Conecte-se agora

Governo prepara entrega da ampliação da rede de água do bairro Nazaré, em Brasiléia

Publicado

em

Com o objetivo de melhorar e ampliar os serviços de abastecimento no interior, o governo do Acre, por meio do Departamento Estadual de Água e Saneamento (Depasa), realizou a ampliação da rede de água de Brasiléia. Operando em fase de teste, a nova tubulação já leva água tratada a 738 famílias moradoras do bairro Nazaré e será inaugurada nos próximos dias.

“Ontem realizamos a descarga na rede adutora [procedimento de limpeza na nova tubulação], e hoje já iniciamos a distribuição, em fase de teste”, explicou o gerente do Depasa em Brasileia, Erisson Cameli. O gestor explica que, após o período experimental, o abastecimento regular será realizado de forma alternada, dia sim, dia não.

O projeto de ampliação da rede de Brasileia para atender os moradores do Nazaré contemplou a implantação de uma rede com mais de dois mil metros de extensão. O investimento foi de mais R$ 866 mil, sendo 51,61% de recursos do Estado e 48,39%, a contrapartida do Município.

A prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem falou sobre a importância da obra para os moradores do bairro Nazaré. “Eu e minha equipe estivemos junto com os moradores e presenciamos esse ato de muita emoção. São setecentos e cinco pontos de água colocados do bairro Alberto Castro, Chacreiros e Nazaré. Estou muito feliz por essa parceria que deu muito certo”, disse a prefeita ao agradecer o empenho do Governo do Estado para concretização do projeto.

Além da obra de ampliação da rede de água do Nazaré, foram executadas melhorias na captação, reservação e distribuição de água de Brasileia e Acrelândia, com recursos da Funasa e contrapartida do governo do Estado.

Em Assis Brasil, os investimentos permitiram aumentar a capacidade do sistema de tratamento e melhorar a qualidade da água distribuída.

“Com foco na ampliação e melhoria dos serviços no interior do estado e atendendo a recomendação do governador Gladson Cameli, continuamos empenhados em levar água tratada à população”, enfatizou a diretora-presidente do Depasa, Waleska Bezerra.

Destaque 4

“Meus produtos já ajudaram milhares de mulheres a terem um orgasmo”, diz empresária

Publicado

em

O programa da Jô, Edição Podcast desta segunda-feira, 16, entrevistou a sexycoach e proprietária do famoso sex shop Sou Lovezinha em Rio Branco, Tâmy Lima.

A especialista em vendas de produtos eróticos, tem 29 anos, começou no ramo há mais de 8 anos, em um grupo privado no Facebook, com a comercialização exclusiva para mulheres. Hoje a empresa cresceu e conta com três lojas no Estado.

A profissional dá dicas, tanto para mulheres que mantém uma relação, quanto para aquelas que querem sentir prazer sozinha, para melhorar a vida sexual de suas clientes.

“É um trabalho digno como qualquer outro, estou ajudando as mulheres a melhorarem seus relacionamentos e os parceiros a sentirem mais prazeres”, esclareceu Tâmy,

Durante o programa, foram expostas as mercadorias mais vendidas e Tâmy falou daquelas que mais permitem “Experimentar sensações que você nunca sentiu a vida inteira”.

O sexy shop é o único de Rio Branco que possui consultoria especializada, que ajuda a apimentar os relacionamentos, auxilia com informações de qual peça usar em determinada situação e as mulheres recebem ainda assistência para se sentirem mais confiante.

“O mercado erótico é uma das áreas que mais cresce no país e sempre possui novidades. Já atendi milhares de mulheres que não conseguiam ter um orgasmo, e os produtos da loja ajudaram todas”, disse.

Lima contou ainda sobre as fantasias mais procuradas e explicou sobre itens e o que os casais mais usam para estimular a relação. “Tem produtos que se a mulher usar, o casal não dorme a noite toda”.

Assista a edição desta segunda-feira e descubra os segredos da Sou Lovezinha.

video

 

Continuar lendo

Destaque 4

Gladson rebate Bocalom e garante que assumirá recuperação do Ruas do Povo: “vamos resolver”

Publicado

em

O governador Gladson Cameli, Progressistas, resolveu rebater nesta segunda-feira, 16, as declarações do prefeito Tião Bocalom, também do Progressistas, em relação a responsabilidade do problema do Programa Ruas do Povo – assunto que foi tema de debate entre os vereadores da Câmara Municipal na última semana.

Em solidariedade no gabinete da prefeitura da capital, Bocalom avisou que não irá fazer intervenção nas mais de 600 ruas existentes na cidade – fruto do Programa Ruas do Povo da gestão petista por temer uma ação dos órgãos de controle.

Entretanto, sem entrar em polêmica, Cameli reconheceu que governo deve assumir a responsabilidade, porém, lembrou que as Ruas do Povo em todo o Estado seguem judicializadas. “É um problema que está judicializado e estamos correndo em busca dos culpados. Já existe um acordo entre as empresas e o Ministério Público. Vamos resolver”, explicou.

O chefe do executivo acreano destacou ainda que o governo já está recuperando as vias na capital e garantiu que, em breve, as máquinas deverão entrar nos bairros onde a situação é mais crítica. “O que é de competência do Estado, nós estamos fazendo. Estou mandando fazer uma ação nos pontos críticos. Já iniciamos a recuperação do Canal da Maternidade, Via Chico Mendes e vamos fazer na Cidade do Povo. O que não pode é a população pagar por esse problema”, concluiu.

Continuar lendo

Destaque 4

Empresa da família de Ulysses ganha mais de R$ 27 milhões em novo contrato na Educação

Publicado

em

A Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE) publicou no Diário Oficial desta segunda-feira, 16, a contratação da empresa Estação VIP Segurança Privada para prestação de serviços terceirizados de Vigilância Patrimonial Ostensiva Armada, a fim de atender as necessidades das Unidades da Rede Estadual de Ensino, prédios e anexos da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes, no município de Rio Branco.

LEIA TAMBÉM: Empresa da família do Coronel Ulysses, que disputará eleições, ganha contrato de R$ 9 milhões na Sesacre sem licitação

A empresa, que pertence à família do Coronel Ulysses Araújo, ex-comandante da PM do Acre e atual diretor operacional da Secretaria de Segurança Pública, e que deve ser candidato à deputado federal nas próximas eleições, vai receber mensalmente pelo serviço cerca de R$ R$ 2.299.998,60 (dois milhões, duzentos e noventa e nove mil, novecentos e noventa e oito reais e sessenta centavos). O total em um ano de contrato chega R$ R$ 27.599.983,20 (vinte e sete milhões, quinhentos e noventa e nove mil, novecentos e oitenta e três reais e vinte centavos).

O contrato é assinado por Aberson Carvalho Secretário de Estado de Educação, Cultura e Esportes e por Dayanna Araújo – esposa do Coronel Ulysses, e administradora da empresa.

Continuar lendo

Destaque 4

Bombeiros são acionados para conter novo princípio de incêndio na Biblioteca da Floresta

Publicado

em

As chamas retornaram neste domingo,15, e uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada para atender um novo princípio de incêndio registrado dentro da Biblioteca da Floresta, localizada no Canal da Maternidade, no bairro Capoeira, em Rio Branco.

De acordo com a assessoria do órgão, a guarnição identificou que o incêndio estava concentrado em uma sala que possuía alguns arquivos. Em seguida, os militares iniciaram os trabalhos e contiveram o fogo. “As chamas foram controladas a tempo, evitando que se expandisse para o restante do prédio*, informou a comunicação do Corpo de Bombeiros aos ac24horas.

Na noite de sábado, 14, o incêndio aconteceu na sala de exposições que fica na entrada do prédio. O local que possui muito material acrílico e estava tomado de fumaça o que rapidamente tornaria um incêndio de grande proporção, caso não tivessem agido rápido, por conter na sala objetos de fácil combustão.

Sobre o incêndio, a Fundação de Cultura Elias Mansour (FEM), Informou, por meio de nota, que o fogo iniciou por volta das 22h. Na ocasião, o vigilante responsável pela Biblioteca da Floresta identificou cheiro de fumaça vindo do andar debaixo do prédio.

Ao se dirigir ao local, o servidor constatou o princípio de incêndio vindo da sala de exposições, afetando o forro e os componentes elétricos daquele local, e se alastrando por todo o espaço. Em seguida, o vigilante acionou o Corpo de Bombeiros, que se dirigiu à Biblioteca e evitou o avanço do fogo pelo restante do prédio.

O governo afirmou que houve apenas danos material, resumiram-se à sala de exposições e ao entorno da sala, onde o incidente teve início. A boa notícia é que não houve danos aos acervos existentes na Biblioteca.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!