Conecte-se agora

Duas mil pessoas foram imunizadas em mutirão de vacinação no Palácio

Publicado

em

O mutirão de vacinação contra Covid-19 realizado pelo governo do Acre, em parceria com a prefeitura de Rio Branco, já aplicou mais de 2 mil doses na ação que teve início às 8h da manhã de quinta-feira, 17, e se estende por 48h, sendo o encerramento no sábado, 19, também pela manhã.

A informação foi confirmada pela porta-voz do governo, Mirla Miranda. “Chegamos em pouco mais de 24 horas a mais de 2.000 mil pessoas imunizadas na Capital. É o governo chamando a população e ela respondendo ao convite”, declarou.

Cotidiano

Policiais penais prendem mulher que tentava enviar cocaína para dentro de presídio

Publicado

em

Policiais penais do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen/AC) prenderam na manhã desta quinta-feira, 23, uma mulher que tentava enviar cocaína para dentro da Unidade Penitenciária Moacir Prado, localizada no município de Tarauacá. A ocorrência aconteceu durante a entrega de materiais no município de Feijó, onde a visitante foi flagrada com um suposto pacote de suco de limão, que na verdade continha a substância entorpecente.

De acordo com as equipes de plantão do Núcleo de Apoio à Família e da Coordenação de Segurança, ao revistar os materiais entregues pela mulher, durante a abertura do pacote de suco, os policiais identificaram a substância aparentando ser cocaína.

Diante disso, a visitante e o material foram encaminhados à Delegacia do município de Feijó, onde foi confirmado que a substância realmente se tratava do entorpecente.

Com apoio da Polícia Militar, o boletim de ocorrência foi gerado e a visitante permaneceu aos cuidados da Delegacia do município de Feijó, para os procedimentos de costume.

Com informações da assessoria do Iapen.

Continuar lendo

Cotidiano

“Não vamos deixar a BR-364 fechar mesmo no inverno”, garante ministro a Gonzaga

Publicado

em

“A BR-364, entre Rio Branco a Cruzeiro do Sul, não será fechada mesmo no período chuvoso”. Essa declaração foi dada pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, ao deputado estadual Luiz Gonzaga (PSDB), em Brasília, na quarta-feira (22), durante reunião com a bancada federal do Acre para tratar sobre o risco da principal rodovia que corta o Acre fechar durante o inverno.

Gonzaga, que é primeiro-secretário da Assembleia Legislativa do Acre, compareceu à reunião representando o Legislativo acreano já que Nicolau Junior, presidente da Casa, cumpria outra agenda no momento. Nicolau e o senador Marcio Bittar foram responsáveis pela articulação para agendar a reunião com o ministro.

Tarcísio afirmou que a BR-364 no Acre precisa passar por uma recuperação estrutural, mas isso será feito somente a partir do ano que vem. Neste momento, será feito um trabalho paliativo para evitar o fechamento.

“A BR-364 no Acre precisa de uma recuperação estrutural, onde não adianta mais fazer tapa-buracos como solução permanente. Mas vamos fazer nos próximos 15 dias um trabalho de tapa-buracos para evitar acidentes e evitar que a rodovia seja fechada. Não vamos deixar a rodovia fechar mesmo no inverno. Depois vamos pensar em recuperar a via de forma correta”, disse.

O deputado Luiz Gonzaga apresentou ao ministro o risco da BR-364 fechar no período chuvoso e o prejuízo que isso poderá causar a milhares de acreanos que dependem da rodovia para se locomover e transportar seus produtos agrícolas e mercadorias. Gonzaga explicou que a BR é de suma importância para a economia do Acre.

“Apresentamos ao ministro a necessidade da estrada permanecer aberta o ano todo. Não queremos mais vivermos fantasmas do passado onde moradores do Juruá ficavam isolados do restante do país, via terrestre, por falta de manutenção da rodovia. A retomada da economia do Acre, pós-pandemia, depende da BR-364 permanecer aberta”, disse Gonzaga.

Gonzaga recebeu a garantia do ministro de que a estrada não fechará em hipótese alguma. Segundo Gonzaga, Tarcísio anunciou ainda que o governo federal já está preparando a manutenção da via com data para começar nos próximos 15 dias.

“Além de nos garantir que a estrada não vai fechar, o ministro afirmou que no prazo de até 15 dias os reparos na via serão feitos para manter a circulação e que ano que vem será feita uma reconstrução total da BR-364 no Acre, disse.

Continuar lendo

Cotidiano

Jarude diz que dispensas de licitação tem se tornado regra na gestão Bocalom

Publicado

em

O vereador Emerson Jarude (MDB) usou a Tribuna da Câmara de Rio Branco na sessão desta quinta-feira, 23, para cobrar um olhar especial do Tribunal de Contas do Estado (TCE) em relação às dispensas de licitação na gestão do prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (Progressistas).

Na sua fala, o emedebista afirmou que a gestão do prefeito tem adotado as dispensas de licitações como uma prática corriqueira e criticou a falta de planejamento da gestão do prefeito em realizar todo o procedimento licitatório.

“A dispensa está se tornado regra dentro da gestão do prefeito, Tião Bocalom. A dispensa é uma exceção e a falta de planejamento e previsibilidade não pode induzir a dispensa de licitação. O Tribunal de Contas do Estado precisa analisar e a gestão não pode simplesmente passar 9 meses sem abrir uma licitação para depois dizer que o processo é urgente e precisar dispensar, portanto, chamo atenção do TCE para analisar esses casos de dispensa que vem acontecendo na prefeitura de Rio Branco”, salientou.

Continuar lendo

Cotidiano

MPF abre inquérito para investigar irregularidades em recursos no Bujari

Publicado

em

O procurador da República, do Ministério Público Federal (MPF), Humberto de Aguiar Júnior, abriu um inquérito civil para investigar a suposta aplicação irregular de recursos do Fundo Municipal de Saúde, no município de Bujari.

De acordo com a promotoria, tramita a denúncia n.º 1.10.000.000571/2021-85, baseada nos autos do Inquérito Civil nº 06.2016.468-0, o qual versa sobre a aplicação indevida dos recursos federais do programa 2015 – Aperfeiçoamento do Sistema Único de Saúde (SUS) / 20AE – Promoção da Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos na Atenção Básica em Saúde no município do Bujari.

Em meio às denúncias, o MPF resolveu instaurar um inquérito pelo prazo de 1 (um) ano. O órgão controlador destaca que a gestão municipal da época repassou os valores para a empresa Dental Rio Branco EIRELI.

O Fundo Municipal de Saúde é uma unidade orçamentária dentro da Secretaria Municipal de Saúde e não uma unidade gestora, obedecendo à classificação funcional-programática da Lei n.º 4.320/64. Este fundo abriga os recursos repassados pelo Ministério da Saúde (Fundo Nacional de Saúde), para a manutenção e o investimento em ações e serviços de saúde pública no Município.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas