Conecte-se agora

Mundo France: Fiat Mobi e Renault Kwid são os carros mais econômicos do momento

Publicado

em

Para quem está com a grana curta, mas não abre mão do carro nesses tempos escuros de gasolina com preço nas alturas, uma alternativa é optar por veículos que sejam amigos do bolso. Quem dá a dica a respeito do assunto é o videomaker Ricardo France, do canal Mundo France, no YouTube.

Para o especialista, os dois carros que podem os aliados contra o preço da gasolina na atualidade são o Fiat Mobi e o Renault Kwid, modelos indicados, nas palavras dele, para a galera que está com a grana curta e que, acima de tudo, busca unir economia de consumo ao prazer de dirigir.

Ricardo France explica no vídeo desta semana que o Fiat Mobi pode fazer até 18 km/l e o Renault Kwid pode fazer até 22 km/l (no vídeo é mostrada a autonomia no painel).

No caso do Kwid, o carro usa motor 1.0 SCe de três cilindros aspirado e incorporou novos equipamentos, como sistema Start-Stop (desliga e liga o motor automaticamente em paradas mais longas), assistente de partida em rampa, monitoramento da pressão dos pneus e controle de estabilidade.

O modelo agora traz DRL em LED na parte superior e faróis de dupla parábola logo abaixo. Não há mais faróis de neblina, mas ele também conta com direção elétrica, multimídia de 8 polegadas, roda liga leve diamantada 14, retrovisores elétricos e 4 airbags – 2 frontais e 2 laterais.

Quanto ao Mobi, ele varia muito de versão para alguns opcionais. Tem motor econômico fire 1.0 – que antes rendia até 75 cv e 9,9 mkgf com etanol e agora entrega até 74 cv e 9,7 mkgf, respectivamente. Por outro lado, a Fiat diz que o carro ficou mais econômico e pode fazer até 700 km com um tanque de combustível.

Os dados de consumo agora são de 9,6 km/l na cidade e 10,4 km/l na estrada com etanol e de 13,5 km/l na cidade e 15 km/l na estrada quando usando gasolina. O Fiat Mobi 2022 ganhou também alerta de pressão nos pneus.

O carro não mostra qual o pneu está com pressão mais baixa, mas ajuda a perceber se algum pneu está com a pressão errada, o que pode aumentar o consumo de combustível.

De série, o Mobi 2022 oferece ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricas, freios ABS e airbag duplo. Como opcionais há volante multifuncional, central multimídia de 7″ com Android Auto e Apple CarPlay sem fio, entre outros.

Os dois carros são opções que oferecem economia de consumo de combustível, mas também tecnologia e conforto em um conjunto de características que podem influenciar na hora da escolha pelo modelo que vai combinar com o bolso do consumidor que não renuncia ao veículo automotor, apesar do preço da gasolina.

Veja o  vídeo:

video

Acre 01

Palácio Rio Branco já procura substituto para o lugar de Paula Mariano na Sesacre

Publicado

em

A médica Paula Mariana não deve resistir aos últimos desgastes à frente da Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre), principalmente após à morte das 12 crianças, vítimas de Síndrome Respiratória no Pronto-Socorro de Rio Branco.

O ac24horas apurou que o governador Gladson Cameii já começou, durante esta quinta-feira, 30, a procurar um substituto para assumir a Sesacre. O primeiro procurado foi o ex-gestor da pasta, Alysson Bestene, que, à priori, não teria aceitado o convite para retornar ao cargo. Bestene foi secretário no momento mais conturbado da pandemia e foi elogiado pelo seu trabalho no combate à Covid-19.

Com a recusa de Alysson, o governador Gladson Cameli tenta convencer João Paulo Silva, atual superintendente da Fundação Hospital do Acre (Fundhacre), para assumir o lugar de Paula Mariano. Mais uma vez, Cameli ouviu um não como resposta.

Se até o fim do dia, Gladson conseguir convencer João Paulo ou Alysson em aceitar o cargo ou estender o convite a uma outra pessoa, Paula Mariano corre o risco de ser exonerada ainda nesta sexta-feira, 1.

Continuar lendo

Acre

Plano Safra do Basa vai destinar R$ 9 bi para a Amazônia Legal

Publicado

em

O montante de R$ 9 bilhões é quanto o Banco da Amazônia (Basa) vai disponibilizar para o setor agropecuário amazônico, por meio do Plano Safra 2022/2023, que vai vigorar entre 1° de julho de 2022 e 30 de junho de 2023. O lançamento do novo Plano ocorrerá no dia 1º de julho, às 9 horas, no auditório Lamartine Nogueira, 15º andar, com transmissão ao vivo pelo canal do Youtube da Instituição.

No último plano Safra (21/22), o Basa aplicou R$ 9,68 Bi no agronegócio regional, valor 33,7% maior do que a safra anterior (20/21) onde foram aplicados R$ 7,24 Bi. De acordo com o gerente de Pessoas Físicas do Basa, Luiz Lourenço de Souza Neto, este desempenho foi muito acima da meta estabelecida. “Foram quase 2,7 bilhões acima da nossa meta, o que reforça a atuação do Banco para o fortalecimento do segmento na economia brasileira”, informou Luiz.

Para anunciar os recursos disponíveis para o Plano Safra 2022/2023 a serem aplicados na região, com as melhores taxas do mercado e condições de financiamento para impulsionar mais ainda o setor do agronegócio, o Banco vai realizar um evento híbrido (presencial e on-line) com a presença de Diretoria Executiva, do Governo do Estado do Pará, além de Instituições relacionadas ao Agronegócio, como o Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Federações, Associações, Assistências Técnicas, Sindicatos Rurais, dentre outros parceiros da Instituição.

Safra anterior

No que se refere ao Plano Safra 2021/2022, o Basa aplicou R$ 9,68 bilhões. Deste total, R$ 5,34 bilhões foram aplicados em pecuária e R$ 4,34 bilhões na agricultura. “Tivemos uma evolução de 33,7% em comparação ao ano safra anterior”, comentou o gerente executivo Luiz Lourenço. Nas últimas cinco safras, o Banco aplicou R$ 28 bilhões no agronegócio regional.

Agricultura Familiar

Dos R$ 9 bilhões destinados para movimentar a economia regional de toda a Amazônia Legal neste novo Plano Safra, R$ 5 bi serão destinados para a agricultura familiar, mini e pequenos produtores.

O Banco planeja a cada safra aumentar as aplicações. Por isso, vem facilitando o acesso por meio de linhas de investimentos do Pronaf, através do Basa Digital. “Como principais desafios para conseguir alcançar esses resultados no plano safra do Banco da Amazônia, destacamos o Basa Digital, que já contempla mais de 13 mil e 300 operações. Só nesse último plano safra, a gente contratou mais de R$ 179,8 milhões de crédito, em custeio agrícola, custeio pecuário e no PRONAF B”.

Na última safra, somente para o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), o Banco destinou mais de R$ 704 milhões, o que demonstra a atuação do Basa no crescimento da agricultura familiar na Amazônia. “A gente trabalha com muita dedicação pra desenvolver ferramentas novas, facilidades de acesso ao crédito, revisão de políticas, que permitam que o pequeno produtor possa ser atendido de maneira mais rápida, prática e objetiva e que o crédito consiga chegar nas mãos desse pequeno produtor rural principalmente”, comentou Luiz Lourenço.

Serviço:

Data: 1º de julho – sexta-feira

Início do evento: 9h

COLETIVA COM A IMPRENSA: 10H

Assunto: Basa lança o seu novo Plano Safra 2022/2023

Entrevistado: Valdecir Tose – presidente do Basa

Envio de perguntas: (91) 98568-7003 – Comunicação do Banco da Amazônia ou chat do YouTube.

Presencialmente e transmissão ao vivo pelo Youtube (bancoamazônia) no link: https://www.youtube.com/watch?v=H68CdgtZ3cQ

Continuar lendo

Notícias

Enade 2022: saiba quais áreas de graduação serão avaliadas nesta edição

O edital foi divulgado no último dia 27 de junho

Publicado

em

O Ministério da Educação (MEC) divulgou o edital do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2022, aplicado para avaliar os alunos concluintes de cursos de bacharelado e superiores de tecnologia vinculados ao ano III do ciclo avaliativo do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes).

Conforme previsto em edital, as provas do exame serão aplicadas no dia 27 de novembro, em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal. Os participantes, além de resolverem as perguntas de prova, responderão ao Questionário do Estudante.

Ao todo, cursos de 26 áreas de graduação serão avaliados pelo Enade 2022 por meio do desempenho dos estudantes. Para o grau bacharelado, serão avaliados os cursos de Administração Pública, Administração, Ciências Econômicas, Ciências Contábeis, Comunicação Social (Publicidade e Propaganda), Comunicação Social (Jornalismo), Direito, Psicologia, Relações Internacionais, Serviço Social, Secretariado Executivo, Teologia e Turismo.

Já os cursos superiores de tecnologia serão avaliados os cursos de Logística; Marketing; Design de Interiores; Design Gráfico; Design De Moda; Gastronomia; Gestão Comercial; Gestão da Qualidade; Gestão Pública; Gestão Financeira; Processos Gerenciais; Gestão de Recursos Humanos; Tecnologia em Comércio Exterior.

As inscrições de alunos, por meio dos coordenadores de cursos, deverão ser feitas entre 6 de julho e 31 de agosto, no Sistema Enade. A participação no Enade 2022 é obrigatória para estudantes ingressantes e concluintes habilitados de cursos de bacharelado e superiores de tecnologia ligados às áreas de avaliação da edição. 

Confira o cronograma do exame

– Inscrição dos estudantes ingressantes e concluintes habilitados:  6 de julho a 08 de agosto de 2022.

– Preenchimento do cadastro pelos estudantes concluintes habilitados: 6 de julho a 26 de novembro de 2022

– Solicitação de Atendimento Especializado e/ou Tratamento pelo Nome Social: 1º a 08 de setembro de 2022.

– Resultado da solicitação de Atendimento Especializado e/ou Tratamento pelo Nome Social dos estudantes concluintes habilitados: 16 de setembro de 2022.

– Recurso da solicitação de Atendimento Especializado e/ou Tratamento pelo Nome Social dos estudantes concluintes habilitados:  17 a 23 de setembro de 2022. 

– Preenchimento do Questionário do Estudante: 1º de setembro a 26 de novembro de 2022.

– Divulgação dos locais de prova no Sistema Enade:  16 a 27 de novembro de 2022.

– Aplicação da prova: 27 de novembro de 2022.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil 

Continuar lendo

Acre

Fila de espera do Auxílio Brasil mais que dobrou em dois meses no Acre

Publicado

em

Levantamento atualizado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) sobre a demanda reprimida do Programa Auxílio Brasil (PAB) indica que entre março e abril deste ano a fila do Auxílio Brasil dobrou de tamanho no Acre, saindo de 6.447 para 13.022 famílias em apenas dois meses.

O aumento percentual é de 101,98% no período. Quase 28 mil pessoas esperam pelo benefício no Acre. Em novembro do ano passado, o número era maior: 36.109 acreanos estavam nessa fila no fim de 2021, período em que o Auxílio Brasil substituiu o Bolsa Família.

No País, a situação é a mesma: 2,7 milhões de famílias com perfil para receber os recursos ainda não foram contempladas. A fila de espera é considerada a maior desde novembro de 2021, quando o PAB substituiu o Programa Bolsa Família (PBF). O estudo da entidade municipalista também aponta um recorte com os dados consolidados por Estado e região.

A atualização do levantamento foi feita com base nos dados divulgados pelo Consulta, Seleção e Extração de Informações do CadÚnico (Cecad) até o mês de abril deste ano. Em novembro do ano passado, a demanda reprimida por família chegou a 3,1 milhões. O número também teve expressivo crescimento em relação a março de 2021, mês anterior à última atualização do Cecad, ocasião em que o volume de pessoas foi de 1,3 milhão. Quando é levado em conta o cenário por pessoa apta a receber o recurso, a quantidade também só é superada no período de novembro do ano passado, ocasião em que 6,3 milhões de cidadãos aguardavam o auxílio ante 5,3 milhões em abril deste ano.

Segundo o levantamento da CNM, o aumento pode ser explicado por alterações na matriz do programa, como ampliação da renda per capita para definição de extrema pobreza, que passou de R$ 89,00 para R$ 105,01; e pobreza, que passou de um intervalo de R$ 89,01 a R$ 178,00 para R$ 105,01 a R$ 210,00; assim como o benefício composição familiar, antes concebido no escopo do PBF nos benefícios variáveis, que cobria a faixa etária de 16 a 17 anos, e com o PAB passa a ser direcionado também a jovens de 18 a 21 anos incompletos.

Concessão de benefícios

Um dos dados que pode ajudar a compreender o crescimento da demanda reprimida foi o número de concessões de novos benefícios do PAB. De acordo com o levantamento da CNM, foram 41.196 novos beneficiários em abril de 2022, o segundo menor desde março do mesmo ano, quando o número chegou a 4.336. Já a maior ocorreu no mês de janeiro, com 3.046.911.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!