Conecte-se agora

Como mídias sociais e internet influenciam a educação?

Publicado

em

Saiba neste artigo os aspectos positivos e negativos da influência que a internet e as mídias sociais exercem sobre a educação

Educação, internet e mídias sociais: oportunidade ou ameaça?

Nos últimos 20 anos, a área da educação passou por mudanças drásticas. O uso das tecnologias de informação e comunicação, e principalmente, da Internet, causou alterações surpreendentes. Dentro e fora das instituições de ensino, computadores e internet marcaram presença. Mais recentemente, observou-se a ascensão das redes sociais. E isso ocorreu de uma forma significativa, a ponto de afetar os conteúdos de provas, sendo comum, por exemplo, a solicitação de uma redação sobre redes sociais e internet.

Mudanças na educação

As mudanças na educação são muito perceptíveis no século XXI. Professores sempre precisaram esforçar-se para competir com outros interesses, dentro e fora de sala de aula. Isso acontece mais com as crianças e os adolescentes, mas também entre adultos alunos. Mas, dessa vez, o fator de distração era poderoso e ao alcance dos dedos: a internet.

No início dos anos 2000, a internet ainda era limitada. Além de velocidades modestas, seu uso estava restrito a poucos ambientes.

Mas, alguns poucos anos depois, o cenário era outro. A internet se espalhou por lares, comércios e até na rua, e em velocidades altas, diferentes do que se via até então.

Nas instituições, mudanças significativas foram vistas rapidamente. Em universidades, o modo de compartilhamento e de acesso a informações mudou muito, ressignificando o uso e o papel das bibliotecas, por exemplo.

O uso de plataformas digitais de formatação e busca no meio acadêmico tornou-se comum.

Em escolas, em pouco tempo as consultas de textos passaram a ser feitas online, em vez de nos livros. A entrega de notas e o contato com os pais, em muitos casos, começaram a ocorrer pela internet.

Mas nada se compara com o surgimento e popularização dos smartphones. Essa combinação de internet de fácil acesso e veloz com minicomputadores na palma da mão revolucionou ainda mais as relações, em especial na sala de aula. Afinal, agora os alunos podiam acessar aquele mundo de interesses durante as aulas, para desespero de pais e professores.

Essa combinação de internet de fácil acesso e veloz com minicomputadores na palma da mão revolucionou ainda mais as relações, em especial na sala de aula.

Mídias sociais

Ao mesmo tempo em que internet e smartphones espalhavam-se de maneira veloz, outro fenômeno surgia: o das mídias sociais.

As mídias sociais trouxeram para a internet algo que não é nada novo, embora pareça: as redes sociais.

Rede social, segundo a Wikipedia, é “uma estrutura social composta por pessoas ou organizações, conectadas por um ou vários tipos de relações, que compartilham valores e objetivos comuns”. O termo popularizou-se como equivalente a mídias como Orkut, Facebook, LinkedIn, Instagram, mas na verdade, ele é bem antigo.

O fato é que quando internet, computadores e redes online uniram-se, as relações e o modo de fazer de muitas coisas mudou ainda mais.

Até então, já se encontrava na internet, de forma dispersa, sites de empregos, de estudo, blogs, e-mails. O pioneirismo das redes sociais online, aparentemente, foi que elas passaram a permitir todas estas atividades no mesmo local. E mais: possibilitaram que todos pudessem se conectar com amigos, virtuais ou não, e fazer de sua vida uma grande vitrine em tempo real. E justamente aí é que reside seu maior atrativo e fator de sedução junto ao público.

O pioneirismo das redes sociais online, aparentemente, foi que elas passaram a permitir todas estas atividades no mesmo local.

Questões para pensar

Os benefícios da conectividade na educação são imensos e inegáveis. A internet e as mídias sociais trouxeram grandes ganhos.

Multiplicaram-se as possibilidades de cursos a distância, inclusive graduações e pós-graduações, e isso sem dúvida é positivo.

Nos colégios, professores começaram a passar atividades em ambiente virtual, facilitando o aprendizado e até a participação dos pais, que agora podem acompanhar as atividades pendentes dos filhos.

Além disso, nas pesquisas, o número de fontes disponíveis a alunos e professores de colégios e faculdades cresceu imensamente. É como se fossem abertas as portas de uma grande biblioteca mundial.

Por outro lado, foi e ainda é preciso aprender a lidar com a parte negativa disso:

informações de baixa qualidade e fake news;

pesquisas malfeitas, pesquisas feitas sem critério ou até mesmo copiadas;

dispersão de atenção que a internet pode acarretar.

Na esteira do sucesso e dos benefícios da internet, temos as redes sociais. Elas também impactaram positivamente o ensino por um lado, e negativamente por outro.

Como fatores positivos, destacam-se:

formação de redes de contato diretas entre professores e alunos;

contato entre pesquisadores dos mesmos assuntos de locais distantes;

divulgação de resultados de estudos e pesquisas para públicos leigos.

Mas não é possível eliminar os malefícios que as redes sociais trazem à educação. Na verdade, estes perigos existem no mundo real, e foram apenas agravados e facilitados pelas redes. Como:

O bullying e o assédio;

Potencial de distração de atenção causados pelas redes online.

Justamente por serem tão atrativas, com sua aprovação instantânea, as redes sociais preocupantes. Não só por potencialmente prejudicarem o desempenho escolar, como por eventualmente afetarem a saúde mental.

Por fim, o que deve prevalecer sempre é o equilíbrio e avaliação a crítica. Só assim o ensino poderia tirar proveito do que de melhor a internet e as mídias têm a oferecer.

Vantagens da internet e das mídias sociais na educação

Ameaças da internet e das mídias na educação

Várias atividades em um só local Vida transformada em “vitrine”
Conexão com colegas antigos e novos Informações de baixa qualidade e fake news
Aumento de oferta de cursos Distração
Atividades virtuais Bullying
Controle dos pais das atividades e notas Baixa qualidade de pesquisas
Muitas fontes para pesquisa Prejuízo à saúde mental

 

Acre 01

Vasco e Náuas ficam no empate e Rio Branco vence o Andirá por 1 a 0 pelo Acreano

Publicado

em

Na primeira rodada da noite, válida ainda pela 4° rodada do Campeonato Acreano, o Rio Branco venceu o Andirá pelo placar mínimo de 1 a 0, nesta quarta-feira, 4, no estádio Arena da Floresta, em Rio Branco.

O gol da partida foi marcado por Nolasco aos 34 minutos do segundo tempo. Com o resultado, o Estrelão conquista a primeira vitória em quatro partidas e soma 5 pontos e o Andirá permanece na lanterna sem vencer na competição.

O segundo jogo da noite foi válido pela abertura da 5° rodada entre Vasco (AC) e Náuas, porém, apesar da partida ser bastante movimentada, as duas equipes terminaram o duelo empatadas em 0 a 0.

Com o empate, o Cruzmaltina permanece na quarta posição com 7 pontos e a equipe do Juruá é o sexto colocado com 5 pontos.

Fotos: Sérgio Vale/ac24horas

Continuar lendo

Extra Total

Comitiva do Acre participa de jantar na casa de Ciro Nogueira com direito a Gilmar Mendes à mesa

Publicado

em

Uma comitiva formada por políticos do Acre liderada pelo governador Gladson Cameli participou na noite desta quarta-feira, 4, de um jantar de comemoração à posse do senador Ciro Nogueira, presidente nacional do PP, como Ministro da Casa Civil do presidente Jair Bolsonaro. A festa que contou com a cúpula do Partido Progressista e das principais lideranças do Centrão ocorreu na mansão do novo ministro localizada em um condomínio na Asa Sul, de Brasília.

Entre as principais autoridades vistas na casa do líder do Centrão, durante “os comes e bebes do Planalto”, chamou atenção a presença do ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, que discretamente compareceu e logo em seguida saiu do recinto. Políticos que viram Mendes ficaram desconfiados já que publicamente ele é um crítico do governo de Jair Bolsonaro e também por ser publicamente contra o voto impresso defendido por Bolsonaristas.

O senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente da república, também esteve no evento marcando presença como único membro da família.

Além de Cameli, a comitiva do Acre participante da festa é formada pelo presidente da Aleac, deputado Nicolau Júnior, o deputado Gerlen Diniz, e o secretário de governo Alysson Bestene.

Continuar lendo

Acre

“O Acre só tem a ganhar”, diz Mailza na posse do ministro Ciro

Publicado

em

A senadora Mailza Gomes (Progressistas-AC) participou nesta quarta-feira, 4, da posse do presidente nacional do Progressista, senador Ciro Nogueira (PP-PI) para o Ministério da Casa Civil. A cerimônia aconteceu no Palácio do Planalto com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro.

“Estou muito esperançosa que o Ciro Nogueira tem muito a contribuir com seu conhecimento e nossa parceria em promover melhorias para o Brasil e pela nossa boa relação, para o nosso Acre. Ele é qualificado, técnico, tem um histórico de boas ações por onde passou. Tenho certeza que fará um excelente mandato a frente da pasta, ajudando todos nós, aqueles que acreditamos na força e na coragem do nosso povo”, resumiu a parlamentar.

Após a cerimônia, Ciro Nogueira – já empossado novo ministro – fez um vídeo de elogios a parlamentar e afirmou que será parceiro do Estado do Acre.

“Reafirmo meu compromisso com o Acre e destaco seu trabalho [senadora Mailza]com a sua luta, essa grande liderança do Progressista no estado. Você pode ter certeza que tem um grande parceiro aqui”, disse Nogueira a Mailza Gomes, presidente do Partido Progressista no estado.

Estiveram presentes os Progressistas do Acre, o governador Gladson Cameli, deputados estaduais Nicolau Júnior – presidente da Aleac – e Gerlen Diniz e os prefeitos Rosana Gomes, de Senador Guiomard e Bené Damasceno, de Porto Acre, que comemoraram a conquista para o partido.

Continuar lendo

Destaque 6

Bolsonaro posta inquérito da PF e diz que sistema eleitoral é violável

Publicado

em

Por

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) compartilhou pelo Twitter documentos do inquérito da Polícia Federal que investigam o comprometimento de sistemas do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Segundo o presidente, “o sistema eleitoral brasileiro foi invadido e, portanto, é violável”. O inquérito foi cedido pela Polícia Federal ao deputado e relator da proposta de voto impresso na Câmara, Filipe Barros (PSL-PR), que disse se tratar de uma investigação em sigilo.

Segundo relata Bolsonaro, uma pessoa não autorizada teria tido acesso aos sistemas do TSE entre abril e novembro de 2018, época que antecedeu as eleições para presidente no país.

Em novembro do ano passado o TSE, apesar de confirmar a invasão no período citado, minimizou a relevância dos dados afetados, uma vez que se tratariam de informações antigas e, portanto, desatualizadas.

 

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas