Conecte-se agora

Eduardo Bolsonaro e Léo de Brito trocam farpas em audiência

Publicado

em

Durante audiência realizada nesta quarta-feira, 23, na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) da Câmara dos Deputados, os deputados Leo de Brito (PT/AC) e Eduardo Bolsonaro (PSL/SP) protagonizaram uma discussão ríspida, quando o petista questionava o ministro do Turismo, Gilson Machado e o secretário Nacional de Cultura, Mário Frias, convidados a prestar esclarecimentos.

A audiência pública discutia a pretensão do governo Bolsonaro em editar decreto para que seja dada nova interpretação à lei de direitos autorais e ao marco civil da internet impedindo que as redes sociais sofram o que o governo chama de censura ideológica. Os deputados também debatiam o PL 2630/2020, conhecido como Lei das Fake News, que já foi aprovado no Senado e vem sendo debatido na Câmara dos Deputados.

A discussão entre os dois começou com a interrupção de Eduardo Bolsonaro na fala de Leo, naquele momento, Leo questionava os convidados sobre a disseminação de notícias falsas acerca da vacina contra a Covid-19 e sobre o tratamento precoce que não tem comprovação científica, o que segundo o deputado levou muita gente a não confiar na eficácia do imunizante e não se vacinar.

Irritado, Eduardo Bolsonaro interrompeu a fala de Leo de Brito, que reagiu e o chamou de “filhote de genocida”. No vídeo divulgado nas redes sociais, Eduardo Bolsonaro se refere aos petistas como “canalhas e saqueadores dos cofres públicos”, já o petista se refere a Jair Bolsonaro e ao governo como “genocida”, em razão das mais de 500 mil mortes pela covid-19.

Em seguida, o deputado Leo de Brito divulgou um vídeo lamentando o ocorrido e dizendo que continuará fazendo oposição ao governo de Jair Bolsonaro.

“Lamento o episódio desrespeitoso protagonizado pelo deputado Eduardo Bolsonaro. Estávamos fazendo um debate sério com o ministro do Turismo, falando sobre a questão da internet, sobre o Turismo no Brasil, quando infelizmente fui interrompido de maneira afrontosa pelo filho do presidente da República, deputado Eduardo Bolsonaro, que me atacou na tentativa de cercear minha fala, meus questionamentos. Esse tipo de comportamento não me amedronta, mas envergonha o parlamento, vou continuar expressando minhas opiniões e fazendo as críticas devidas a esse governo irresponsável”, salientou.

ASSISTA AO VÍDEO:

play-rounded-fill

Acre

Petecão promete criação de centro de estudo para o agronegócio

Publicado

em

O senador licenciado, candidato ao governo pela “Coligação com a Força do Povo”, Sérgio Petecão (PSD), concedeu entrevista a Rádio comunitária Nova Era FM, no município de Tarauacá nesta quarta-feira, 17, e prometeu valorizar o agronegócio com a criação de um centro de estudo do solo aos grandes e pequenos produtores rurais do Acre – fortalecimento o agronegócio e a agricultura.

De acordo com o candidato que estava ao lado do seu vice, Totta Filho, será através do procedimento técnico do estudo do solo que será possível conhecer as características do terreno onde será realizada a obra, sendo assim, com este procedimento é possível saber a espessura das camadas que o compõem, sua resistência e a provável localização do lençol freático. “O estudo é feito ou em Rondônia ou no Mato Grosso”, declarou.

O senador teceu críticas ao atual governo de Gladson Cameli como o mais corrupto da história só Acre – com base nos escândalos expostos nos últimos anos. Segundo ele, em sua gestão, será cortado gastos com aluguel de jatinho particular e cargos comissionados de aliados. “Você não vai ver o Petecão andando de jatinho não. Eu não quero puxa-saco, quero pessoas trabalhando em favor das pessoas”, comentou.

Ao meio da entrevista, Sérgio disse ainda que pretende, caso eleito, por fim ao cartel de distribuição de licitações de empresas de fora do Acre. “Os empresários estão reclamando”, ressaltou.

Continuar lendo

Acre

JV diz que há espaço para agenda de preservação com agropecuária

Publicado

em

O programa de governo da aliança liderada pelo Partido dos Trabalhadores (PT) estabelece 13 compromissos com a população acreana e se estrutura sobre 5 eixos – Desenvolvimento Econômico Sustentável Para Uma Nova Economia; Conectividade, Ciência e Tecnologia; Desenvolvimento Social, Proteção e Garantia de Direitos; Educação e Bem-Estar Social; e Governança.

Com o lema “Quem ama cuida”, o plano de governo da Federação Brasil da Esperança, que tem o ex-governador e ex-senador Jorge Viana como candidato ao governo do Acre e o ex-prefeito de Rio Branco Marcus Alexandre para vice, foi o último a ser apresentado à Justiça Eleitoral e foca na recuperação da esperança e na melhoria da qualidade de vida do acreano.

Em síntese, o desenvolvimento proposto prevê parcerias com a iniciativa privada, promovendo a eficiência do Estado com redução de carga tributária visando garantir a transparência; o combate a todo e qualquer tipo de corrupção na governança pública; a promoção da modernização da gestão, fazendo uso de tecnologia e inovação, com respeito e reconhecimento do servidor público.

“O desafio é grande, mas a gente não vai caminhar sozinho. Nós sabemos como buscar os recursos e a solidariedade do Brasil. E sendo Lula Presidente, temos certeza, que vamos fazer uma nova e grandiosa revolução no Brasil e no Acre, com geração de empregos, oportunidades e comida na mesa das famílias”.

O plano de governo da Federação Brasil da Esperança também promete fazer um “novo 6 de agosto”, aludindo a data histórica do estado como um símbolo de iniciativa de luta, de resistência e de recomeço – “e ele volta a acontecer cada vez que o povo acreano precisa enfrentar grandes desafios”, diz um trecho da apresentação do programa.

Após a exposição dos eixos, seus temas e propostas, o plano de governo é finalizado com uma carta assinada por Jorge Viana na qual afirma que “com desenvolvimento sustentável, a vida vai melhorar”. Para Viana, há três elementos-chave para uma agenda de desenvolvimento econômico para o Acre com foco nas áreas de floresta e áreas de agropecuária.

Primeiro, ele aborda o fato de que ainda há uma vasta área de floresta tropical no Estado. Depois afirma que o Acre, como o restante da Amazônia, tem um bônus demográfico potencial, ou seja, uma crescente maioria de pessoas economicamente ativas (aquelas com idade entre 18 e 65 anos) em relação a crianças e idosos, o que, para ele, significa uma enorme oportunidade para o desenvolvimento social e econômico do Estado.

Por fim, o candidato ao governo diz que o desmatamento excessivo dos últimos anos deixou para trás uma área vasta de terras abertas que podem ser mais bem aproveitadas.

“Essas áreas por si só, são muito mais do que o necessário para a produção agrícola e pecuária, o que significa que mais desmatamento é em grande parte desnecessário”.

Continuar lendo

Acre

Mara Rocha se afasta de nova agenda por indisposição digestiva

Publicado

em

Por causa da indisposição digestiva da candidata ao governo pelo MDB, Mara Rocha, a Caminhada da Esperança marcada para a manhã desta quarta-feira, 17, na Estrada da Sobral, em Rio Branco, não foi realizada.

Segundo a Assessoria da campanha ainda não há confirmação da presença dela no adesivaço no Bairro 6 de Agosto a partir 16 horas, mas o evento será mantido mesmo que ela não compareça. A reunião com apoiadores no Bairro Tropical a noite está mantida para definir estratégias de ações junto ao eleitor

A candidata ao Senado do PL, Márcia Bittar, de acordo com a assessoria, foi avisada da indisposição de Mara, mas esteve na Estrada da Sobral onde cumprimentou alguns membros da militância e seguiu para antecipar as gravações do programa de TV e rádio.

Já para quinta-feira, 18, a Assessoria de Mara Rocha, confirmou uma agenda: será uma caminhada na estrada do Calafate a partir das 8 horas.

Continuar lendo

Acre

Com ensino médio no DivulgaCand, blogueira mostra diploma da Ufac

Publicado

em

O portal de divulgação de candidaturas e contas que abrange todo o país, o Divulga Cand, informa que a candidata a deputada estadual pelo Podemos no Acre, Edmirk, que atua como influenciadora digital na web, possui ensino médio incompleto.

Após divulgação do cadastro, a mesma foi às redes sociais apresentar um diploma de Bacharel em Engenharia Agronômica, dado pela Universidade Federal do Acre. O portal Divulga Cand segue com a informação anterior de ensino médio incompleto até a manhã desta quarta-feira, 17.

Por meio dos stories no Instagram, ela confirmou que não divulgou sua candidatura e que só irá divulgar quando quiser: “na semana que vem, talvez”. Ela possui R$ 1.270.629,01 de limite legal de gastos.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.