Conecte-se agora

Líder da bancada da bala quer Mara Rocha disputando o governo

Publicado

em

Se depender do deputado Capitão Augusto (PL-SP), presidente da Frente Parlamentar da Segurança, que está em Rio Branco para chancelar a ida da tucana Mara Rocha (PSDB) ao Partido Liberal, o bolo de candidatos ao governo do Acre poderá aumentar em 2022.

Em entrevista ao jornalista Itaan Arruda nesta segunda-feira, 20, o líder do PL na Câmara dos Deputados afirmou que o sonho do partido para 2022 é ver Mara Rocha disputando a cadeira de governadora do Acre.

A saída de Mara Rocha do PSDB deverá ser oficializada somente na janela partidária em 2022, mas nesta semana, pessoas ligadas a ela tomarão posse da diretoria estadual do Partido Liberal no Acre.

Atualmente, são pré-candidatos ao Governo do Acre, o senador Sérgio Petecão (PSD), David Hall (Cidadania), Jenilson Leite (PSB) e Gladson Cameli (Progressistas) candidato à reeleição.

O deputado Capitão Augusto afirmou que a votação de Mara Rocha em 2018 a credencia a disputar uma vaga majoritária, precisamente, a de governadora do Acre.

“Deixamos um convite também para que ela venha em 22 disputar uma eleição majoritária, preferencialmente, para governadora. Essa é a nossa intenção do Partido Liberal, que é o terceiro maior da Câmara dos Deputados, temos vereadores, senadores, tempo de televisão e somos um partido consolidado. No Acre, vimos que a deputada Mara Rocha poderia alçar voos maiores pela força que já demonstrou em 2018. Aguardamos, ansiosamente, a vinda dela ao PL e temos esse projeto ousado para Mara Rocha que já demonstrou sua força política”, salientou.

Acre

Alda Radine, do Trisal, diz que conheceu sargento Nery na igreja

Publicado

em

Comemorando o episódio 40, o Programa da Jô edição Podcast desta segunda-feira, 5, entrevistou a policial militar, Alda Radine, que contou tudo sobre sua vida, relacionamento a três, depressão e polêmicas envolvendo seu nome.

A acreana de 42 anos, falou sobre o famoso Casal 190, em que fazia sucesso na internet junto com o marido, o sargento Erisson Nery. Segundo ela, os dois se conheceram na igreja. “Ele foi o meu primeiro namorado, nossas primeiras conversas foram através de cartinhas, eu tinha uns 15 anos”.

De acordo com a profissional, uma das melhores coisas de trabalhar com o companheiro, era que mesmo sendo cansativo, também era divertido e relembrou alguns casos marcantes da profissão.

“Trabalhar com ele era divertido, lembro de quando estávamos fazendo segurança em uma festa e vinha mulheres dançar perto dele, faziam quadradinho de 8, e eu ali com um fuzil atravessado no braço, mas não tinha esse negocio não. As mulheres quando elas querem te peitar elas fazem”, revelou.

A policial comentou então sobre o relacionamento a três que formou com Neri e a administradora Darlene Oliveira anos depois, que virou manchete em todos os jornais e sites do Acre. O namoro teria iniciado em 2020, mas ficou conhecido em 2021, quando foi exposto nas redes sociais e gerou muitas críticas, questionamentos, mas também apoios.

“O amor não deve ser escondido, não devo ter vergonha de amar. As pessoas dizem que ok ter casal homossexuais, mas se for escondido, discreto, sem ser mostrado, mas não falam isso de namoro heterossexual. Então, só porque é um relacionamento atípico, nós temos que ser discretos? Se esconder para as pessoas se sentirem mais confortáveis. Acho isso muito injusto e hipócrita”, apontou.

A entrevistada deu detalhes sobre o que faria no começo quando foi exposto o Trisal, se a companheira foi a primeira mulher a se envolver, quando descobriu a bissexualidade e como a relação surgiu.

Conforme ela, vivia em um meio que não dava abertura para a vida que tem agora, por ter nascido em uma família evangélica e por fazer parte da polícia militar, mas o marido viu essas as características nela e incentivou.

“Isso começou aos meus 37 anos é muito recente na minha vida. O Neri que olhava em mim e via essas características, porque eu falava para ele ‘olha que mulher bonita, que peitão’. A partir desses momentos, ele abriu a conversa e começou a falar sobre isso, disse que se eu tivesse interessada, que podia experimentar, de repente eu poderia gostar e não sabia. E eu segui o concelho”, revelou.

Alda falou ainda como foi que conheceu Darlene, como contou para os filhos sobre o relacionamento, a relação no trabalho depois da revelação e como funciona o companheirismo e sexo entre os três.

“É um relacionamento fechado como se fosse a dois, um compromisso de respeito, fidelidade e tudo mais. No sexo, somos um casal de três pessoas, então é somente com os três”, declarou.

A sargento abordou ainda a polêmica que culminou com a prisão de Erisson, em que ele atirou em um home que teria assediado ela. Para isso, disse então que foi obrigada a não falar sobre o caso, mesmo achando isso um absurdo, cumpre a decisão e espera ter uma reviravolta na situação.

“Temos muito materiais nas mãos, mas não podemos falar sobre isso agora. Eu espero que as estratégias dos nossos advogados sejam guiadas em Deus, que dê tudo certo e que seja justo, que não aconteça como está acontecendo até agora, muita injustiça, mas Deus está vendo e eu tenho fé que as coisas vão se resolver”, expressou.

Assista ao Podcast da Jô completo.

video
play-rounded-fill

 

Continuar lendo

Cotidiano

Sesacre cria mecanismo para enfrentamento de emergências em saúde pública

Publicado

em

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre), está criando o Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES), destinado ao enfrentamento das emergências de saúde.

De acordo com a publicação no Diário Oficial desta terça-feira, 6, o conselho tem caráter consultivo e vai ser vinculado diretamente ao gabinete da Secretária de Estado de Saúde, com o objetivo de promover resposta coordenada por meio da articulação e da integração dos atores envolvidos. A sua estruturação permite a análise dos dados e das informações para subsidiar a tomada de decisão dos gestores e técnicos, na definição de estratégias e ações adequadas e oportunas para o enfrentamento de emergências em saúde.

Os objetivos principais do COES são planejar, organizar, coordenar e controlar as medidas a serem empregadas no manejo das emergências; Analisar os padrões de ocorrência, distribuição e confirmação de agravos que caracterizem emergência pública ocorridos no território do Estado do Acre; Implementar as ações previstas no Plano de Contingência, quando existentes; e Elaborar Plano de Contingência quando este for inexistente, entre outras atribuições.

O COES é formado por 19 membros efetivos e consultivos e para a coordenação foi nomeado o enfermeiro Edvan Ferreira Meneses.

Continuar lendo

Acre

Saúde do Acre alerta para risco de contaminação por leptospirose

Publicado

em

Com a intensificação das chuvas em todo o Acre, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), nesta segunda-feira, 5, alerta a população sobre os cuidados que devem ser tomados para evitar a leptospirose.

Essa doença infecciosa causada por uma bactéria chamada leptospira, presente na urina de ratos e de outros animais, é transmitida por água contaminada e pelo contato com a pele, principalmente se houver algum arranhão ou ferimento.

O médico veterinário do Núcleo de Zoonoses da Divisão de Vigilância Ambiental, José Conceição Guimarães, aconselha a população a evitar andar em áreas alagadas, principalmente nesse período de chuvas do inverno amazônico, onde há a proliferação de ratos transmissores da doença.

“Em situações de enchentes e inundações, a urina dos ratos em esgotos, córregos, bueiros mistura-se à enxurrada e à lama, fazendo com que qualquer pessoa que tenha contato com a água das chuvas ou o lodo contaminado possa ser atingida. Nos meses de dezembro até abril, o melhor é ter todos os cuidados para não ser contaminado”, explica.

No ano de 2021, foram contaminadas 832 pessoas, já neste ano 408 pessoas foram contaminadas em todo o estado. Em 2020 houve 1 óbito e em 2021, também uma morte por leptospirose.

Moradores que tenham tido contato com a água das chuvas devem ficar atentos aos sintomas da leptospirose e buscar atendimento médico o mais rápido possível, caso seja necessário.

Prevenção – Deve-se evitar o contato com água ou barro de enchentes. Caso no contato com a água tenha ocorrido, logo que possível a recomendação é de retirar calçados molhados e limpar a região do corpo com água e sabão.

Pessoas que trabalham na limpeza de lama, entulhos e desentupimento de esgoto devem usar botas e luvas de borracha. Na impossibilidade, devem ser utilizados sacos plásticos duplos amarrados nas mãos e nos pés.

Após a limpeza, é indicado o uso de hipoclorito de sódio (água sanitária) a 2,5%. O produto mata as leptospiras e deve ser utilizado para desinfetar reservatórios (1 litro de água sanitária para cada mil litros de água) e locais e objetos que tiveram contato com água ou lama contaminada (um copo de água sanitária em um balde de 20 litros de água). Importante lembrar que, durante os processos de limpeza e de desinfecção de locais onde houve inundação, deve-se também proteger pés e mãos do contato com a água.

Sinais e sintomas – Os sintomas mais comuns são: inicialmente um quadro semelhante a uma virose, com febre alta, dor de cabeça, dor nos olhos, além de uma característica importante que é dor nas panturrilhas (batata das pernas) e, posteriormente icterícia (pele amarelada).

A leptospirose é uma doença curável, com tratamento e diagnóstico oferecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS), mediante a notificação da suspeita para a Vigilância Epidemiológica Municipal. O diagnóstico e o tratamento precoces são importantes para o êxito da recuperação.

Com informações da Agência de Notícias do Acre.

Continuar lendo

Acre 01

Governo do Acre publica calendário de pagamento do IPVA em 2023; veja o calendário

Publicado

em

A Secretaria Estadual de Fazenda do Acre (SEFAZ) publicou no Diário Oficial desta terça-feira, 6, a portaria que estabelece o valor da base de cálculo, as datas e condições de pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) do ano que vem.

O pagamento do imposto em cota única, até o vencimento, terá redução de 10% (dez por cento). Em caso de parcelamento, o valor de cada parcela obedecerá aos seguintes critérios: 1ª parcela correspondente a 33,34% (trinta e três inteiros e trinta e quatro centésimos por cento) do valor do imposto; 2ª e 3ª parcelas correspondentes a 33,33% (trinta e três inteiros e trinta e três centésimos por cento) do valor do imposto, respectivamente. A parcela não poderá ser inferior a R$ 50,00 (cinquenta reais).

Em caso de transmissão da propriedade do veículo, o pagamento do IPVA deverá ser efetuado em cota única antes de sua transferência ao novo proprietário, considerando-se vencidas, nesta data, as cotas não liquidadas.

Para o pagamento do imposto, o proprietário deverá emitir o Documento de Arrecadação Estadual – DAE através do site www.detran.ac.gov.br ou retirá-lo no Posto Fiscal do IPVA, localizado nas dependências do Departamento Estadual de Trânsito – DETRAN-AC ou nas Unidades Regionais da SEFAZ de seu município.

Confira abaixo o calendário de pagamento do IPVA 2023:

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.