Conecte-se agora

Ministério da Justiça dá dicas para prevenir golpes durante o período de Black Friday

Publicado

em

Para diminuir os riscos de possíveis golpes na Black Friday deste ano, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), preparou uma série de dicas com cuidados que devem ser adotados nas compras digitais durante o período de promoções.

Conhecer a reputação da loja, guardar os registros de compras e pesquisar se o site tem conexões seguras para proteção de seus dados são algumas das orientações para que o consumidor não caia em armadilhas.

Com a pandemia, as compras online cresceram e, paralelamente a isso, a quantidade de reclamações envolvendo comércio eletrônico quase dobrou. Dados do consumidor.gov.br mostram que em 2019 foram 63.877 registros de reclamações, enquanto em 2020 foram 119.010. Também é importante estar atento para comprar somente o necessário, não se deixando levar pelas compras por impulso.

Confira as dicas:

1. Informe-se sobre a reputação da loja em que pretende comprar

O cliente pode checar a reputação de grandes varejistas na plataforma consumidor.gov.br. É possível ler o conteúdo das reclamações, as respostas das empresas e a avaliação dos consumidores no site.

2. Consulte os sites comparadores de preços e produtos online

Há formas de comparar preços em sites de pesquisa e alguns procons também publicam em seus sites listas de fornecedores que devem ser evitados. Pesquise sobre os produtos que deseja comprar antes da data e avalie a variação do preço promocional no dia da oferta. Certifique-se de que os descontos ofertados de fato valem a pena e são reais.

3. Cuidado com e-mails e sites fraudulentos

O recomendado é entrar no site oficial da loja por seu endereço online e não por meio de links duvidosos que podem chegar por e-mail ou por dispositivos móveis.

4. Verifique a presença de certificados de segurança de pagamentos nas transações bancárias realizadas com o fornecedor

Não forneça seus dados bancários a sites que não possuem certificados de segurança. Somente acesse sites do fornecedor digitando o endereço diretamente em seu navegador, evitando links existentes em uma página ou em uma mensagem; evite compras ou pagamentos por meio de computadores de terceiros ou por meio de redes Wi-Fi públicas.

5. Confira política de cancelamento ou troca de produto

Verifique se a loja física ou site permite a troca do modelo ou tamanho do produto após a compra. Se permitir, no caso da loja física, faça constar uma observação (na nota fiscal ou na etiqueta, por exemplo) de que a troca é permitida. Exija sempre a nota fiscal.

6. Devolva compras online em caso de arrependimento

No caso de compras feitas pela internet, o consumidor tem o direito de arrependimento por um período de sete dias, contados a partir da entrega do produto, para sua devolução ao fornecedor. Já em compras feitas em lojas físicas não há essa garantia, portanto é importante refletir se há realmente a necessidade de aquisição do produto ou serviço.

7. Confira dados para pagamentos com PIX

Ao utilizar o Pix, o consumidor precisa seguir os mesmos cuidados indicados para qualquer outro tipo de transferência, como checar os dados do recebedor. Também é importante cadastrar chaves apenas nos canais oficiais da instituição financeira, como aplicativo ou agências, e desconfiar de contatos ou ofertas de ajuda não solicitadas sobre isso.

8. Registre reclamação caso não consiga resolver problema com compras diretamente com a empresa.

Se o cliente tiver problemas de consumo que não tenha conseguido resolver diretamente com a empresa, ele tem à disposição a plataforma Consumidor.gov.br para solucionar conflitos que tenham ocorrido no período das promoções. Basta registrar a reclamação na plataforma, caso a empresa esteja cadastrada, ou procurar o Procon mais próximo de sua residência.

Cotidiano

Polícia incinera 53 quilos de droga apreendida em operações de Tarauacá

Publicado

em

A Polícia Civil no município de Tarauacá incinerou na manhã desta quinta-feira, 27, mais de 53 quilos de drogas que foram apreendidas em operações policiais no município.

A incineração contou com a presença de representantes do Ministério Público (MP/AC) do Poder Judiciário e da vigilância sanitária, além dos delegados de Polícia Civil de Tarauacá, e agentes de polícia civil.

A incineração realizada é fruto de operações policiais nos anos de 2019, 2020, e 2021, sendo que na sua grande maioria são drogas apreendidas na BR-364 no ano de 2021.

Com a incineração de hoje, os órgãos constituídos buscam dar uma resposta a traficantes e avisar que os órgãos de segurança pública estão atentos e que o ano de 2022 o enfrentamento a criminalidade, sobretudo ao crime tráfico de drogas não será diferente.

Continuar lendo

Cotidiano

Gonzaga discute com DNIT construção de estrada que ligará municípios do Juruá

Publicado

em

O primeiro-secretário da Assembleia Legislativa do Acre, deputado Luiz Gonzaga (PSDB), participou de reunião com o superintendente regional do DNIT, Carlos Henrique de Assis Moraes, para tratar sobre a obra de construção da estrada que ligará Cruzeiro do Sul a Porto Walter e Marechal Thaumaturgo.

Segundo o deputado Gonzaga, a obra é de suma importância para o desenvolvimento de Porto Walter e Marechal Thaumaturgo, além de facilitar a vida dos ribeirinhos que estão enfrentando dificuldades de navegarem pelos rios do Juruá devido ao baixo nível dos mananciais mesmo no inverno amazônico. Além disso, empresários enfrentaram dificuldades de abastecerem os municípios isolados com mercadorias.

“Estive em Porto Walter recentemente e tenho ouvido dos moradores que a estrada vai ajudar muito a região. Os ribeirinhos reclamam que para se deslocarem até Cruzeiro do Sul precisam navegar horas pelos rios que apresentam um nível bem abaixo da média devido a falta de chuvas na região. Isso dificulta a navegação e atrasa ainda mais as viagens”, disse o deputado.

Gonzaga explica que o DNIT propôs aproveitar um ramal já existente em Cruzeiro do Sul, que já tem 25 quilômetros abertos, para otimizar a obra já que fica faltando apenas 36 quilômetros até Porto Walter.

“O superintendente do DNIT informou que o órgão decidiu usar 25 quilômetros já abertos do Ramal 3, em Cruzeiro do Sul, para facilitar a construção da estrada. Esse percurso foi escolhido porque evita entrarem em reservas e áreas indígenas, além de aproveitarem o ramal já aberto”, disse o parlamentar.

Continuar lendo

Cotidiano

Pesquisa Ipespe: Lula tem 44% e Bolsonaro, 24%; Moro e Ciro empatam em terceiro

Publicado

em

A nova pesquisa Ipespe relativa à disputa presidencial das eleições 2022, divulgada nesta quinta-feira (27), mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na frente no cenário estimulado para o primeiro turno com 44%, contra 24% do presidente Jair Bolsonaro (PL) e 8% dos ex-ministros Sergio Moro (Podemos) e Ciro Gomes (PDT), que empataram.

Nas outras posições, sequencialmente, aparecem João Doria (PSDB), com 2%, e Simone Tebet (MDB), Rodrigo Pacheco (PSD) e Alessandro Vieira (Cidadania) com 1% das intenções de voto. O pré-candidato Felipe d’Avila (Novo) não pontuou.

Outros 8% dos entrevistados responderam que não votariam em nenhum dos apontados, não votariam no geral ou que registrariam voto branco ou nulo, e 4% não soube escolher entre os nomes citados.

Primeiro turno
Intenção de voto estimulada para presidente – cenário COM Sergio Moro (Podemos)

Lula (PT) – 44%
Jair Bolsonaro (PL) – 24%
Sergio Moro (Podemos) – 8%
Ciro Gomes (PDT) – 8%
João Doria (PSDB) – 2%
Simone Tebet (MDB) – 1%
Rodrigo Pacheco (PSD) – 1%
Alessandro Vieira (Cidadania) – 1%
Felipe d’Avila (Novo) – 0%
Branco/nulo/não vai votar – 8%
Indecisos – 4%
Intenção de voto estimulada para presidente – cenário SEM Sergio Moro (Podemos)

Lula (PT) – 44%
Jair Bolsonaro (PL) – 26%
Ciro Gomes (PDT) – 9%
João Doria (PSDB) – 4%
Simone Tebet (MDB) – 1%
Rodrigo Pacheco (PSD) – 1%
Alessandro Vieira (Cidadania) – 1%
Felipe d’Avila (Novo) – 1%
Branco/nulo/não vai votar – 10%
Indecisos – 4%
Intenção de voto espontânea para presidente

Lula (PT) – 35%
Jair Bolsonaro (PL) – 23%
Sergio Moro (Podemos) – 4%
Ciro Gomes (PDT) – 4%
João Doria (PSDB) – 1%
Simone Tebet (MDB) – 0%
Rodrigo Pacheco (PSD) – 0%
Branco/nulo/não vai votar – 6%
Indecisos – 26%
Segundo turno
A Ipespe apresentou sete cenários de segundo turno entre os quatro primeiros colocados na pesquisa.

Cenário 1

Lula (PT) – 54%
Jair Bolsonaro (PL) – 30%
Branco/nulo/não vai votar/indecisos – 16%
Cenário 2

Lula (PT) – 50%
Sergio Moro (Podemos) – 31%
Branco/nulo/não vai votar/indecisos – 19%
Cenário 3

Lula (PT) – 51%
Ciro Gomes (PDT) – 25%
Branco/nulo/não vai votar/indecisos – 24%
Cenário 4

Lula (PT) – 52%
João Doria (PSDB) – 19%
Branco/nulo/não vai votar/indecisos – 29%
Cenário 5

Ciro Gomes (PDT) – 45%
Jair Bolsonaro (PL) – 33%
Branco/nulo/não vai votar/indecisos – 22%
Cenário 6

João Doria (PSDB) – 42%
Jair Bolsonaro (PL) – 33%
Branco/nulo/não vai votar/indecisos – 25%
Cenário 7

Sergio Moro (Podemos) – 35%
Jair Bolsonaro (PL) – 28%
Branco/nulo/não vai votar/indecisos – 37%
Metodologia
A pesquisa foi realizada com 1.000 entrevistados maiores de 16 anos de todas as regiões do país, pelo telefone, entre os dias 24 e 25 de janeiro de 2022.

A margem de erro máximo estimada é de 3.2 pontos percentuais para mais ou para menos, com um intervalo de confiança de 95,5% (se 100 pesquisas fossem realizadas, ao menos 95 apresentariam os mesmos resultados dentro da margem de erro).

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR 06408 2022.

Continuar lendo

Cotidiano

Quase 20 crianças de educandário de Rio Branco são vacinadas contra a Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado Saúde (Sesacre) realizou nesta semana uma ação de vacinação contra a covid-19 no Educandário Santa Margarida, em Rio Branco, onde 17 crianças com idades entre 5 e 11 anos foram imunizadas.

A atividade foi organizada por meio da equipe estadual do Plano Nacional de Imunização (PNI), que, em parceria com a coordenação do Educandário, disponibilizou as doses pediátricas, imunizantes que têm composição e frasco diferentes daqueles destinados a adultos e adolescentes.

Quanto a possíveis reações da vacina, Renata Quiles, coordenadora do PNI estadual, explicou que as mais comuns são semelhantes aos sintomas da gripe, como febre, dor de cabeça e mal-estar físico.

A coordenadora afirmou ainda que eventuais reações diferentes dessas devem ser comunicadas às equipes da Saúde para notificação, acompanhamento e tratamento da criança, até o desaparecimento dos sintomas.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Content is protected !!