Conecte-se agora

Motorista perde controle de carro e atropela duas pessoas na capital

Publicado

em

Um grave acidente deixou o motorista de uma empresa de refrigerante, Mateus Sombra de Queiroz, de 29 anos, com a perna dilacerada e um ciclista identificado como Rodrigo ferido na tarde desta segunda-feira, 17, na Avenida Antônio da Rocha Viana, no bairro Vila Nova em Rio Branco.

Segundo informações de populares que presenciaram o acidente, o ciclista Rodrigo estava parado na ciclovia quando o motorista do veículo modelo Ford KA, de cor vermelha, que trafegava no sentido bairro-centro, perdeu o controle da direção, invadiu a ciclovia, atropelou o ciclista, em seguida atropelou Mateus, que estava acompanhando o conserto na parte traseira de seu caminhão.

Com o impacto, o ciclista foi arremessado por cima do carro e sofreu alguns ferimentos. Já Mateus foi arremessado e imprensado pelo carro Ford KA na carroceria do caminhão e sofreu uma dilaceração na perna esquerda.

Duas ambulâncias do Serviço do Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foram acionadas. Os paramédicos prestaram os primeiros atendimentos a Mateus e Rodrigo. Segundo o médico do SAMU, a vítima que sofreu uma dilaceração na perna esquerda foi encaminhado ao Pronto-Socorro em estado de saúde gravíssimo. Já o ciclista Rodrigo deu entrada ao hospital em estado de saúde estável.

A área foi isolada pelos Policiais Militares do Batalhão de Trânsito para os trabalhos de perícia. O motorista do Ford KA, que permaneceu no local, não tinha a carteira nacional de habilitação e foi submetido ao teste do etilômetro (Bafômetro), que deu negativo.

O motorista foi encaminhado à Delegacia de Flagrantes (Defla) para os devidos procedimentos.

Veja o vídeo do acidente:

video

Extra Total

“Esse menino carrega o fardo de ser chamado de assassino”, diz advogado de Alan Araújo

Publicado

em

O advogado de Alan Araújo, Carlos Vinicius, aproveitou a última oportunidade de discurso da defesa para tentar convencer os jurados nesta quinta-feira, 19, de que seu cliente é inocente e que não praticou “racha” com o acusado do atropelamento de Jonhliane Paiva, morta em agosto de 2020.

Durante mais de uma hora de oratória, Vinicius destacou que fez um trajeto pelo percurso do local do acidente e constatou que não houve competição e nem alta velocidade de Alan Araújo. Além disso, o defensor contou que após a prisão e mesmo podendo ser inocentado do julgamento, Alan deve carregar “traumas” na sociedade. “Esse menino carrega o fardo de ser chamado de assassino pela sociedade”, declarou.

O advogado ainda criticou os métodos de acusação da banca de defesa do Ministério Público. Para ele, o objetivo é culpar um inocente. “Estão fazendo de um inocente um culpado”, ressaltou.

Continuar lendo

Destaque 2

Italiano espancado por Ícaro pede condenação do acusado pela morte de Jonhliane

Publicado

em

Durante o terceiro e último dia de julgamento na 2ª Vara do Tribunal do Júri, na Cidade da Justiça, em Rio Branco, o promotor de Justiça do Ministério Público do Acre (MPAC), Efrain Mendoza, mostrou um vídeo onde o italiano, Marco Belli, pediu aos jurados que Ícaro Silva, acusado pela morte de Jonhliane Paiva, em agosto de 2020, fosse condenado.

Além do crime na capital acreana, Ícaro é responsável por ter espancado Marcos Bell, juntamente com seu irmão, Jonathas David da Silva, que é médico, e um primo, Marco Vinicius Gonçalves Pinto, dentro de um bar, Mar Aberto, na cidade de Ilhéus, na Bahia

No vídeo, Bell destacou que espera que seja feita justiça pela morte da comerciária. “Queremos que Ícaro seja punido. Também aguardo justiça pelo que aconteceu comigo. Ele não merece estar solto”, declarou aos sete jurados.

O caso que consta contra Ícaro, ocorrido em 2013, está no inquérito processual impetrado na 1ª Vara Criminal de Ilhéus.

Continuar lendo

Acre

Jéssica alcança R$ 62 milhões em investimentos na agricultura do Acre

Publicado

em

A deputada federal Jéssica Sales (MDB) tem motivos de sobra para comemorar. O total de recursos indicados pela parlamentar durante o mandato, para investimentos na agricultura acreana chega a R$ 62.474.000,00, e foi o segundo setor que mais recebeu recursos por meio de emendas e extraemendas no orçamento da União.

Essa marca foi comemorada por Jéssica Sales pelo que a agricultura representa na economia dos municípios e do Estado. “A agricultura familiar é muito forte na nossa região e é fonte de sustento e renda de milhares de famílias”, afirmou.

Esses investimentos foram feitos para todas as etapas da produção, desde o preparo do solo, plantio, colheita e conservação à comercialização dos produtos, contemplando a maioria dos municípios acreanos.

Para isso, foram adquiridos insumos e equipamentos variados tais como, microtratores, tratores de esteiras, colheitadeiras, kits de farinha, pás carregadeiras, escavadeiras hidráulicas, geradores de energia, fabricas de gelo, destilaria, placas solares; e também barcos, caminhonetes e caminhões para o transporte dos produtos.

Parte do montante de recurso adquirido do Governo Feral foi investida na recuperação e construção de mercados municipais, propiciando aos produtores um espaço adequado e modernizado para comercialização dos produtos.

O escoamento da produção sempre foi um entrave para os agricultores, para amenizar as precárias condições de trafegabilidade, Jéssica Sales assegurou recursos para pavimentação de alguns ramais considerados estratégicos e também equipamentos para recuperação e conservação de outros considerados fundamentais para garantir a acessibilidade.

A deputada Jéssica Sales conhece muito bem os desafios da economia acreana e para ela, fortalecer a agricultura é um importante passo para tornar o estado independente. “Sou fiel apoiadora da agricultura, porque acredito que os pequenos produtores podem se tornar grandes e contribuir para o fortalecimento da economia do nosso Estado”, afirma.

Continuar lendo

Acre

“Se denunciar morre”, diz mãe de borracheiro executado a tiros

Publicado

em

A Polícia Civil, através da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), já iniciou a série de depoimentos na tentativa de elucidar a morte do borracheiro Leonardo Mendes da Silva, o “Léo”, de 19 anos, cujo cadáver com mais de 10 perfurações de projéteis de uma pistola ponto 40 foi encontrado na manhã de quarta-feira (18) à margem do km 01 da Rodovia Transacreana.

O delegado Marcos Cabral, que cuida do caso, disse trabalhar com as hipóteses de crime passional e briga de facção. No Instituto Médico Legal (IML), a mãe do rapaz disse ter suspeita de quem matou seu filho, mas tem medo de ser assassinada. “A gente não pode denunciar, se o fizer morre”, disse.

Dona Francisca Rosimeire Ramos disse que o filho era um homem trabalhador. De acordo com ela, na noite da última terça-feira ele pediu uma bicicleta emprestada afirmando que iria visitar sua namorada. “Foi a última vez que a vi com vida”, comentou.

O depoimento de dona Francisca estava marcado para a manhã desta quinta-feira e pode ser importante para elucidar o crime.

O delegado Marcos Cabral vai trabalhar em cima de duas hipóteses: a de crime passional, já que, segundo as informações, Leonardo Mendes teria um caso amoroso com uma mulher parente de um líder criminoso, que era contra o relacionamento; e disputa de facções, já que o modus operandi é típico dessa briga.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2021 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados

error: Conteúdo protegido!