Conecte-se agora

Desvio na BR-317 tem acidentes em sequência e DNIT diz que vai reforçar a sinalização

Dois acidentes foram registrados neste último fim de semana nas imediações do km 28 da BR-317, no trecho entre os municípios de Xapuri e Epitaciolândia, onde existe um desvio resultante de um rompimento da rodovia federal ocorrido em março passado.

Em uma das ocorrências, um veículo do tipo caminhonete tombou em uma das laterais da estrada após o motorista ter ultrapassado o desvio. De acordo com o jornal O Alto Acre, de Brasiléia, havia 3 pessoas no carro.

No segundo acidente, um carro de passeio caiu de uma altura de cerca de 7 metros, em uma ribanceira ao lado do desvio. Como no primeiro veículo, havia 3 pessoas a bordo. Ambos os carros seguiam com destino à Epitaciolândia.

As informações apuradas indicam que não houve feridos com gravidade. Ocorridos no período da madrugada de sábado para domingo, os acidentes podem ter tido como motivação a falta de sinalização adequada no local.

O superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) no Acre, Carlos Moraes, disse ao ac24horas que o local está sinalizado e que desconhece as causas dos acidentes, mas garantiu que o órgão vai reforçar a sinalização.

“O local está sinalizado e, em todo esse tempo, é a primeira vez que temos notícias de acidentes. Não sei as causas dos acidentes, mas, de todo modo, vamos reforçar a sinalização”, disse o superintendente.

Carlos Moraes também falou sobre as previsões para o conserto definitivo do rompimento que foi causado pelas fortes chuvas que caíram em março. Segundo ele, a alta no preço do aço e do cimento é a razão da demora nos serviços.

“Estamos com projeto pronto e empresa contratada. Mas o aço e o cimento tiveram um aumento de preço expressivo, após a pandemia, e estamos vendo a forma legal de resolver esse problema”, explicou.

Destaque 4

No aniversário de Rodrigues Alves, governo libera R$ 6,4 milhões de investimentos para o Juruá

Publicado

em

O aniversário era de Rodrigues Alves, que na última quarta-feira comemorou 29 anos, mas Cruzeiro do Sul e Mâncio Lima, todas cidades na região do Juruá, também foram agraciadas com investimentos do governo do Estado. Na tarde desta sexta-feira, 30, em solenidade na quadra da escola Francisco Braga de Souza, em Rodrigues Alves, o governador Gladson Cameli, com a participação de secretários e de representantes de todos os setores do governo, entregou equipamentos, fez doação de madeiras e autorizou o inicio de obras num investimento que supera os R$ 6,4 milhões.

O ato encerrou uma força-tarefa do governo do Estado que durante três dias ofertou diversos serviços para os moradores de Rodrigues Alves, com a realização de mais de 1500 procedimentos, desde emissão de RG até serviço de orientação fiscal. Os prefeitos Jailson Amorim, de Rodrigues Alves, Isaac Lima, de Mâncio Lima e Zequinha Lima, de Cruzeiro do Sul, assinaram ao lado do governo os termos de convênios, doação e ordens de serviços.

Anfitrião do evento, o prefeito Jailson Amorim agradeceu a presença de toda a comitiva do governo e da bancada federal e disse ter sido este o aniversário que Rodrigues Alves mais ganhou presentes.

“Governador, todo aniversário da nossa cidade faça assim. Traga ajuda, investimentos e sua equipe para fazer o que fizeram aqui essa semana. Estou com o coração transbordando de alegria e gratidão”, disse Jailson.

Para o governador Gladson Cameli, a presença maciça da equipe do governo no Juruá durante toda essa semana mostra que sua gestão está alinhada com os prefeitos para encurtar a burocracia e acelerar a execução das obras e dos programas, porque, na avaliação dele, a população não pode mais esperar.

“As nossas ações precisam chegar pra quem está lá na ponta, àqueles que mais precisam. E só conseguiremos dar uma resposta positiva à população através da união. Esse evento acontece numa parceria com todas as prefeituras que aqui estão representadas. Trouxe aqui toda minha equipe por quatro dias para ouvir os anseios da nossa gente e dar as respostas para mudarmos nossa realidade”, disse o governador.

A senadora Mailza Gomes, os deputados federais Jesus Sérgio, Jessica Sales e Wanda Milani e os deputados estaduais Nicolau Júnior, Maria Antonia e Antonia Sales participaram do ato.

Investimentos para Rodrigues Alves

Terceira maior cidade do Juruá, Rodrigues Alves foi contemplada com R$ 1,8 milhões em investimentos. O governador Gladson Cameli assinou duas ordens de serviço, uma para construção de uma quadra de futebol em grama sintética com arquibancada e iluminação de LED na escola estadual José de Souza Martins, outra para a construção de calçada, meio fio e calçamento de 1 km de ruas na comunidade Foz do Paraná.  Ao lado do presidente do Instituto de Educação Profissional e Tecnológica (Ieptec), Francineudo Costa, entregou certificados para jovens que concluíram cursos em diversas áreas. Por fim, fez a entrega simbólica de uniformes escolares e kits cozinha para a escola Francisco Alves dos Santos.

Mâncio Lima: R$ 3,4 milhões em investimentos

A cidade mais ocidental do país vai ganhar um Centro Integrado de Segurança Pública (CISP), obra orçada em R$ 1,2 milhões, autorizada pelo governador ao lado do prefeito Isaac Lima. No mesmo setor, Gladson anunciou aquisição de rádios e equipamentos para Rádios Bases (ERBs) onde serão investidos R$ 1,4 milhões. Para a comunidade indígena foi assinado convênio com a Secretaria de Turismo para a aldeia Puyanawa. A doação de 30 metros de madeiras finalizou o pacote.

Cruzeiro do Sul ganha reforço na educação

A capital do Juruá foi contemplada com a reforma, ampliação e adequação de 17 escolas rurais num total de R$ 1,2 milhão em investimentos.

Continuar lendo

Destaque 4

Acreanos vão continuar pagando mais alto na conta de luz no mês de agosto

Publicado

em

Os consumidores acreanos vão continuar pagando conta de luz mais cara neste mês de agosto. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu na noite desta sexta-feira, 30, manter a bandeira tarifária vermelha, patamar 2, com custo de R$9,492 para cada 100kWh consumidos.

A Aneel justifica que, em julho, as afluências nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN) continuam entre as mais críticas do histórico. Agosto inicia-se com igual perspectiva hidrológica, com os principais reservatórios do SIN em níveis consideravelmente baixos para essa época do ano.

Essa conjuntura sinaliza horizonte com reduzida capacidade de produção hidrelétrica e necessidade de acionamento máximo dos recursos termelétricos, pressionando os custos relacionados ao risco hidrológico (GSF) e o preço da energia no mercado de curto de prazo (PLD). O PLD e o GSF são as duas variáveis que determinam a cor da bandeira a ser acionada.

“Com a manutenção da bandeira vermelha em seu maior patamar é importante reforçar aos consumidores ações relacionadas ao uso consciente e ao combate ao desperdício de energia”, pede a Aneel.

Continuar lendo

Destaque 4

FMB entrará com ação contra lei que permite contratar médico sem CRM no Acre

Publicado

em

A Federação Médica Brasileira (FMB) ajuizará uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) contra o estado para buscar a anulação da lei que permite a contratação de médicos formados em outros países sem o devido registro no Conselho Regional de Medicina (CRM). A abertura do processo foi uma proposta feita pelo Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) e que foi prontamente atendida pela entidade nacional.

O encaminhamento de mais um questionamento na Justiça, além daquele já ajuizado pelo CRM, buscando evitar que o ato possa gerar expectativas que não podem ser atendidas por uma norma estadual que não respeita a legislação federal. Em todos os países existem provas similares ao Revalida em caso de pessoa formada no exterior.

“Essa situação do Acre é um crime contra a Medicina e um atentado à saúde da população. É uma total falta de respeito com a categoria profissional e uma tentativa de se sobrepor à lei existente no país. É um ato politiqueiro que será fortemente combatido por nós”, destaca o presidente da FMB, Casemiro dos Reis Jr.

“Não somos contra a atuação de profissionais formados no exterior, temos muitos colegas que atuam no Acre de forma muito competente e que estudaram fora, mas defendemos a aplicação do Revalida para avaliar o conhecimento teórico e prático em medicina e sobre o SUS, além de verificar toda a documentação para evitar falsificações”, explicou o presidente do Sindicato dos Médicos do Acre, Guilherme Pulici.

Com informações do Sindmed-AC.

Continuar lendo

Destaque 4

MP denuncia Mazinho por improbidade e pede suspensão dos direitos políticos do prefeito

Publicado

em

O promotor de justiça Luiz Henrique Corrêa Rolim, do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), impetrou junto ao Poder Judiciário uma Ação Civil Pública (ACP) contra o prefeito de Sena Madureira, Osmar Serafim (MDB), pelo crime de improbidade administrativa.

O ato de improbidade citado pelo órgão controlador ocorreu em 2019, durante uma blitz Álcool Zero, na última noite da ExpoSena. Na ocasião, em vídeo que viralizou nas redes sociais, o prefeito acabou discutindo com policiais militares que faziam a barreira. “Sabe com quem está falando?”, teria dito Serafim.

O órgão controlador disse que o gestor violou princípios da Constituição Federal. “Ante todo o exposto, é possível verificar que, além do Sr. Prefeito Municipal ser considerado agente público nos termos da Lei, este também violou os princípios previstos na Constituição Federal, de modo a se enquadrar perfeitamente na prática de Atos de Improbidade decorrentes da sua própria conduta, uma vez que além de tudo o que foi acima bem detalhado, não obedeceu o requerido à ética administrativa, tendo em vista que não estabeleceu uma relação de adequação entre seu obrar e a consecução do interesse público”, diz trecho da decisão.

Por fim, a promotoria solicita a perda de função pública de Mazinho, bem como a suspensão dos direitos políticos de 3 a 5 anos. “A tramitação processual com a condenação final do requerido compatíveis com o ato de improbidade administrativa praticado pelo Sr. Prefeito Osmar Serafim de Andrade: perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos, pagamento de multa civil de até 100 vezes o valor da remuneração percebida pelo agente e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos”, argumentou no despacho.

Ao ac24horas, o prefeito Mazinho Serafim (MDB) classificou a acusação do promotor de improbidade administrativa como um absurdo. “Os meus advogados vão entrar com uma defesa sobre isso. O que eu acho disso aí é uma perseguição. Uma discussão no meio da rua não tem nada a ver com a administração pública, entendeu? Quer dizer que se eu discutir com alguém no meio da rua, eu tenho que perder o meu mandato? Eu acho isso um absurdo. Se eu tivesse roubado ou feito coisa errada no sentido da administração pública, aí tudo bem. Eu não cometi improbidade nenhuma, mas é o que ele acha e eu vou me defender. Se for assim, o Bolsonaro deveria ter perdido o seu mandato há muito tempo devido aos embates com o STF. A Lei não é a Lei que o promotor quer”, afirmou Mazinho.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas