Menu

Jenilson Leite culpa governador por Acre estar fora do primeiro lote da Sputnik V

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O médico infectologista e deputado estadual Jenilson Leite (PSB), usou as redes sociais neste domingo (6) para fazer críticas ao governo em relação ao atraso em aderir ao consórcio norte/nordeste para aquisição da vacina Sputnik V, produzida na Rússia.


Segundo ele, o governo do Acre precisava se antecipar e negociar a aquisição direta da vacina, e em setembro de 2020, o parlamentar protocolou um Projeto de Lei que permitia ao governo do Estado do Acre fazer a aquisição da vacina contra a covid-19. “Nosso PL foi rejeitado pela Base do Governo, pois entenderam que era inconstitucional. Mas o que realmente estamos vendo, são as decisões tardias que se vêm tomando em relação ao combate ao novo coronavírus. Se lá atrás o Estado tivesse aderido ao Consórcio Norte/Nordeste, mais cedo, hoje poderíamos estar um pouco mais aliviados, pois saberíamos que mais doses estariam sendo entregues e mais acreanos estariam sendo imunizados”, argumentou.


A crítica de Jenilson é baseada devido que na última sexta-feira (4), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a importação da vacina Sputnik V em caráter excepcional pelo Brasil, mas, que acabou deixando o Estado do Acre está fora dessa etapa.

Publicidade

O vice-presidente do parlamento acreano lembrou que o Governo Estadual enviou um Projeto de Lei para a Assembleia Legislativa, com o mesmo objetivo do nosso, que altera as diretrizes orçamentárias para o exercício financeiro de 2021 a fim de poder garantir que a compra de vacinas contra a Covid-19 esteja dentro do orçamento do Estado para 2021. O PL foi aprovado por todos os parlamentares.


“Como não estamos nessa primeira etapa, vamos aguardando esse pinga-pinga do Governo Federal e esperando a nossa vez no Consórcio. Atualmente, o Acre tem apenas 6,32% da sua população vacinada (primeira e segunda dose). Se continuarmos nesse ritmo, iremos levar quase 3 anos para vacinar 100% da população acreana”, declarou.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido