Conecte-se agora

Vanda Milani bate recorde na liberação de emendas em 2021

Publicado

em

A deputada federal Vanda Milani (Solidariedade-Ac) bateu recorde e foi quem mais liberou recursos de emendas parlamentares em 2021. O total de R$ 21,7 milhões de recursos foi destinado entre o Programa de Atenção Básica (PAB), emendas individuais e extras. O cálculo é das consultorias de Orçamento da Câmara dos Deputados.

“É importante destacar que cada centavo destinado aos municípios foi amplamente debatido e priorizado com ajuda dos vereadores, prefeitos e da sociedade civil organizada. Fui pessoalmente em cada uma das cidades planejando ações que têm como foco a melhoria da qualidade de vida das pessoas”, disse a parlamentar.

A liberação dos recursos pela deputada junto ao governo federal teve como motivação a pandemia, obras de infraestrutura, meio ambiente e recursos para a assistência social. Vanda Milani foi eleita pela Associação de Municípios do Acre (AMAC) a parlamentar que mais investiu na saúde pública em 2021. Foi a deputada que pagou integralmente todas as suas emendas individuais e impositivas.

Do total de emendas R$ 7,5 milhões foi destinado para serviços essenciais da saúde para a população mais carente como qualidade do pré-natal, controle de diabetes, hipertensão e infecções sexualmente transmissíveis, assim como o controle da Covid-19 em cada município do Acre. Recursos extras destinados a saúde de Rio Branco atingiram o montante de R$ 4 milhões. Brasileia recebeu R$ 1,9 milhão para saúde pública.

“O dinheiro também foi para manutenção e reforma de unidades hospitalares, compra de equipamentos e outras demandas importantes para assegurar os serviços do sistema único de saúde”, assegurou.

Do montante de R$ 8,1 milhões, Cruzeiro do Sul (R$ 400 mil), Sena Madureira (R$ 500 mil), Bujari (R$ 250 mil) e Brasileia (R$ 212 mil) receberam recursos para o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) beneficiando instituições que trabalham com crianças, adolescentes e com a terceira idade e o desenvolvimento de ações na melhoria das famílias em situação de vulnerabilidade social.

De olho na retomada do crescimento em todo o país, a deputada liberou R$ 5,8 milhões através de pagamento especial de emendas impositivas para os municípios de Assis Brasil, Brasileia, Capixaba, Jordão, Marechal Thaumaturgo, Plácido de Castro e Sena Madureira. A modalidade permite que os recursos sejam creditados diretos nas contas das prefeituras e passem a ser geridos pelos entes indicados, diminuindo a burocracia.

“O Brasil tem pressa para voltar a crescer. A aplicação desses recursos nos municípios gera receitas, além de emprego e renda. O processo licitatório para contratação de obras estruturantes como a Orla do Rio Acre em Assis Brasil já está em andamento. Jordão vai ganhar uma Casa de Apoio. Temos recursos sendo aplicados em todas as regionais”, acrescentou Vanda Milani.

Orla do Bairro XV
Oriundo do orçamento de 2019, o estado se prepara para executar a maior intervenção em infraestrutura de 2022, com o início da construção da Orla do Bairro XV em Rio Branco. O projeto arquitetônico foi aprovado pela Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (SUDAM). O processo licitatório já foi anunciado pela secretaria de infraestrutura do estado. R$ 17 milhões foram pagos de emenda de bancada da deputada Vanda Milani, estão disponíveis na Caixa Econômica Federal.

“Assim como esse recurso, outros projetos nas áreas de produção e sustentabilidade seguem em processo de licitação pelo governo do Acre, são milhões em investimentos que vão ajudar a gerar emprego e renda. Esse foi o melhor ano do meu mandato. A expectativa para 2022 é de muito mais trabalho. Existe uma garantia pela Casa Civil da presidência de liberação das emendas até março, o que pode viabilizar muito mais ações para o desenvolvimento do Acre ainda no primeiro trimestre. Estou feliz e muito otimista”, concluiu a deputada.

Destaque 7

Dono do Hotel Imperador Galvez, Maurício Lisboa morre em acidente

Publicado

em

O empresário Maurício Lisboa, de 72 anos, morreu na noite desta quinta-feira, 19, em um acidente de trânsito ocorrido no Centro de Florianópolis, capital do Estado de Santa Catarina. Lisboa e sua família são donos do extinto Hotel Imperador Galvez, que atualmente se tornou uma Galeria que abriga várias lojas em Rio Branco.

O falecimento do empresário, que é natural de Minas Gerais, ocorreu devido um racha entre três carros. Conforme a Polícia Militar, um dos veículos que participava da ação colidiu com automóvel de Lisboa, que estava parado no sinal. O motorista que provocou a colisão foi preso em flagrante.

O acidente ocorreu por volta das 23h, na região próxima ao elevado do CIC. Os dois ocupantes do veículo atingido foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros Militar e levados ao hospital, mas Lisboa, de 72 anos, morreu.

Não foram divulgadas informações atualizadas sobre o estado de saúde da motorista que estava com Lisboa.

Conforme a Guarda Municipal de Florianópolis (GMF), o motorista, 41 anos, que provocou o acidente não se feriu. Ele foi levado pela PM à Central de Polícia e preso em flagrante por homicídio doloso (quando há intenção de matar). De acordo com o tenente-coronel Dhiogo Cidral, o homem não apresentava sinais de embriaguez.

Os demais participantes do racha não foram presos. Um vídeo flagrou o momento do acidente. Na imagem é possível ver dois carros passando em alta velocidade enquanto o sinal de trânsito está abrindo. Na sequência ocorre a colisão.

O corpo de Lisboa deve ser transladado para Santa Rita do Sapucaí, sua cidade natal no sul de Minas, onde deverá ser velado e sepultado. O empresário deixa 8 filhos.

Veja o vídeo:

Continuar lendo

Destaque 7

Acre tem 10% da população do estado sem acesso à energia

Publicado

em

O Brasil tem avançado na universalização da energia, mas as populações de áreas remotas da Amazônia ainda demandam acesso à eletricidade. Reportagem do site ambiental O Eco mostra que, segundo estimativas do Ministério de Minas e Energia, cerca de 425 mil famílias ainda não têm acesso à energia elétrica no país.

No Acre, são mais de 17 mil famílias, o que corresponde a 87 mil pessoas, cerca de 10% da população do estado. E sem a realização do Censo do IBGE, esse dado pode estar subestimado. O município acreano que aparece com o maior número de pessoas sem acesso à energia elétrica é Sena Madureira (26.894).

A publicação diz que 2022 é o ano chave para a pauta da universalização da energia elétrica no Brasil, quando vence o prazo de vigência do Luz para Todos, o carro-chefe da política pública desse direito garantido pela Constituição.

O programa Mais Luz Para a Amazônia, irmão mais novo do Luz para Todos, lançado em 2020 e que também perde a vigência em 2022, deverá ser prorrogado. O projeto foca justamente nas populações que o Luz Para Todos não conseguiu atingir em sua plenitude: os moradores de áreas remotas da Amazônia Legal.

Os números acima são do Ministério de Minas e Energia (MME), Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA) e Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A reportagem original é de Liane Cardoso, jornalista em formação pela Universidade Estadual do Piauí.

Continuar lendo

Destaque 7

Venda de automóveis cai 24% no Acre e Strada lidera no estado

Publicado

em

O ano de 2022 começou com o Chevrolet Ônix e a Fiat Strada sendo os mais veículos mais vendidos no Acre. Em janeiro de 2022, as concessionárias acreanas comercializaram 29 unidades do Ônix e 27 do Strada. Na soma das vendas de janeiro a abril, foram comercializadas 71 Strada e 53 Ônix, este último surge com frequência nos aplicativos de corridas compartilhadas em Rio Branco.

Em fevereiro, o Honda City e o Chevrolet Ônix foram os vendidos, cada um com 27 e 25 unidades, respectivamente. Na 1ª quinzena de maio, o modelo zero km de Honda City mais barato não saiu por menos de R$ 85 mil.

Em março, a Toyota Hilux foi o carro mais vendido no Acre, com 24 unidades comercializadas. Esse número representou 0,60% de todas as Toyota Hilyx vendidas no País naquele mês. A Fiat Strada ficou em 2º, com 20 automóveis vendidos.

Em abril passado, a dobradinha Ônix (Chevrolet Ônix Plus) e Strada voltou a se repetir, empatando em 24 unidades vendidas no período.

Conforme ocorreu em março, Hilux e Strada foram também os mais vendidos em 2021 no Acre. No ano passado, 639 unidades desses modelos foram comercializados no Estado.

A Fiat Strada, que para a Federação Nacional dos Fabricantes de Veículos (Fenabrave) não é considerada um veículo de passeio, e sim um comercial leve, fechou na liderança geral de carros mais vendidos do Brasil em abril, repetindo o que já havia alcançado em março.

As dezenas de unidades emplacadas da picape, sucesso entre frotistas e empresas que precisam deste tipo de carro para trabalho, contribuíram para colocar a Fiat em primeiro lugar no ranking de vendas por marcas -assim explica a Fenabrave.

Em geral, no entanto, o mercado de veículos pequenos 0km vive um período de retratação se comparado com o ano passado: entre janeiro de abril de 2022 a venda de automóveis caiu 24% frente aos quatro primeiros meses de 2021. Por outro lado, as vendas de motocicletas 0km cresceram 16,14%.

Continuar lendo

Destaque 7

“Enquanto ele estava em Fortaleza, não pediu perdão”, diz advogada da família de Jonhliane

Publicado

em

A advogada Gicielle Rodrigues, que representa a família de Jonhliane de Souza, atropelada e morta em agosto de 2020, na Avenida Antônio da Rocha Viana, em Rio Branco, se manifestou nesta terça-feira, 17, acerca das recentes declarações dos advogados de defesa de Ícaro Pinto e Alan Araújo – acusados pelo trágico acidente.

Na opinião de Rodrigues, o pedido de perdão feito por Ícaro tem o objetivo de ludibriar a opinião pública. “Isso é uma estratégia de defesa. Tanto que é que foi levada à opinião pública e o acusado deixou para pedir perdão por um vídeo depois que já estava preso. Enquanto ele estava em Fortaleza, não pediu perdão”, disparou.

Sobre o julgamento, a advogada disse que torce pela condenação dos réus – Ícaro Pinto e Alan Araújo. “É o que a família espera, é um clamor social para que crimes assim não voltem a acontecer”, declarou.

Em um vídeo, Ícaro fez pedido de desculpas tanto à família de Jonhliane, quanto à de Alan, a quem ele isentou de qualquer responsabilidade no acidente. O julgamento ocorre no Conselho de Sentença da 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar da Comarca de Rio Branco.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!