Conecte-se agora

Ney Amorim, um novo nome na briga do governo

Publicado

em

O EX-DEPUTADO NEY AMORIM (PODEMOS), poderá ser a grande novidade da disputa eleitoral deste ano, na campanha pelo governo. Existe um forte movimento político que trabalha no sentido de lhe convencer a entrar na disputa. Consultado ontem pelo BLOG, o ex-deputado Ney Amorim e presidente do PODEMOS, confirmou que há de fato este movimento, com muitos amigos lhe procurando para defender a ideia, além desta também ser a vontade da direção nacional do PODEMOS.

 Ele não foi além dessa declaração, mas pelo que conseguimos apurar junto a outras fontes, o Ney estaria inclinado a aceitar a missão, até que, pelo fato do PODEMOS ter candidato à presidência da República, na figura do ex-Juiz Sérgio Moro, e do partido precisar de um palanque político no estado para projetar a candidatura. 

Caso se concretize este movimento de levar o ex-deputado para a disputa do governo, ele entraria como a grande novidade da disputa eleitoral, por ser um político com carisma e, poderia brigar para buscar a polarização no andar de cima, pela chamada terceira via. 

A política é isso, é um fato novo surgindo atrás do outro sem cessar. Não se pode dizer que alguém ganhou ou perdeu a eleição antes de ver o andamento da campanha e a aceitação popular. E será assim na eleição deste ano. A política é dinâmica.

FORA DO FOCO

O SENADOR Márcio Bittar (União Brasil) descartou ontem ao BLOG a ideia da sua candidata Márcia Bittar desistir da candidatura ao Senado, para ser a vice na chapa do governador Gladson Cameli. Confirmou que, sondagens já foram feitas neste sentido, mas mudar está fora de foco.

COMPROMISSO COM BOLSONARO

MÁRCIO Bittar revelou que o seu compromisso com o presidente Jair Bolsonaro e com seu filho e coordenador da campanha presidencial, senador Flávio Bolsonaro, é de que a Márcia Bittar será a candidata do presidente no estado ao Senado, e por isso não poderá trair este compromisso firmado. Bittar confirmou também que Márcia Bittar deverá comandar e se filiar ao PL, no estado.

Isso foi acordado numa conversa com o senador Flávio Bolsonaro, na qual o governador Gladson Cameli estava presente.

IMPORTA O SENADO

BITTAR contou ainda ao BLOG que, na dita conversa com o senador Flávio Bolsonaro, este deixou claro que tem duas metas a serem cumpridas na campanha, à reeleição do pai Jair Bolsonaro e aumentar a bancada bolsonarista no Senado, onde o presidente é minoritário nas votações.

FICA, GLADSON!

AS PRINCIPAIS lideranças do PP lançaram a campanha do “Fica, Gladson!”, que tem como objetivo de lembrar ao governador Gladson que o PP é a sua casa, por onde se elegeu deputado federal, senador, governador, e que não teria nenhum ganho deixar o partido no qual é a sua maior liderança, para ir para uma sigla nova.

TESE COM FORÇA

AS lideranças do PP defendem também que o governador Gladson, logo após da viagem que fará esta semana à Brasília, no retorno reúna os cinco candidatos a senador do seu grupo e diga que, como não foi conseguida uma candidatura única, que todos terão o seu apoio ao Senado.

CHAPA MUITO FORTE

POLÍTICOS ligados ao governador Gladson alertaram ontem que, ele não pode mais retardar a notícia de que continuará no PP, porque a indefinição tem travado a entrada de candidatos a deputado federal no partido. “No momento que disser que não sairá, o PP formará a chapa mais forte para disputar as vagas da Câmara Federal”, disse ontem uma das mais importantes lideranças do PP.

NO CAMPO DO ADVERSÁRIO

O SENADOR Sérgio Petecão (PSD) tem dedicado boa parte do seu tempo a se articular no Juruá, campo eleitoral do seu principal adversário, o governador Gladson. Ontem, estava em Cruzeiro do Sul fazendo composições políticas.

SEM PRESSA

SOBRE os nomes do candidato a vice-governador e de senador pela sua chapa, o senador Sérgio Petecão (PSD)tem dito que, vai esperar o resultado da formação das chapas majoritárias dos adversários. “Depois que eles resolverem, eu resolvo no PSD”, destacou Petecão.

CHAPA ENCORPADA

NAZARÉ ARAÚJO, Perpétua Almeida, Sibá Machado, Léo de Brito, estão entre os nomes já confirmados para disputar vagas na Câmara Federal, pela federação formada pelo PT-PCdoB-PV-PSB. Chapa encorpada.

FIM DO MISTÉRIO

EM POUCO mais de três semanas já se terá uma noção clara a definitiva como ficaram as composições políticas para a disputa eleitoral. Quem vai mudar de partido; onde vão se filiar, enfim, se saberá até 2 de abril, data limite para novas filiações, quais foram as mudanças.

GRANDES INTERROGAÇÕES?

ATÉ o fim do mês, algumas interrogações serão respondidas: o Gladson vai deixar o PP? Os deputados Cadmiel e Luiz Gonzaga continuarão no PSDB? A Socorro Neri sairá da Educação para ser candidata a deputada federal?  E outras novas filiações que estão pendentes.

POR MAIS QUE TENTE

BEM que tentei, mas não consegui encontrar um motivo que mostre alguma vantagem política do governador Gladson Cameli deixar o PP. Pode ser que exista alguma coisa bem escondida nos bastidores que eu não saiba.

ATÉ LÁ, PARQUE DE DIVERSÃO

PESQUISAS para serem mais levadas no sério, só a partir do primeiro mês de campanha, fim de julho, quando o grosso da população já saberá quais são todos os candidatos ao Governo e ao Senado. Até lá, a pesquisa vai servir apenas para ser um parque de diversão para os contratantes.

BOA APIMENTADA

A entrada da deputada federal Mara Rocha na disputa do Senado vai dar uma boa apimentada na campanha, e a tornar ainda mais competitiva. Isso é bom para o eleitor.

DATA MARCADA

O vereador Emerson Jarude e o prefeito Mazinho Serafim terão até junho, mês das convenções regionais, para decolarem nas pesquisas as suas candidaturas. E, só depois disso o MDB baterá o martelo se terá ou não candidato próprio a governador, informou fonte do MDB.

NICHO PRÓPRIO

A CANDIDATURA da deputada estadual Antonia Sales (MDB) a deputada federal vai ocupar um nicho próprio e forte do seu grupo político, que ficaria vago no Juruá, com a candidatura da deputada federal Jéssica Sales (MDB) ao Senado. Antonia é uma forte candidata.

FRASE MARCANTE

“A vida é curta, por isso, ame-a! Viva intensamente e recorde: Antes de falar, escute; Antes de escrever, pense; Antes de criticar, examine; Antes de ferir, sinta; Antes de orar, perdoe; Antes de gastar, ganhe; Antes de se se render, tente de novo; Antes de morrer, viva!”. Reflexão atribuída a William Shakespeare.

Acre

Desemprego no Acre recua para 11,9%; informalidade aumenta

Publicado

em

O IBGE divulgou na manhã desta sexta-feira (12) a PNAD Contínua Trimestral informando que a taxa de desemprego caiu de 14,8% para 11,9% no segundo trimestre de 2022. Esse percentual é o 7º maior do País e mostra que apesar do crescimento do trabalho formal ampliar a oferta de emprego é um dos maiores desafios para o próximo governador do Acre.

A taxa de informalidade é ainda mais preocupante: à proporção em que o desemprego cai a informalidade avança e do 1º ao segundo trimestre saiu de 47,2% para 48,2%.

Em nível nacional, a situação é um pouco melhor mas ainda preocupante. A taxa de desocupação do país no segundo trimestre de 2022 foi de 9,3%, recuando 1,8 ponto percentual (p.p.) ante o primeiro trimestre de 2022 (11,1%) e caindo 4,9 p.p. frente ao mesmo trimestre de 2021 (14,2%). Em relação ao trimestre anterior, a taxa de desocupação recuou em 22 das 27 Unidades da Federação, mantendo-se estável nas outras cinco.

No 2º trimestre de 2022, 73,3% dos empregados do setor privado tinham carteira de trabalho assinada. As Regiões Norte (58,4%) e Nordeste (56,8%) apresentaram as menores taxas. Entre os trabalhadores domésticos, 25,1% tinham carteira de trabalho assinada no país.

Dentre as Unidades da Federação, os maiores percentuais de empregados com carteira assinada no setor privado estavam em Santa Catarina (87,4%), São Paulo (81,0%) e Paraná (80,9%) e os menores, no Piauí (46,6%), Maranhão (47,8%) e Pará (51,0%).

Continuar lendo

Acre

Rio Branco tem mais um caso suspeito de Varíola dos Macacos

Publicado

em

A Secretaria Estadual de Saúde anunciou que Rio Branco tem o sétimo caso suspeito de Varíola dos Macacos (Monkeypox).

A nova suspeita se trata de um homem de 69 anos, morador de Rio Branco, que deu entrada na UPA da Sobral na tarde desta quinta-feira, 11, apresentando febre, erupção cutânea, cefaleia, dor nas costas e tosse. O paciente relata não ter viajado e nem ter tido contato com pessoas que viajaram. Foi realizada coleta de amostra laboratorial. O paciente foi medicado e segue em isolamento domiciliar.

O estado do Acre segue com um caso positivo em Rio Branco, que já está de alta médica, e sete casos suspeitos aguardando resultado, um em Cruzeiro do Sul e seis em Rio Branco.

Continuar lendo

Acre

Polícia prende acusados de matar coordenador de Minoru em 2020

Publicado

em

Uma ação de investigação dos Policiais Civis da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) que durou cerca de 22 meses, resultou nas prisões de Juan Correia, de 20 anos, vulgo “Caboco”, Marduqueo Fernandes, de 21 anos, vulgo “Boca”, e Marcileudo Costa, de 27 anos. Eles juntamente com um criminoso que já se encontra preso e outro foragido, são os acusados de matar com mais de 14 tiros, Levi Freitas de Andrade Paulino, de 39 anos, um dos principais coordenadores de campanha do candidato a prefeitura de Rio Branco Minoru Kinpara no ano de 2020. As prisões ocorreram durante a semana no conjunto Aroeira, na região do bairro Calafate, em Rio Branco.

A apresentação dos resultados da investigação e das prisões foi realizada na manhã desta quinta-feira, 11, em coletiva de imprensa na sede da Divisão Especializada em Investigação Criminal (DEIC).

De acordo com o delegado Alcino Júnior, coordenador da DHPP, no dia do crime antes de ser morto, a vitima almoçou e permaneceu conversando com os acusados por mais de uma hora e meia e, em seguida, de forma dissimulada, foi atraída e forçada a entrar no veiculo onde seria levado para um local onde seria mantida em cárcere privado. Durante a ação Levi Freitas reagiu e foi morto com vários disparos de arma de fogo.

“Um dos resultados que a Delegacia de Homicídios vêm explanar aqui para a sociedade, um caso importante no ano de 2020, as vésperas das eleições aqui na capital do Acre, e que no início poderia ir até causar algum tipo de conotação política, e que as investigações apesar da complexidade foi possível demonstrar com o resultado, o desdobramento e desfecho na manhã desta quinta-feira, que na verdade tivemos aí um planejamento para que a vítima, o Levi Freitas, fosse sequestrado e levado pra um outro local pra aí sim houver uma tentativa de extorsão. A investigação acabou acontecendo, foram recebidas imagens, o carro usado no crime foi identificado, um veículo roubado no Conjunto Aroeira na região do Calafate, onde quatro indivíduos se dirigiram até ao bairro Mocinha Magalhães na região da Sapolândia, e ali com o planejamento de uma quinta pessoa que forneceu as armas, passaram um período com a vítima, que na época era coordenador de Campanha do então candidato a prefeitura de Rio Branco, Minoru Kinpara, e de lá tentaram levar o Levi pra um local aonde a vítima seria mantida em cárcere privado. Houve a resistência e acabou ali acontecendo disparos de arma de fogo e acabaram efetuando mais de quatorze tiros na vitima que veio a óbito no local. Na fuga os criminosos se deslocaram até o Aroeira e devolveram as armas de fogo a um integrante que hoje já se encontra preso”, disse o delegado.

O delegado Alcino Júnior relatou ainda durante a coletiva que o crime a princípio seria de contra o patrimônio, uma extorsão que evoluiu para o crime de homicídio.

“Os autores foram presos durante essa semana, tanto o motorista do veículo, quanto o organizador do crime que fez todo o planejamento, e os atiradores também. Temos um foragido ainda, e o caso ele vem a ser esclarecido, como um crime que a princípio que seria contra o patrimônio, extorsão, o Levi era coordenador o núcleo da campanha dentro da região do Rui Lino, Joafra, Mocinha Magalhães e Distrito Industrial, o que levou os criminosos a pensarem que ele poderia ter dinheiro da campanha e levar a um crime de extorsão. Concluiu Alcino.

Todos os presos foram encaminhados a Delegacia especializada e vão responder pelos crimes de homicídio qualificado com emprego de arma de fogo, planejamento e extorsão que iria acontecer.

Os presos estão agora a disposição da Justiça.

Continuar lendo

Acre

Setor de serviços cai 11,7% no mês de junho no Acre, apontam dados

Publicado

em

Em junho de 2022, o volume de serviços no Acre caiu 11,7%, o maior recuo do Brasil no período. No acumulado do ano, no entanto, o resultado é positivo com crescimento de 3,6% de janeiro a junho.

Com isso, o setor segue oscilando em 2022 no Acre. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (11) pelo IBGE.

Na comparação com junho de 2021, o avanço do volume de serviços no Brasil (6,3%) foi acompanhado por 24 dos 27 Estados. A principal contribuição positiva ficou com São Paulo (7,9%), seguido por Rio Grande do Sul (15,3%), Minas Gerais (7,9%) e Paraná (5,3%).

No Brasil, o setor de serviços cresceu 0,7% frente a maio, na série com ajuste sazonal, acumulando, assim, um ganho de 2,2% nos quatro últimos meses deste ano. Com isso, o setor de serviços se encontra 7,5% acima do nível de fevereiro de 2020 (pré-pandemia) e 3,2% abaixo de novembro de 2014 (ponto mais alto da série).

Regionalmente, dez das 27 unidades da federação tiveram expansão no volume de serviços em junho de 2022, na comparação com o mês imediatamente anterior, acompanhando o avanço (0,7%) observado no Brasil.

Entre os locais em alta, os impactos mais importantes vieram de Rio de Janeiro (2,4%), seguido por Paraná (2,5%), Rio Grande do Sul (2,1%) e São Paulo (0,2%). Em contrapartida, Minas Gerais (-3,0%) exerceu a principal influência negativa (-3,0%), seguido por Amazonas (-5,1%), Ceará (-3,8%) e Pernambuco (-2,4%).

No acumulado do primeiro semestre de 2022, frente a igual período de 2021, o avanço do volume de serviços no Brasil (8,8%) se deu em 25 das 27 unidades da federação. O principal impacto positivo veio de São Paulo (10,4%), seguido por Minas Gerais (11,3%), Rio Grande do Sul (15,4%), Bahia (10,6%) e Paraná (5,5%).

Por outro lado, Distrito Federal (-0,5%) e Rondônia (-1,9%) registraram as únicas influências negativas sobre o índice nacional.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!