Conecte-se agora

Bloqueio na BR-364: começa a faltar combustível em Rio Branco, alerta sindicato

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas

Nesta sexta-feira, 10, a assessoria do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado do Acre – SINDEPAC, afirmou à reportagem do ac24horas que em Rio Branco alguns postos já começam a sentir os efeitos da paralisação dos caminhoneiros e estão sem estoque de gasolina aditivada.

O sindicato reafirmou a dificuldade dos proprietários dos postos em adquirir o derivado do petróleo e revelou muitos dos estabelecimentos tinham garantido uma boa quantidade de combustível. “Os postos estavam com dificuldades de comprar novos estoques em Rondônia devido esses bloqueios, mas alguns estabelecimentos do Acre tinham combustíveis disponíveis por pelo menos dois dias. Na quarta-feira mesmo alguns postos já não tinham gasolina aditivada”, informou o sindicato.

“Por enquanto, não recebemos informações sobre postos sem os outros combustíveis”, declarou a assessoria.

Os representantes disseram ainda que se, porventura, o bloqueio permanecer por mais tempo, haverá desabastecimento de combustíveis. “Se o bloqueio continuar, é possível que comece a faltar a gasolina comum”.

Na manhã de hoje, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) confirmou que a manifestação permanece entre os estados do Acre e Rondônia. Há um bloqueio na altura de Jaci-Paraná. Os manifestantes só autorizam a passagem de caminhões com carga perecível.

Destaque 4

Prazo determinado e valor reduzido: Projeto de Alan Rick muda regras do Revalida

O parlamentar é autor da Lei que estabeleceu a regularidade do exame

Publicado

em

O deputado federal Alan Rick (União-AC) protocolou, nesta semana, o Projeto de Lei 1273/2022, que altera a Lei que institui o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida), para estabelecer prazo para a divulgação da nota de corte e alterar a métrica do valor cobrado para a realização da segunda etapa do exame.

Conforme o texto, a nota de corte deve ser publicada, no máximo, até 30 dias antes da realização do exame. “Nesta última prova, realizada agora em março, a nota foi publicada dois dias antes da avaliação e os candidatos ainda foram surpreendidos com a elevação de 90 pontos, exigidos em 2021, para 99,6”, evidencia o deputado.

Outra alteração que o projeto estabelece é para o valor cobrado para a realização da segunda etapa do Revalida, que será limitado ao equivalente a 30% do valor mensal da bolsa vigente do médico-residente que hoje é R$ 4.106,09. “O valor cobrado pela inscrição na segunda fase do Revalida está muito acima do razoável diante das dificuldades que os candidatos estão passando. O valor não pode ser proibitivo!”, protesta o congressista.

A proposta aguarda despacho do Presidente da Câmara dos Deputados para definir por quais comissões irá tramitar.

Em 2019, Alan Rick foi o líder do movimento que aprovou a lei do Revalida estabelecendo a realização semestral do Exame.

Continuar lendo

Destaque 4

Prefeitura entrega notebooks para professores e anuncia implantação de fibra ótica em escolas

Publicado

em

A Prefeitura de Rio Branco entregou, nesta quinta-feira, 19, no auditório da U: Verse, os primeiros 247 notebooks da marca HP, modelo 2022, de um total de 1.407, que serão entregues a todos os professores e coordenadores pedagógicos da Rede Municipal de Ensino. Além dos notebooks, a prefeitura também estará disponibilizando chips com acesso à internet para todos os diretores e 79 smartphones mais 320 computadores, para todas as escolas municipais, da zona urbana e rural.

No evento também foi assinada a ordem de serviço no valor de aproximadamente R$ 1.460.000, para a implantação de fibra ótica em todas as escolas da capital. Transformando, assim, Rio Branco na capital da tecnologia.

A alegria ao receber os equipamentos, estava estampada na face de cada educador. Como conta a coordenadora pedagógica Sheila Souza, da Escola Municipal Maria Silvestre de França.

“Ele é um homem honesto e tem feito o que é certo para um prefeito, neste momento. Com certeza ele está olhando a educação do município com muito carinho”.

O prefeito Tião Bocalom comemorou mais esta realização da gestão.

“Isso mostra o compromisso da nossa equipe da Educação, desde a época da campanha, de que queríamos modernizar a gestão pública, criar todas as condições para que a gente pudesse aplicar inovações tecnológicas, principalmente na Educação. E está aí o resultado. Eu tenho certeza que a nossa Educação não será mais a mesma depois desse conjunto de ações que a prefeitura está realizando”.

Nabiha Bestene, secretária municipal de Educação, reforçou as palavras do prefeito e disse ter a sensação de missão cumprida.

“É sempre uma alegria e satisfação quando a gente vê um sonho concretizado. Para nós é uma missão cumprida”, reforçou.

Continuar lendo

Destaque 4

Governo reinaugura OCA em Xapuri e assina ordem de serviço para OCA de Brasiléia

Publicado

em

Sem a presença do governador Gladson Cameli, que teve uma indisposição horas antes, foi reinaugurada nesta quinta-feira (19) a revitalização das instalações da Organização das Centrais de Atendimento (OCA) de Xapuri.

Na ocasião, também foi assinada a ordem de serviço para a reforma do prédio onde funcionará a OCA de Brasiléia, que tem previsão de ser inaugurada ainda este ano.

Entre as novidades trazidas pela restauração está a instalação de uma plataforma elevatória para proporcionar acessibilidade ao ambiente superior do prédio, o que antes era possível apenas pelas escadas.

Com relação aos serviços, a novidade é a implantação do Serviço Estadual de Proteção ao Consumidor (Procon), que já passa a funcionar a partir desta sexta-feira (20). Futuramente, será implantado na cidade o Procon Municipal.

A reforma do prédio da OCA Xapuri durou cerca de 11 meses e foi a primeira intervenção efetiva do prédio desde a enchente histórica de 2015, que atingiu de maneira intensa a antiga estrutura.

A solenidade desta quinta-feira marcou também a celebração dos 12 anos de criação da OCA Xapuri, que foi inaugurada no dia 27 de maio de 2010, pelo ex-governador Binho Marques, sendo a pioneira do Acre.

A OCA Xapuri unificou serviços em um só lugar, proporcionando que em um único atendimento, o cidadão pudesse solicitar vários outros atendimentos que otimizaram a prestação dos serviços ao público.

O prédio onde funciona a OCA Xapuri faz parte do Centro Histórico da cidade e foi recuperado para acolher a população. No local, funcionava uma das duas mais movimentadas casas aviadoras do município, responsável pelo abastecimento de boa parte dos seringais da região.

Parte da cidade e do Acre, está retratada no memorial “A Limitada” que também faz parte da Central.

No ano passado, o governador Gladson Cameli assinou ordem de serviço para a reforma da OCA Xapuri, no valor de 600 mil reais, recursos oriundos do Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID.

Continuar lendo

Destaque 4

Dnit garante ao Acre que irá reconstruir parte da BR-364 em 2023 com “engenharia especial”

Segundo o Dnit, a pista será refeita, inclusive com elevação, para evitar os problemas estruturais atuais

Publicado

em

Durante um encontro ocorrido entre o presidente do Departamento de Estradas de Rodagens do Acre (Deracre), Petronio Antunes, e o diretor de Planejamento e Pesquisa do Departamento Nacional de Infraestrutura (Dnit), Luiz Guilherme Rodrigues, em Brasília, foi assegurado nesta quarta-feira, 18, que parte da BR-364, num trecho de 400 quilômetros entre Sena Madureira e Tarauacá, considerado em estado crítico, será reconstruída com uma solução de engenharia especial.

De acordo com o diretor do Dnit, toda a estrutura da pista será refeita, inclusive com elevação, para evitar os problemas estruturais atuais. Sobre a BR-364, Luiz Guilherme esclareceu que este ano, em virtude das restrições orçamentárias, o Dnit se dedicará à recuperação dos trechos mais críticos para assegurar a trafegabilidade. “Já para o próximo ano, a reconstrução de 400 quilômetros já está no cronograma do departamento, inclusive com a empresa que fará a obra, contratada. Será uma obra de reconstrução, pois a base de todo o trecho terá que ser trabalhada para evitar os problemas que acontecem hoje”, explicou.

Ao presidente do Deracre, também foi dada a confirmação de que o projeto de desapropriação da área do Anel Viário de Brasileia e Epitaciolândia já está em sua fase final para que o mutirão de negociação e pagamentos seja realizado.

Com informações da Agência de Notícias do Acre

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!