Conecte-se agora

Alunos com aulas suspensas há mais de 1 ano cobram retorno das atividades na Ufac

Publicado

em

Alunos do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor) de Cruzeiro do Sul e Mâncio Lima, parados há mais de um ano por causa da pandemia da Covid-19, estão preocupados com a falta de aulas por parte da Universidade Federal do Acre (UFAC) e querem retomar os estudos.

Estão nesta situação 90 pessoas das duas cidades que esperavam se formar em 2023.

Eles reclamam que a Ufac adotou o ensino remoto emergencial para os cursos extensivos em Rio Branco e Cruzeiro do Sul e cobram a mesma medida para a Parfor.

A aluna Maria Gesilene Antunes lamenta que os alunos do Parfor seguirão de fora de concursos públicos e processos seletivos. “Nós queremos aulas online, híbridas,  da forma que for possível para concluir nosso ensino superior”, afirma, lembrando que não buscam confusão com a direção da Ufac ou a  coordenação do Parfor.

As indígenas Maria Auxiliadora e Fátima Puyanawa, estudantes do curso de  Pedagogia, moram na Aldeia Barão de Mâncio Lima e contam que o uso da tecnologia não seria barreira para elas, que participam de eventos da própria UFAc, de forma online. “Queremos os mesmos direitos dos alunos regulares”, cobra Fátima. Auxiliadora  ressalta que se formar “é um grande sonho”.

Maria Helena Couto e Valéria Saraiva destacam que muitos estudantes dos cursos regulares da UFAC são indígenas e outros moram na zona rural, mas seguem os estudos de modo online. “Muitos também têm dificuldades com a distância e a tecnologia, mas seguem os cursos e porque nós do Parfor não podemos?”, indagam.

O professor Marck Clark Assem, coordenador do Parfor na UFAC, explica que o Programa  tem 11 turmas em municípios, alguns de difícil acesso, como Jordão, Santa Rosa, Porto Walter e Marechal Thaumaturgo e que a instituição tentou retomar as aulas no início deste ano com acompanhamento pedagógico, mas parou de novo por falta de segurança sanitária devido à pandemia de Covid-19.

Cita que 40% dos alunos moram em aldeias e seringais e não têm condições de acompanhar aulas remotas por não terem acesso à internet banda larga.  “Alguns professores, como os de Cruzeiro do Sul e Mâncio Lima têm acesso à tecnologia, mas outros não têm. No Jordão tem professor que leva 3 dias de barco para chegar até a escola onde trabalha. Então as condições não são iguais. Só vamos voltar quando houver segurança sanitária para os professores e os alunos”, pontua, assegurando que o calendário do Parfor será reprogramado e todas as aulas serão repostas para que ninguém seja prejudicado.

Parfor

O Parfor é um programa emergencial criado para permitir que professores em exercício na rede pública de educação básica tenham acesso à formação superior exigida na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB 9394/96. Foi lançado em maio de 2009, com a meta de formar cerca de 330 mil professores que exercem a profissão sem formação adequada. O plano é gerido pela Capes, em parceria com as secretarias de educação dos estados e dos municípios e as instituições públicas de ensino superior.

O Acre aderiu ao Programa em 2012  e tem alunos nos municípios de Marechal Thaumaturgo, Porto Walter, Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Rodrigues Alves, Jordão, Santa Rosa, Feijó e Tarauacá.

Na rede

Jovem de 19 anos é executado com 4 tiros em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

O jovem Eladio Coelho Farias, de 19 anos, foi executado com 4 tiros na frente de sua casa no bairro Jardim Primavera, em Cruzeiro do Sul, na noite desta quarta-feira, 28. Testemunhas afirmam que dois homens chegaram em uma moto azul, o chamaram pelo nome e deram o primeiro tiro na cabeça do jovem.

Há informação, ainda não confirmada pela polícia, de que Aladson tinha uma “cabeça” de droga no bolso.

O tenente Daniel, da Polícia Militar de Cruzeiro do Sul, conta que as guarnições fizeram buscas pela dupla criminosa, mas ninguém foi preso. “O SAMU foi acionado e tentou a reanimação mas em seguida constatou o óbito. Acionamos a perícia e o IML, que levou o corpo. O caso agora será investigado pela Polícia Civil”, afirma o militar.

Continuar lendo

Na rede

Folha dos servidores de Cruzeiro do Sul será transferida para o Banco Santander

Publicado

em

A partir de dezembro deste ano o pagamento dos servidores municipais da prefeitura de Cruzeiro do Sul será feito através do banco Santander. Visando obter maior comodidade e melhoria nos serviços bancários, a prefeitura de Cruzeiro do Sul abriu um processo licitatório através de pregão eletrônico que foi vencido pelo Banco Santander. A instituição bancária está em fase de implantação na cidade. A expectativa é de que a agência seja inaugurada entre outubro e novembro e que a partir de dezembro o pagamento já seja efetuado através do Santander.

“Para gente é uma grande perspectiva, acreditamos muito no município de Cruzeiro do Sul. Este faz parte de um projeto de expansão do banco e vamos olhar para os servidores com tarifas diferenciadas, e para os consignados com boas propostas para poder entrar no município”, disse Jhonatan Nobre, gerente regional do Banco Santander.

O Prefeito Zequinha Lima explicou que a escolha da agência ocorreu através processo licitatório, tendo o servidor como prioridade. “A gente tem que procurar melhorias para os servidores. Estamos tomando uma decisão dentro da gestão ao abrir um processo licitatório, afinal são 3 mil servidores, e queremos uma contrapartida para a sociedade, com melhores serviços. Mais uma agência bancária representa investimentos na construção e contratação de servidores. Trata-se de uma referência, uma agência internacional. Entre novembro e dezembro as contas serão transferidas”, disse o prefeito.

Continuar lendo

Na rede

Porto Walter atende mais de 600 pessoas em uma semana de programa de saúde

Publicado

em

Na 6ª edição do programa Saúde Itinerante, a prefeitura de Porto Walter garantiu 600 atendimentos à população do Rio Cruzeiro do Vale incluindo consultas médicas, dentista, vacina, pré-natal, exames, PCCU, testes rápidos de Hepatite B e C, HIV e Sífilis e cerca de 100 tipos de medicamentos.

Durante 7 dias, oito comunidades do Cruzeiro do Vale foram contempladas pelas ações de saúde e cidadania. O vice-prefeito Guarsônio Melo e a secretária de Saúde, Ana Flávia, acompanharam a equipe. “Nossa gestão tem um olhar diferenciado e especial para a população ribeirinha. É pelas pessoas, seja da zona urbana ou rural, que a gente acorda cedo e dorme tarde, seja acompanhando ou planejando as ações”, enfatizou Guarsônio.

O Rio Cruzeiro do Vale era a última localidade ribeirinha que faltava ser atendida pelas ações do Programa Saúde Itinerante nos 7 primeiros meses da gestão de Cézar Andrade e Guarsônio Melo.

Continuar lendo

Na rede

Colisão de motocicletas deixa dois mortos e um ferido em Rodrigues Alves

Publicado

em

Duas pessoas morreram e uma ficou gravemente ferida em um acidente entre duas motocicletas acontecido na tarde desta terça-feira, 27, na zona rural do município de Rodrigues Alves. As vítimas fatais são os pilotos das motos. O garupa de um dos veículos sofreu graves fraturas.

O acidente aconteceu na Agrovila do Muju, comunidade rural de Rodrigues Alves. Emerson Dutra morreu na hora. Já um homem identificado apenas como Chinoca  foi a óbito  dentro da ambulância do SAMU. Jeferson Paulo foi levado para o Pronto-Socorro de Cruzeiro do Sul em estado grave.

O chefe do SAMU de Cruzeiro do Sul, Cleiton Costa, diz que duas ambulâncias foram enviadas para o local do acidente, sendo uma de suporte avançado com um médico. “Um homem já estava morto e o outro morreu no caminho dentro da ambulância. O terceiro foi deixado no Pronto-Socorro e o estado é grave”, contou.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas