Conecte-se agora

PF do Acre investiga suspeita de manipulação de resultados do Plácido no Campeonato Acreano

Publicado

em

O time de Plácido de Castro levou 15 gols nos últimos dois jogos pelo Campeonato Acreano. Perdeu de 7 a 0 para o Humaitá e na noite de ontem foi goleado por 8 a 0 pela equipe do Atlético Acreano.

Não demorou para que a possível venda de resultado começasse a ser mencionada. Ocorre que a história foi além de um boato. O presidente do clube, Renato Garcia, foi convidado a prestar esclarecimentos na tarde desta quinta-feira, 12, na sede da Polícia Federal sobre a parceria com um investidor que está responsável pelo clube.

Renato falou com a reportagem do ac24horas. A primeira coisa que disse que foi que ainda na tarde desta quinta-feira promove o destrato da parceria com o empresário Max Ferreira. “Estou vindo de Plácido e na tarde de hoje vou me reunir com o investidor e devido tudo que está acontecendo vou rescindir o contrato. A parceria solicitou porteira fechada, já que na minha opinião houve quebra de contrato por parte do investidor, atletas e comissão técnica. Ontem o que vimos em campo, nem o meu sub-13 faz uma partida daquelas. Hoje estou fazendo o distrato”, diz Renato.

O presidente do clube falou sobre a possível investigação. “Quanto a manipulação de resultados é um ponto que venho batendo desde o ano passado. Se você olhar as minhas entrevistas passadas, eu sempre falei sobre a preocupação com o excesso de banca de jogo, a interferência de investidores de fora, a perda da gestão dos clubes do Acre por quem vem de fora. Em relação a investigação, Plácido está de portas abertas, transparência total, já que não participamos de nada e nem permitimos. Eu acho que tem ser feita uma investigação em todo o futebol acreano. A Federação vem se esforçando para fazer uma festa bonita e não pode ser permitido esse tipo de coisa”, diz o presidente do clube.

A reportagem teve acesso a declaração do treinador Ed Soares, que se mostra bastante chateado com as acusações de possível manipulação. Ele fala da realidade que o clube tem vivido. “É impossível uma conversa dessas real, até pelo fato do que está acontecendo com a gente. Nós não temos jogador para entrar em campo, estamos nos humilhando ao sub-17. Não tem jogador para treinar e ainda vem um absurdo. Isso é uma falta de respeito com a gente que tá todos os dias no sol quente. A gente só tá colhendo o que plantaram com a gente de falta de estrutura e ainda vamos ter que responder uma bucha dessas? A comissão técnica e os jogadores estão à disposição de quem quer seja para esclarecimentos. Já basta a humilhação que estamos passando aqui”, disse Ed.

O ac24horas também conversou com o investidor do clube, Max Ferreira. Ele garantiu não saber nada sobre manipulação de resultados. “Eu não sei de nada, não jogo. Eu sou apenas o investidor do clube, moro em Rio Branco. Não tenho conhecimento”, disse.

Destaque 4

Prefeitura de Brasiléia realiza ação de combate ao abuso sexual contra crianças e adolescentes

18 de maio também é dia da Luta Antimanicomial 

Publicado

em

Em comemoração ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e Luta Antimanicomial, a Prefeitura de Brasiléia por meio das secretarias de assistência social e saúde realizou, no centro cultural Sebastião Dantas, ação em alusão a data.

A atividade contou com apresentações de dança dos pacientes do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), e alunas da escola municipal Ruy Lino.

A psicóloga Ramona Melo realizou palestra voltada às crianças e  adolescentes presentes no evento, onde abordou a importância da conscientização sobre a luta antimanicomial.

Luan Fernandes, psicólogo do Centro de Referência em Assistência Social (CREAS) falou a respeito da importância em denunciar o abuso sexual infantil intra e extra-familiar.

O Prefeito em  Exercício, Carlinhos do Pelado participou do evento, que contou com a presença de  dezenas de adultos e  crianças, além de profissionais da saúde,  assistência social, gestores de escolas, representantes do Conselho Tutelar  municipal e presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e adolescente.

A presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente, Joana Bandeira ressalta que o Dia 18 de maio é uma data para reflexão. “Todo ato de violência e abuso sexual deve ser denunciado, seja no Conselho Tutelar, no Ministério Público ou outros órgãos responsáveis por cuidar da integridade das nossas crianças. Essa data serve para que possamos conscientizar sobre atos de abuso praticados muitas vezes dentro do próprio lar”, ressaltou Joana Bandeira.

Rogeria Gondim, coordenadora do CAPS falou sobre a Ação do dia Antimanicomial “A secretaria de Saúde através do CAPS está chamando a atenção da sociedade sobre a importância deste dia que revela a grande luta, onde há mais de 30 anos se travou uma batalha para que os manicômios fossem fechados. Nós entendemos que as pessoas que tem transtorno tem o direito de viver em liberdade, tem direitos de ter um cuidado especial e por isso que defendemos a ideia de que trancar não é tratar. Nós da equipe do CAPS estamos prontos para oferecer um atendimento humanizado de cuidado de amor e de compreensão para com as pessoas que tem transtorno mental”, afirmou a coordenadora.

O prefeito em Exercício, Carlinhos do Pelado, participou da ação e destaca a importância da conscientização. “É uma satisfação estarmos representando a Prefeita Fernanda Hassem nessa atividade tão importante que é o Maio Laranja, sabemos que hoje é um dia especial no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes e a Luta antimanicomial, onde o CAPS vem realizando diversas ações com os pacientes, além de palestras educativas nos rádios e Unidades de saúde”, afirmou.

Continuar lendo

Destaque 4

Segundo dia de julgamento terá depoimentos de Ícaro e Alan e embates “calorosos” no Júri

Publicado

em

O segundo dia do julgamento do caso “Jonhliane” que ocorre nesta quarta-feira, 18, no Conselho de Sentença da 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar da Comarca, na Cidade da Justiça, em Rio Branco, deve ser marcado por fortes emoções. Isso porque, estão previstos logo pela manhã os depoimentos de Ícaro Pinto e Alan Araújo – acusados pelo acidente que vitimou a trabalhadora em agosto de 2020.

Em seguida, de acordo com o juiz Alesson Braz, deverá ocorrer às manifestações do promotor Efraim Mendoza – representando o Ministério Público, e dos advogados de defesa dos acusados. As manifestações de advogados e promotores devem ter mais de 5h de duração com previsão de réplica e tréplica.

Entretanto, o momento mais tenso vai ficar por conta dos embates entre Mendoza e os advogados de Ícaro e Alan. Segundo informações repassadas pelo magistrado do caso, Alesson Braz, o julgamento deverá encerrar apenas na quinta-feira, 19.

Continuar lendo

Destaque 4

Mãe de Jonhliane Paiva revela que nunca recebeu assistência das famílias de Ícaro e Alan

Publicado

em

Raimunda Paiva, 54 anos, mãe de Jonhliane Paiva de Souza, 30 anos, vítima de um acidente fatal ocasionado em agosto de 2020, foi a última testemunha do julgamento de Ícaro Pinto e Alan Araújo, na 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar da Comarca de Rio Branco.

Dona Raimunda, que não esteve presente no início do julgamento por problemas de saúde, iniciou seu depoimento lamentando a morte da filha e afirmou que nem os “animais” merecem esse tipo de morte trágica. “Nem um animal merece isso, eu tiro para não ser acidentada. Imagina criar uma filha como criei para matarem assim”.

Visivelmente emocionada, a mãe de Jonhliane destacou que ainda não superou a morte da filha e que é uma dor imensurável. “Eu estava dormindo. Um amigo dela me ligou e me levou até lá. Cheguei no local e vi minha filha jogada no chão”, contou.

A matriarca da família detonou a tese de defesa de que houve “racha” entre Ícaro e Alan Araújo momentos antes do acidente fatal. “Esse negócio de que ele não estava fazendo racha, ele ia correr com quem? Com um fantasma? Naquela rua a velocidade é 40 km e a pessoa vai andar a 150km”, disparou.

Ao ser questionada pelo juiz Alesson Braz de que estava recebendo auxílio das famílias dos acusados, Raimunda negou qualquer recebimento de ajuda. “A mãe do Ícaro me ligou logo no início pedindo perdão, e eu falei que ela tinha que pedir perdão a Deus. Eles nunca me deram assistência de nada”, explicou.

Ao relembrar da filha, Paiva destacou que a filha tinha um sonho de encerrar sua carreira no Supermercado Araújo, já que estava concluindo um curso superior. “Ela trabalhava no escritório e era muito inteligente”.

Continuar lendo

Destaque 4

“Ícaro e Hatsue não tem coração. Foram para Fortaleza”, diz irmão de Jonhliane

Publicado

em

Jhonatan Paiva, irmão de Johnliane de Souza, de 30 anos, concedeu entrevista ao ac24horas na tarde desta terça-feira, 17 e classificou como “absurda” o depoimento de Hatsue Said Tanaka, ex-namorada de Ícaro Pinto, acusado de atropelar e matar sua irmã, em agosto de 2020, no julgamento na 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar da Comarca de Rio Branco.

Paiva debochou do fato de Hatsue ter demonstrado esquecimento durante o depoimento. Na sua opinião. “Eu achei que ela tem amnésia. Como mulher ela tinha que olhar os fatos do acontecimento. Eles não prestaram socorro à vítima, e se evadiram do local e simplesmente viajaram sem o mínimo de sentimento pelo próximo. Ícaro e Hatsue não tem coração. Após morte da minha irmã foram para Fortaleza”, declarou.

O irmão da vítima contou ainda que lamentou a declaração de Hatsue onde ela diz que Ícaro havia batido em um poste. “É desumano a pessoa tratar outro ser humano como objeto, chamar uma pessoa de poste. A gente fica triste”, comentou.

Jonhliane foi atropelada quando seguia para o trabalho de moto na Avenida Antônio da Rocha Viana. Imagens de câmeras de segurança mostraram a velocidade em que a BMW passou na via.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!