Conecte-se agora

Alysson justifica foco no combate à pandemia para confirmar que não vai se filiar ao PSL

Publicado

em

O secretário de saúde, Alysson Bestene, confirmou no início da tarde desta sexta-feira, 11, que não irá se filiar ao PSL.

O gestor da saúde estadual afirma que se sentiu honrado com o convite, mas que após conversar com a família e amigos, decidiu que o momento é de foco na gestão da saúde e no combate à pandemia.

LEIA TAMBÉM: PSL prepara festão para filiação de governistas, mas Alysson Bestene não deverá se filiar

Alysson diz ainda que irá discutir disputas eleitores no momento certo e que não descarta se filiar ao PSL no futuro.

“Para mim, foi uma honra grande receber esse convite, mas, depois de conversar com minha família e com amigos, decidi que o momento agora é de focar na gestão da Saúde, no combate à Pandemia e contribuir ainda mais com o governador Gladson Cameli”, diz Alysson.

A filiação de Bestene, que já foi vereador, era o momento mais aguardado da grande festa que o partido prepara para a próxima segunda-feira, dia 14, com a vinda, inclusive do vice-presidente da sigla, Antonio Rueda.

O curioso é que a justificativa de Alysson de cumprir com a missão dada pelo governador, vem em um momento onde já foi até confirmado pelo próprio Gladson a sua troca pela secretária adjunta, Paula Mariano, que vai assumir a Sesacre.

Mesmo não se filiando ao PSL, Alysson faz um agrado à sigla a não fechar completamente a possibilidade de uma filiação futura. “Quero afirmar a todos que não irei assinar, pelo menos nesse momento, minha ficha de filiação ao PSL. Irei discutir sobre as disputas eleitorais no momento certo. Nesse momento, quero apenas cumprir com zelo, dedicação e empenho, a missão confiada pelo governador Gladson Cameli”, afirma.

Sem Alysson, a estrela da festa de filiações na próxima segunda deve ser o médico Eduardo Veloso.

O PSL vive um momento de busca de novas lideranças, não só no Acre. Com a saída do presidente Jair Bolsonaro e sua provável filiação ao Patriotas, a expectativa é que o presidente da república “arraste” mais de 20 deputados federais para seu novo partido.

Cotidiano

Detran abre credenciamento de auto escolas para realização de aulas teóricas via EAD

Publicado

em

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AC) publicou nesta quarta-feira, 16, no Diário Oficial do Estado (DOE), a portaria Nº 325, que dispõe sobre a realização das aulas teóricas do curso de formação de condutores na modalidade de ensino à distância (EAD) enquanto durar a emergência de saúde pública decorrente da pandemia de Covid-19.

Segundo o Detran, os Centros de Formação de Condutores (CFC) estão autorizados a realizar as aulas teóricas do curso de formação de condutores na modalidade de ensino remoto, desde que faça o credenciamento no órgão, apresentando uma série de documentos.

O conteúdo programático, a carga horária e a duração das aulas teóricas devem obedecer os mesmos critérios estabelecidos para as aulas presenciais.

A orientação do Detran determina alguns requisitos de segurança e de operação dos sistemas que deverão ser utilizados pelos CFCs.

A hora-aula nos cursos na modalidade EAD terá duração de cinquenta minutos, podendo ser realizadas, no máximo, oito horas-aula por dia, em dois períodos de quatro horas-aula ininterruptas, com intervalo mínimo de uma hora entre os períodos.

O sistema eletrônico também deverá validar a biometria facial do instrutor e dos alunos, na abertura da aula, no término e monitorar a permanência dos candidatos na sala virtual durante toda a aula teórica.

Além disso, deve disponibilizar interface para usuários, que permita que o instrutor compartilhe, em tempo real, seu vídeo, seu áudio e a tela do seu dispositivo, e que o candidato visualize suas aulas agendadas.

A instituição ou entidade cadastrada deverá cientificar o candidato que, depois da conclusão e aprovação no curso na modalidade de ensino à distância (EAD), deverá se submeter a exame teórico presencial aplicado pelo órgão executivo de trânsito estadual com a finalidade de avaliar os conhecimentos adquiridos.

Após a realização do Curso Especializado de Capacitação para Condutores de Veículos o aluno deverá, obrigatoriamente, realizar uma avaliação presencial, que será realizada nas dependências do DETRAN/AC.

Para mais informações, clique aqui.  

detran
Continuar lendo

Cotidiano

Dono do Bartô crítica indignação de políticos por ação na fazenda de Jorge Moura

Publicado

em

Um dos proprietários do bar Bartô, Leôncio Castro, usou as redes sociais nesta terça-feira, 15, para criticar a indignação seletiva de políticos do Acre. A publicação ocorreu após parlamentares manifestarem apoio a Jorge Moura, um dos maiores produtores de soja, que foi alvo de fiscalização de órgãos ambientais nesta terça, em Capixaba, interior do Acre.

Leôncio afirma que a sua categoria de serviços que inclui bares e restaurantes recebem a mesma fiscalização que o fazendeiro, mas que nenhum político se manifesta ou presta solidariedade à categoria.

“Fiscalização foi na fazenda do Jorge Moura, todos os políticos influentes saíram em defesa, os BARES e RESTAURANTES estão sendo perseguidos como bandidos, recebendo fiscalização diariamente na porta e nunca nenhum político se manifestou a respeito, mesmo o setor sendo responsável por 4% do PIB nacional. Ano que vem tem eleição, geramos milhares de empregos e vamos saber usar isso!!”, escreveu.

Continuar lendo

Cotidiano

Bittar e Duarte criticam operação do Mapa na fazenda do pecuarista Jorge Moura

Publicado

em

O senador Márcio Bittar e o deputado estadual Roberto Duarte, ambos do MDB, usaram as redes sociais nesta terça-feira, 15, para comentar o episódio envolvendo funcionários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf/AC) na fazenda Campo Esperança, no município de Capixaba, de propriedade do pecuarista Jorge Moura, que resultou em desentendimento entre o produtor e os servidores.

Nas redes, Bittar afirmou que ficou indignado com a ação e ressaltou o papel do agronegócio em meio à pandemia da covid-19.

“O produtor não pode ser tratado como bandido. O Agronegócio está salvando o país: os homens e mulheres que produzem nunca ficaram em casa, não pararam de trabalhar, mesmo com a pandemia. Não podemos deixar que as famílias de trabalhadores sejam tratadas como criminosas, penalizadas por leis que travam a economia acreana há décadas! Contem com a minha gratidão e o meu apoio sempre!”, afirmou.

Já Roberto Duarte afirmou que a ação causou um constrangimento desnecessário a Jorge Moura e aos seus colaboradores. “No local, chegaram tropas do exército, que mais parecia uma operação de guerra, causando intimidação desnecessária para seus familiares e trabalhadores que lá estavam. Receber informações como esta no dia em que comemoramos o aniversário do nosso estado é desanimador, pois queremos um Acre conduzido por Governo que apoie e defenda quem produz e gera emprego e renda. Mais respeito, por favor!”, escreveu.

De acordo com as informações apuradas pelo ac24horas, o trabalho dos órgãos federal e estadual se referia a uma fiscalização, aparentemente de rotina, do uso de agrotóxicos e destinação das embalagens, que é de responsabilidade do Ministério e do órgão de defesa estadual, além do controle da comercialização e do transporte de defensivos agrícolas.

O que causou a revolta do pecuarista e agricultor Jorge Moura foi a presença do Exército durante a fiscalização, situação que ele considerou desnecessária, desrespeitosa e como uma demonstração de intimidação. Em um vídeo gravado no ato da chegada das equipes à fazenda, Moura confronta um funcionário do Mapa pela presença dos militares.

Continuar lendo

Cotidiano

Nicolau Júnior participa de solenidade da troca de bandeiras nos 59 anos do Acre

Publicado

em

O estado do Acre completa 59 anos de emancipação política nesta terça-feira (15). A data é celebrada pelo governo do estado com uma troca de bandeiras no mastro que fica no Calçadão da Gameleira, localizado no Segundo Distrito de Rio Branco.

O presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Nicolau Júnior (Progressistas), participou da cerimônia ao lado do governador Gladson Cameli e de outras autoridades.

No início da solenidade o governador soltou balões verdes e amarelos em memória às vítimas da Covid-19 deste ano e também como homenagem aos sobreviventes da pandemia.

Em seu pronunciamento, o presidente da Aleac homenageou o povo acreano. O parlamentar destacou ainda as dificuldades enfrentadas pela população neste momento de pandemia.

“Estamos aqui para prestar reverência a esta data alusiva ao aniversário do nosso estado querido e, nesta data especial, eu não poderia deixar de saudar o povo acreano pelas lutas travadas até aqui. Foram muitas batalhas e vitórias memoráveis. Eu, como filho do Juruá e presidente do Poder Legislativo do Acre, tenho muito orgulho de ser acreano e de tudo que construímos até aqui”, enfatizou.

O progressista frisou ainda a união dos Poderes e o esforço do governador Gladson Cameli no combate à Covid-19. “Esses dois últimos anos serviram para nos mostrar o quanto a união faz a diferença. E é dessa forma que pretendemos seguir. Unidos. Gostaria de agradecer ao nosso governador, ele se mantém forte diante dos obstáculos, enfrentando os problemas de frente e isso tem feito toda a diferença. Eu sigo na Aleac para ajudar no que for preciso para garantir o bem-estar do nosso povo e o desenvolvimento do Estado. Dias melhores virão. Eu creio”, disse.

Em sua fala, o governador Gladson Cameli enfatizou que o Acre tem uma das mais belas histórias entre os entes da Federação. “O dia de hoje é uma das datas mais celebradas pelo povo do Acre. São muitas conquistas e grandes batalhas. Uma das mais belas histórias de garra, brasilidade e determinação que o país tem. Agradeço a Deus por ser governador neste momento. Agradeço a Deus por esse momento que ele e o povo do Acre me concederam. Ser governador do Acre é uma honra”, disse.

Ao falar sobre a pandemia de Covid-19, o governador se solidarizou com as vítimas da pandemia. “Há um ano nós inauguramos o primeiro hospital de campanha. Não imaginávamos que o caminho a seguir seria longo, me passa um filme na cabeça. Mas, graças à união de todos, conseguimos dar a mão para quem precisava. Conseguimos, nesta pandemia, unir as pessoas e isso não tem preço. Eu sigo com esperança, tenho fé que não haverá uma terceira onda do vírus”, disse.

O Acre foi elevado à categoria de Estado em 1962, quando o então presidente do Brasil, João Goulart, assinou em Brasília (DF) a lei que elevou o território federal do Acre a estado. A lei foi criada pelo deputado federal José Guiomard dos Santos.
A bandeira do Acre foi feita durante o período da Revolução Acreana, durante o governo de Luís Galvez Rodriguez de Arias, de 1899 a 1900.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas