Conecte-se agora

Consumo de energia cresce 1% na 1ª semana de setembro no Acre

Publicado

em

O consumo de energia se manteve estabilizado no Brasil nas duas primeiras semanas de setembro, segundo dados preliminares do Boletim InfoMercado Quinzenal da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). De acordo com o órgão, o país utilizou 64.693 MW médios do Sistema Interligado Nacional (SIN), alta de 0,2% em relação ao mesmo período do ano passado e de 4,2% frente a 2019.

No Acre, no entanto, houve crescimento de 1% no consumo no período. Nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul, destaque para Goiás (7%), Minas Gerais (3%) e Santa Catarina (2%). Já no Norte, o Pará avançou 2%.

A CCEE informou que o consumo no mercado livre (ACL), que abastece setores da indústria e empresas de maior porte, foi de 22.001 MW médios, alta de 5,5% na comparação anual. Já o mercado regulado (ACR), que atende negócios menores e os consumidores residenciais, demandou 42.692 MW médios, resultado que representa um recuo de 2,4% frente ao ano passado, influenciado pelo feriado no início do mês, 7 de setembro, que ocorreu numa terça-feira e levou a emendas na segunda-feira para parte do comércio.

Os números também foram influenciados pela saída de consumidores do ACR para o ACL nesse período. Se desconsiderarmos o efeito de migração entre os ambientes nos últimos doze meses, o mercado livre teria crescido 1,1% enquanto o mercado regulado recuaria menos, cerca de 0,2%.

Na avaliação do impacto da Geração Distribuída para o consumo de energia no ambiente de contratação regulada, a CCEE verificou que, na primeira quinzena de setembro, o segmento teria recuado 1,8% caso não houvesse a instalação de sistemas de micro e mini produção solar fotovoltaica nas residências e pequenos comércios. Em relação a 2019, haveria um aumento de 0,3%.

Acre

Estudo alerta surto de dengue, zika e chikingunya em Rio Branco

Publicado

em

Dados do 3° Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti – LIRAa, alertam que em Rio Branco existe a possibilidade uma nova ocorrência de surto de dengue, zika e chikingunya, conforme informou uma nota técnica do setor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (Sensa), divulgado na última sexta-feira, 22.

O estudo foi realizado no período de 27/09 a 01/10, com resultado de 4,35%. O estudo teve o objetivo de avaliar o resultado da pesquisa e definir estratégias de controle vetorial, a equipe Técnica da Divisão de Endemias e Controle de Vetores, juntamente com a Diretora da Vigilância Epidemiológica, Socorro Martins, estiveram reunidos esta semana, para definir estratégias e elaborar um plano de controle vetorial para os próximos 6 meses.

“Os reservatórios de água considerados úteis, como caixas d’água ao nível do solo, se mostram como os principais criadouros para o vetor. É preciso redobramos os cuidados, tendo em vista, o período das chuvas chegou e qualquer recipiente que acumule água parada é um potencial criadouro do mosquito transmissor dessas arbotiroses”, alerta a coordenadora de vigilância Epidemiológica Socorro Martins.

A coordenadora destaca que a intenção do poder público é se antecipar ao possível aumento no número de casos, atuando nos bairros mais infestados pelo vetor, e com ocorrência de transmissão.

Continuar lendo

Acre

Quase 100 crianças do Acre ficaram órfãs de pai ou mãe na pandemia

Publicado

em

Foto: Bruno Kelly/Reuters

Ao menos 99 crianças de até 6 anos de idade que moram no Estado do Acre ficaram órfãs de um dos pais que morreram vítimas da covid-19 entre 16 de março de 2020 e 24 de setembro deste ano. No Brasil todo, esse número é de 12.211 crianças.

Segundo informação à Agência Brasil a Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil), 25,6% das crianças de até seis anos que perderam um dos pais na pandemia não tinham completado um ano.

Já 18,2% tinham um ano de idade; 18,2%, dois anos de idade; 14,5%, três anos; 11,4%, quatro anos; 7,8% tinham cinco anos e 2,5%, seis anos. São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro, Ceará e Paraná foram os estados que mais registraram óbitos de pais com filhos nesta faixa etária.

Os dados foram levantados com base no cruzamento entre os CPFs dos pais nos registros de nascimentos e de óbitos feitos nos 7.645 cartórios de registro civil do país desde 2015, ano em que as unidades passaram a emitir o documento diretamente nas certidões de nascimento das crianças recém-nascidas em todo o território nacional.

Os números obtidos pela Arpen-Brasil, entidade que representa os cartórios de registro civil do Brasil e administra o Portal da Transparência, mostram que 223 pais morreram antes do nascimento de seus filhos, enquanto 64 crianças, até a idade de seis anos, perderam pai e mãe vítimas da Covid-19.

“A base de dados dos cartórios tem auxiliado constantemente os poderes públicos, os laboratórios e os institutos de pesquisas a dimensionar o tamanho da covid-19 em nosso país e o fato de termos esta parceria com a Receita Federal para a emissão do CPF na certidão de nascimento dos recém-nascidos nos permitiu chegar a este número parcial, mas já impactante”, disse, em nota, o presidente da Arpen-Brasil, Gustavo Renato Fiscarelli.

No estado do Rio de Janeiro, ao menos 774 crianças de até seis anos de idade ficaram órfãs de um dos pais vítimas da covid-19 entre 16 de março de 2020 e 24 de setembro deste ano. Os dados foram levantados com base no cruzamento entre os CPFs dos pais nos registros de nascimentos e de óbitos feitos nos 168 cartórios de registro civil do estado.

Segundo o levantamento, no estado do Rio, 23 pais faleceram antes do nascimento de seus filhos, enquanto cinco crianças, até a idade de seis anos, perderam pai e mãe vítimas da Covid-19.

“As diversas parcerias firmadas pelo Registro Civil permitiram realizar esse levantamento, unindo a base de dados dos cartórios de registro civil, o que tem nos proporcionado dimensionar o tamanho do impacto da Covid-19 no Rio de Janeiro. O resultado de levantamentos como esse indica caminhos para que os poderes públicos possam ser mais assertivos na resolução de questões que envolvem a cidadania e a dignidade daqueles que ficaram órfãos”, afirmou o presidente da Arpen/RJ, Humberto Costa.

(Com EBC)

Continuar lendo

Acre

Novo protótipo de identidade será lançada pelo governo

Publicado

em

O delegado-geral de Polícia Civil, Josemar Portes, responsável pelo Serviço de Identificação Civil apresentou na noite desta sexta-feira (22) ao governador Gladson Cameli duas cédulas do novo protótipo da carteira de identidade, em policarbonato.

Em breve, afirma o governador, o documento, emitido com altos padrões de segurança, QR Code e reconhecido mundialmente, estará disponível para toda a população acreana.

“Nosso dever é garantir dignidade e cidadania ao nosso povo por meio de serviços como esse. Em breve, ofertaremos também um modelo digital do RG”, disse Gladson.

Continuar lendo

Acre

Senador Petecão é homenageado pela CBF, no Rio de Janeiro

Publicado

em

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) homenageou o senador Sérgio Petecão, nesta sexta-feira, 22, pelo relevante trabalho do parlamentar acreano em apoio ao esporte no Senado Federal.

Na sede da instituição, no Rio de Janeiro, Petecão recebeu dos dirigentes da maior entidade do futebol brasileiro uma camisa oficial da seleção brasileira personalizada com seu nome. Também estava presente o técnico Tite.

“É uma honra ter o nosso trabalho reconhecido por uma entidade tão importante como a CBF. Sou um incentivador do esporte por acreditar no pelo papel social tão relevante para nossa juventude. Esse reconhecimento só me motiva ainda mais. Fico muito feliz com a homenagem”, afirmou.

Petecão cumpre agenda na capital carioca, onde participa do encontro do Partido Social Democrático (PSD), para discutir tratativas partidárias de âmbito nacional.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas