O Auxílio é de extrema importância para estes profissionais que estão no dia a dia nas ruas e que sentem no bolso o aumento do preço dos combustíveis. Fizemos um esforço grande com a nossa equipe para que o pagamento já saísse no dia 16 de agosto. Entendemos que são pais de famílias e trabalhadores que não tem uma renda fixa mensal para o sustento da casa. Estamos felizes porque este recurso vai movimentar a economia local, os nossos taxistas vão ficar mais felizes e motivados”, citou Isaac Lima.

Com esta primeira parcela mais de R$ 34 mil serão injetado na economia local

De acordo com o Ministério do Trabalho e Previdência, terão direito ao benefício os motoristas de táxi com Carteira Nacional de Habilitação válida e alvará para prestação do serviço cadastrado nas prefeituras em vigor no dia 31 de maio de 2022.

Uma segunda data de pagamento das duas primeiras parcelas foi determinada para o dia 30 de agosto – nesse dia, vão receber os taxistas das cidades cujas prefeituras perderem o primeiro prazo para enviar os dados dos trabalhadores ao governo.

“Para nós taxistas o momento é de alegria e gratidão, gratidão a Prefeitura, em nome do Prefeito Isaac Lima e ao Gerente de Tributos Daniel Campos que se mobilizou para que nós já pudéssemos receber o benefício já no dia 16 de agosto, a categoria mantém um diálogo constante com a gestão na busca de cada vez mais conseguir as melhorias para esta categoria de motorista”, ressaltou Júlio Gresse Almeida Pinheiro, Presidente dos Taxistas de Mâncio Lima.

A previsão é que o pagamento das parcelas do auxílio aos taxistas de todo o país seja realizado até dezembro em parcelas mensais de R$ 1.000 cada.
Para receber, o motorista de táxi tem de preencher os seguintes requisitos:
Estar com CPF e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) regularizados;
Ter registro para exercer a profissão, emitido pelo órgão competente da localidade da prestação de serviço até 31 de maio de 2022;ser motorista de táxi titular de concessão, permissão, licença ou autorização emitida pelo poder público municipal ou distrital em efetivo exercício da atividade profissional,
Ser motorista de táxi com autorização emitida pelo poder público municipal ou distrital, em efetivo exercício da atividade.

“Eu sou a única mulher em Mâncio Lima taxista, estou no dia a dia na luta faça chuva ou faça sol. Este auxilio vem ajudar muito no combustível mais na manutenção do carro e no pagamento dos boletos. A pandemia e o preço alto da gasolina afetaram muito a nossa categoria e, receber uma notícia como esta é motivo de alegria”, finalizou Zenaide Semeão, taxista.

O motorista com CPF pendente de regularização junto à Receita Federal do Brasil, em situação suspensa, cancelada, nula ou de titular falecido não poderá receber. Também não serão elegíveis aqueles que tenham seu CPF vinculado, como instituidor, à concessão de pensão por morte de qualquer natureza ou do auxílio reclusão. Não poderão receber, ainda, os titulares de benefício por incapacidade permanente para o trabalho. Serão utilizadas bases de dados governamentais no momento do processamento. A elegibilidade para fins de recebimento, poderá ser revisada nos meses subsequentes, por meio da verificação do enquadramento. O benefício taxista não é cumulativo com o benefício devido aos transportadores autônomos de cargas e será pago 1 por CPF, independentemente se o beneficiário tiver mais de um veículo cadastrado.

O MTP vai escolher ainda uma instituição bancária federal para efetivar o pagamento que será feito em conta digital.

Continuar lendo

Na rede

Francesa que participou de evento indígena no Acre é mais um caso suspeito de varíola dos macacos

Publicado

em

Uma francesa de nome Blandine, de 54 anos, que agora reside na Vila Santa Rosa, zona rural de Cruzeiro do Sul, está internada no Hospital do Juruá desde a última quarta-feira, 27, com sintomas da varíola dos macacos – monkeypox.

Segundo a secretaria de Saúde do Acre, ela procurou atendimento médico apresentando lesões de pele surgidas há três meses, desde que se mudou da França para Cruzeiro do Sul. “As lesões se iniciaram logo após a chegada ao Brasil”, citou a Sesacre.

O caso foi notificado nesta sexta-feira, 29, e é acompanhado pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde – Cievs da Regional do Juruá, juntamente à Vigilância Epidemiológica do município.

A Sesacre informa ainda que as amostras estão sendo coletadas e serão enviadas para a Fundação Ezequiel Dias – Funed, em Minas Gerais.

Francesa participou do Festival Atsá, em Mâncio Lima

Blandine participou do Festival Atsá na terra indígena Puyanawa que durou seis dias e foi encerrado no último sábado, 23. Cerca de 12 mil pessoas passaram pelo local.

Ela ficou hospedada na Terra Indígena durante todo o Festival e já apresentava lesões na pele, com aparência de uma forte alergia.

Continuar lendo

Na rede

Mâncio Lima firma parcerias para fortalecer cadeias produtivas

Publicado

em

A Fundação de Tecnologia do Estado do Acre (Funtac) a Prefeitura de Mâncio Lima, o Sebrae e os integrantes das cooperativas de Produtores Agroextrativistas Frutos da Amazônia (Coopfrutos) e dos Produtores de Agricultura Familiar e Economia Solidária de Nova Cintra (Coopercintra) deram início à implementação das ações de fortalecimento das cadeias produtivas dos óleos vegetais e cacau nativo.

Na quarta-feira, 27, foram realizados levantamentos dos produtores, das áreas de coleta e dados para a estruturação das unidades de produção. A iniciativa integra o Subprograma Produção Familiar Sustentável financiado pelo Programa REM Acre Fase II. O investimento, em torno de R$ 1 milhão, será destinado à expansão da usina de produção de óleos, que contará com uma nova extratora com capacidade de produção de 300 litros por hora.

Como meta, o REM também apoiará a recuperação de áreas degradadas de produtores agroflorestais cooperados, contribuindo para as metas de Redução do Desmatamento e Degradação Florestal (REDD+).  Os investimentos beneficiam 200 famílias, sendo cem cooperados e cem novos produtores, e ainda promovem o engajamento do público jovem e de mulheres nas atividades.

Os associados se reuniram com a equipe de Engenharia da Funtac para a elaboração do projeto, em parceria com o Sebrae. O Município se comprometeu em doar uma área de dois mil metros quadrados para a instalação da fábrica e disponibilizar uma equipe técnica, que fará os mapeamentos socioambientais.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!