Conecte-se agora

Forte temporal derruba árvores, danifica veículos e destelha órgãos públicos em Rio Branco

Publicado

em

A forte ventania, acompanhada de fortes chuvas, ocasionou transtornos em vários pontos de Rio Branco nesta quinta-feira, 9.

Internautas enviaram vídeos e fotos ao ac24horas mostrando um ponto destinado aos mototaxistas que foi derrubado devido aos fortes ventos. Na ação da natureza, ninguém ficou ferido, apenas danos materiais foram registrados.

Já na Rua Alvorada, na rotatória de uma conhecida farmácia, uma árvore caiu e gerou engarrafamento no trânsito na localidade.

O temporal atingiu também o Hospital da Criança, que acabou ficou destelhado, ocasionando claridade na área onde estavam vários pacientes e alagamentos internos.

Outro local que ficou bastante danificado foi a Secretaria de Licitação do governo. Devido a ventania, o órgão foi destelhado e houve queda de árvores que acabou atingindo dois veículos, uma moto e um carro HB20 branco.

Na ocasião, o Corpo de Bombeiros foi acionado para fazer a remoção das árvores que acabaram sendo derrubadas.

Veja o vídeo:

CHUVA FORTE

Destaque 4

Reserva Chico Mendes lidera ranking das 10 reservas federais brasileiras mais pressionadas pelo desmate

Publicado

em

As áreas protegidas da Amazônia — como terras indígenas, territórios quilombolas e unidades de conservação —, viram as ameaças e pressões de desmatamento aumentarem em um ano. Entre agosto de 2020 e julho de 2021, foram mais de 10 mil ocorrências de devastação da floresta dentro ou a até 10 km desses territórios, 13% a mais do que no período anterior, entre agosto de 2019 e julho de 2020.

Um fator põe diretamente o Acre em evidência nesse contexto: a Reserva Extrativista Chico Mendes lidera o ranking das 10 unidades federais de conservação mais ameaçadas pela devastação da floresta. No período analisado, a Resex registrou 114 células de desmate -4 a mais que entre julho de 2019 e agosto de 2020, quando essa unidade também figurou no mesmo ranking desta vez na 3ª colocação.

Além da REsex Chico Mendes, o Parque Nacional da Serra do Divisor e a Reserva Cazumbá-Iracema também figuram nos ranking de unidades de conservação federal ou estadual que sofrem com a pressão do desmatamento interno ou ao entorno.

Os dados são do levantamento “Ameaça e Pressão de Desmatamento em Áreas Protegidas”, publicado pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon). O estudo identifica e contabiliza todas as ocorrências detectadas pelo Sistema de Alerta de Desmatamento do Imazon (SAD) em áreas de 100 km² na Amazônia Legal e as classifica como ameaça, se estiverem a até 10 km das áreas protegidas, ou pressão, se estiverem dentro desses territórios.

Entre agosto de 2020 e julho de 2021, 7.005 ocorrências (66%) foram classificadas como ameaça e 3.565 (34%) como pressão. Isso indica que, em geral, houve mais casos de desmatamento ao redor das áreas protegidas do que dentro delas, o que serve de alerta para a necessidade de ações que impeçam ainda mais o avanço da destruição.

Em um momento em que a Amazônia vive o pior ritmo de desmatamento dos últimos 10 anos, esse olhar específico para as áreas protegidas é um importante subsídio para que políticas públicas sejam direcionadas para esses territórios.

O aumento de 13% nas ocorrências de desmatamento mostra que os órgãos públicos precisam intensificar as ações de fiscalização, identificação e punição dos responsáveis pela destruição da floresta nas áreas protegidas, pois esses territórios deveriam estar sendo priorizados.

“As APs mais Ameaçadas foram a Resex Chico Mendes (AC) e a Parna Mapinguari (AM/RO), ambas estavam entre as três APs mais Ameaçadas no ranking do calendário anterior. Pará é o estado com maior número de APs ameaçadas no ranking. Todas as 10 APs mais Ameaçadas também estavam no ranking das 10 mais no calendário anterior”, relata o Imazon nesse estudo.

Acesse https://imazon.org.br/wp-content/uploads/2021/09/AmeacaePressao_Agosto2020-Julho2021.pdf e saiba mais sobre o estudo.

Continuar lendo

Destaque 4

Governo anuncia convocação de 92 aprovados do cadastro de reserva da Polícia Militar

Publicado

em

Na manhã desta sexta-feira, 17, no Palácio Rio Branco, o governador Gladson Cameli (Progressistas) anunciou a convocação de 92 aprovados no cadastro de reserva do concurso da Polícia Militar do Acre (PMAC), realizado em 2017.

De acordo com o governo, serão chamados 74 homens e 18 mulheres. O curso de formação dos aprovados do cadastro de reserva vai começar no dia 3 de novembro. Inicialmente, o concurso previa a oferta de 250 vagas para o cargo de aluno soldado, mas, de acordo com o governo, foram chamados 587.

Em seu pronunciamento, o chefe do executivo acreano revelou que a burocracia foi o fator primordial no atraso da convocação dos aprovados do cadastro de reserva. “Há toda uma equipe por trás que é necessária para a realização do sonho de vocês”.

Cameli fez um agradecimento público aos parlamentares da Assembleia Legislativa pelo aval dado para a convocação dos futuros alunos soldados. Por fim, o governador solicitou que os aprovados tenham foco no treinamento que irá ocorrer no curso de formação. “O treinamento é fundamental, não existe treinamento ruim para quem não quer exercer a profissão. Minha gratidão a todos”, argumentou.

O comandante da Polícia Militar, coronel Paulo César Gomes, enalteceu a iniciativa do governo, segundo ele, os futuros novos policiais deverão diminuir a defasagem da corporação. “Temos um déficit de mais de 2 militares há muito tempo, os aprovados do cadastro de reserva vão nos ajudar no reforço da tropa”.

O secretário de segurança pública, Paulo Cézar, destacou a importância de reforçar o efetivo de profissionais da Segurança Pública. Na ocasião, o militar comentou o episódio ocorrido com os alunos soldados do curso de formação da PM. Em sua opinião, não houve excesso. “O tratamento dado aos alunos exige intelecto, psicológico. “Isso não se consegue sem um treinamento específico. Todo militar precisa passar por isso. Vocês se preparem, porque será preciso”, declarou.

O deputado estadual e líder do governo, Pedro Longo, parabenizou o governador pelo cumprimento da promessa de campanha. Além disso, o parlamentar explicou a demora na convocação que ocorreu devido a trâmites burocráticos.

Maísa Dias, representante do cadastro de reserva, disse que o governador Gladson Cameli é o principal responsável pela convocação dos futuros profissionais da segurança pública.

Em março deste ano, foram convocados 200 concursados, sendo 160 preenchidas por candidatos homens e as outras 40 por mulheres. O concurso da PM-AC foi lançado em março de 2017, com 250 vagas iniciais para o cargo de soldado combatente no nível médio e técnico.

A convocação dos aprovados de forma imediata foi uma das promessas de governo durante a campanha eleitoral do governador.

A validade do concurso da PM era de seis meses, a contar da divulgação do resultado final do certame que ocorreu em junho de 2018. Porém, o prazo foi prorrogado por mais dois anos no mesmo mês, menos de dez dias depois.

O concurso venceria em 2020, mas, devido a pandemia de Covid-19, uma lei, aprovada pelo governador em maio do ano passado, suspendeu os prazos de validade de concursos públicos já homologados e em fase de convocação dos aprovados no estado durante o período de calamidade.

Participaram da solenidade o secretário de segurança, Paulo César, o secretário de comunicação, Rutemberg Crispim, do Procurador-Geral do Estado, João Paulo Sett, dos deputados estaduais José Bestene (Progressistas) e Pedro Longo (PV) e demais autoridades.

Continuar lendo

Destaque 4

Acre regulamenta isenção de imposto na compra de carro a portadores de deficiência

Publicado

em

Foto: Beatriz Martins

O governo do Acre alterou no Diário Oficial desta sexta-feira, 17, o decreto que concede isenção na compra de um veículo por pessoas portadoras de deficiência física, visual, mental ou autista.

O benefício previsto neste artigo somente se aplica a operação de saída amparada por isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados – IPI, nos casos de deficiência física, aquela que apresenta alteração completa ou parcial de um ou mais segmentos do corpo humano alcançando, tão somente, as deficiências de grau moderado ou grave, assim entendidas aquelas que causem comprometimento parcial ou total das funções dos segmentos corpóreos que envolvam a segurança da direção veicular, acarretando o comprometimento da função física e a incapacidade total ou parcial para dirigir apresentando-se sob a forma de paraplegia, paraparesia, monoplegia, monoparesia, nanismo, tetraplegia, tetraparesia, triplegia, triparesia, hemiplegia, hemiparesia, amputação ou ausência de membro, paralisia cerebral, membros com deformidade congênita ou adquirida, exceto as deformidades estéticas e as que não produzam dificuldades para o desempenho de funções;

Há ainda os casos de deficiência que seja toda perda ou anormalidade de uma estrutura ou função psicológica, fisiológica ou anatômica que gere incapacidade para o desempenho de uma atividade, dentro do padrão considerado normal para o ser humano.

Quem tem alguma deficiência permanente, que ocorreu ou se estabilizou durante um período de tempo suficiente para não permitir recuperação ou ter probabilidade de que se altere, apesar de novos tratamentos, também pode ter acesso ao benefício.

As pessoas que provarem incapacidade, que seja uma redução efetiva e acentuada da capacidade de integração social, com necessidade de equipamentos, adaptações, meios ou recursos especiais para que a pessoa com deficiência possa receber ou transmitir informações necessárias ao seu bem-estar e ao desempenho de função ou atividade a ser exercida.

Para comprovar uma das deficiências, bem como do comprometimento da função física e da incapacidade total ou parcial para dirigir, é preciso apresentar um laudo pericial, emitido por prestador de serviço público de saúde ou prestador de serviço privado de saúde, contratado ou conveniado, que integre o Sistema Único de Saúde (SUS).

Quem não tem condições de dirigir, pode indicar até três condutores, que precisam comprovar que moram na mesma residência do beneficiário.

Continuar lendo

Destaque 4

Obras de recuperação de rompimento da BR-317 em Epitaciolândia vão custar R$ 2,1 milhões

De acordo com o DNIT processo licitatório já foi realizado e ordem de serviço será dada na próxima semana

Publicado

em

O desmoronamento ocorrido na BR-317 em março deste ano, a 28 quilômetros de Epitaciolândia, tem sido uma das maiores dificuldades enfrentadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) com relação às obras de recuperação da rodovia federal entre Rio Branco e Brasiléia.

Desde quando ocorreu o rompimento da estrada, o tráfego está acontecendo por um desvio feito no local. Nos últimos meses, alguns acidentes que não resultaram em vítimas fatais fizeram aumentar a cobrança dos usuários da rodovia pela solução do problema, que oferece riscos, principalmente à noite.

Nesta quinta-feira (16), o superintendente do DNIT no Acre, Carlos Moraes, informou que o início das obras de recuperação da estrada no ponto do rompimento já está próximo. Ele disse que o processo licitatório já foi realizado e que a ordem de serviço deverá ser dada na próxima segunda-feira (20). A obra custará R$ 2,1 milhões.

Em junho passado, Carlos Moraes havia dito que a alta no preço do aço e do cimento era a razão da demora nos serviços de recuperação do rompimento da rodovia nesse ponto. Ele também informou que há outro desvio sendo recuperado, no km 192, nas imediações da fazenda Três Meninas.

“Lá está em obras, recompondo um aterro e substituindo uma linha de bueiros danificada”, explicou.

Sobre a recuperação da BR-317 como um todo, ele disse que entre Brasiléia e Assis Brasil estão ocorrendo serviços de manutenção com tapa buracos e remendos profundos. Ele considerou que modo geral o estado da rodovia está bom, embora ainda existam problemas pontuais de Rio Branco a Brasiléia e no perímetro urbano de Epitaciolândia e Brasiléia.

“Para sanar esses problemas emitiremos ordem de serviço no final da semana que vem, para empresa que venceu a licitação de manutenção desse trecho. Próximo a Assis Brasil temos alguns pontos críticos, mas a empresa segue trabalhando lá num ritmo razoável e tendo em vista a iminência do término do verão já solicitamos reforço das equipes”, acrescentou.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas