Menu

Jorge Viana diz que Moro se corrompeu para condenar Lula

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O ex-senador e ex-governador Jorge Viana (PT) voltou na noite desta segunda-feira, 13, a fazer críticas ao governo Gladson Cameli e ao presidente Jair Bolsonaro (Sem partido). As declarações foram dadas na noite desta segunda durante a live de inauguração do site do petista.


Durante a live, Jorge Viana afirmou que a tragédia que o país vive não começou na pandemia, mas sim em 2016 com o início do impeachment da presidente Dilma Rousseff e o desmonte de políticas públicas.


“Essa crise não começou na pandemia, começou lá no impeachment, veio a condenação do Lula, que depois a justiça mostrou um jogo de cartas marcadas, com um juiz parcial que se corrompeu junto com membros do MP para condenar uma pessoa que a justiça inocentou em 23 processos. A crise da pandemia que é sanitária, se somou com uma crise que estava vindo de um modelo de política que queria diminuir o tamanho do Estado”, afirmou.

Publicidade

Em outro trecho, o petista afirmou que o presidente da república, Jair Bolsonaro, é uma vergonha para todos os brasileiros. “O presidente da república que temos é uma vergonha para qualquer pessoa, ele não é civilizado e eu falava isso antes das eleições. Os filhos dele são pessoas corruptas e envolvidas com tudo que não presta, esquema e milícia e tem gente que não enxerga”, afirmou.


Por fim, Jorge Viana disparou críticas ao governador Gladson em razão da falta de planejamento e de obras no âmbito do Governo do Estado.


“Esse pessoal que ganhou tudo em 2018 está há três anos governando. Será se não dava pra fazer uma casa em Rio Branco ou em outro município? Não tem nenhuma casa. Em Rio Branco, atravesso a cidade e não vejo nenhuma obra iniciada por esse pessoal que está aí no poder. Não é prometer em outdoor que liberou tantos milhões, obras de verdades que geram emprego e renda. Não se tem uma obra importante e é uma situação muito crítica”, lamentou.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido